O Blog avisou e o Cespe mudou

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Escrevi ontem comentando o fato de que na página do Exame 3.2009 ainda constava a indicação do provimento antigo, o 109/05: O próximo edital trará novidades?

O Cespe não perdeu tempo e providenciou hoje a alteração do provimento:

A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, por suas COMISSÕES DE ESTÁGIO E EXAME DE ORDEM (CEEOs), nos termos do disposto no artigo 5.º do Provimento n. 136, de 10 de novembro de 2009, editado com base na expressa autorização do art. 8.º, Parágrafo Primeiro, da Lei n.º 8.906/1994, torna público que estarão abertas as inscrições para o Exame de Ordem 2009.3, requisito necessário à habilitação para o exercício da advocacia

Fonte: http://www.cespe.unb.br/concursos/OAB2009_3/

Parece que para se manter atualizado sobre o Exame de Ordem até mesmo o Cespe lê este Blog.

Nada mal!!!

De toda forma, aparentemente, o que escrevi ontem já caducou. O provimento que regerá o próximo Exame será mesmo o 136/09 e as mudanças que eu previ em um outro artigo - E o que era ruim acabou ficando pior - Uma análise do provimento 136/2009 - serão implementadas desde já.

Ou seja, nada de arredondamento ou de doutrina na segunda fase.

Claro! Certeza absoluta só teremos com a publicação do edital, mas os indícios sobre a implementação das alterações já para a próxima prova agora são fortes.

37 comentários:

Anônimo,  25 de novembro de 2009 12:27  

Dr., crítica construtiva: a menção de que "Parece que para se manter atualizado sobre o Exame de Ordem até mesmo o Cespe lê este Blog." não ficou boa.

Novamente, parabéns pelo blog.

Leitor.

P.S.: não precisa publicar.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 12:46  

Querem saber a verdade? NOS FERRAMOS DE VEZ. fazer prova sem usar doutrina vai ser loucura, loucura!!! O grande problema é que nós fizemos o curso de direito com tudo voltado ao provimento 109, ou seja, não aprendemos a utilizar somente a lei seca. Acho uma sacanagem isso. O novo provimento só deveria valer para quem está iniciando a faculdade a partir da data em que foi publicado o provimento. Pior será para quem vai fazer o exame 2009.3: coitados, esses vão ser cobaias na acepção exata do termo. Alguns dizem que vai ser mais fácil, porque não vai mais precisar levar livros e nem fundamentar a peça com doutrina. Só que esquecem que o direito é amplo demais para uma pessoa decorar direitinho que peça será cabível (os livros ajudam 98%), até porque existem inúmeras peças que a lei não especifica expressamente em que situações cabem. É, vamos ver no que vai dá, eu particularmente já enxergo indices de aprovação próximos a ZERO, raraos vão ser os bacharéis que serão aprovados.Gente, raciocinem bem: qualquer advogado precisa consultar livros de doutrinas para elaborar suas peças, não tem sentido nenhum a proibição desses livros na prova, isso é um absurdo sem precedentes. Contra isso é que deveria ter existido uma manifestação forte e não para pedir anulação da prova como fizxeram os bacharéis.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 12:54  

Para completar a desgraça, o estrago contra os bacharéis, só falta o edital trazer a novidade que já existe no último exame de Minas Gerais (que está em trâmite), isto é, estabelecer que as duas provas serão no mesmo fim de semana (a objetiva no sábado e a subjetiva no domingo). Se isso ocorrer, meus amigos, vai ser suicídio pra tudo quanto é canto deste Brasil. Sinceramente, acho que a OAB está exagerando na dose, sinceramente.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 12:59  

Quando sai o edital?

Anônimo,  25 de novembro de 2009 13:00  

Espero que o Cespe e a OAb saibam fazer uma prova coerente,sem que haja mais cerceamento dos nosso direitos,frente aos que ja estam cerceados.Sera que nao percebem que se retiraram as doutrinas,os livros...'e para nao dar mais oportunidade a recorrermos.Vai ficar muito complicado fazermos recursos,pois sao nossasargumentacoes contra o extremo poder senhorio daquele que se julgam ...cada um de nos ja deve saber o que pensar...
Concordo com um comentraio de uma leitora do blog de nome Sonia,ela retrata de forma bastante clara e objetiva,que todo mundo esta vendo o que acontece...eu,vc,vizinhis ...no entanto o poder que deveria agir nao faz nada:MP,MEC.Se o problema 'e a quantidade para qualificar,comece pela nao autorizacao de mais cursos ,novas turmas etc.Fazer uma prova justa,tambem!Vejamos,todas as vezes que passa a primeira fase,olha o tanto de questoes passiveis de anulacao,entretanto,anulam a aque acham ...Sinceramente,esse exame de 2009.2 nao mostrou qualificacao e sim quantificacao monetaria.Agora com as mudancas,mais arrecacadacao!O pior de tudo,'e que se fossem revalidar a capacitacao de muitos,certamente a comecar pela classe que fabrica as provas,com certeza muitos seriam reprovados no quesito 'etica,interpretacao e conhecimento juridico...
Sabe de uma coisa?Nao 'e so conhecimento que faz pasar nesse exame,uma boa pitada de sorte 'e requisito priomordial.Eu confio Em uma Forca Superior e peco a Deus que me ilumini no dia do proximo exame e caso meu recurso seja provido,com certeza voltarei aqui s'o para dizer que um milagre aconteceu e muitas consciencias foram
tocada.Que tal 5 nas pperguntas e ZERO na peca?
E ainda falam que quem nao passou nao estudou!!!
Va conatr outra!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 13:21  

O que era RUIM agora ficou aind pior !!!

Maurício Gieseler de Assis 25 de novembro de 2009 13:23  

Ficou meio apelativo, né? Mas uma vez só não faz mal.

Abraços!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 14:18  

Infelizmente a OAB ao invés de se preocupar com a qualidade e com a competencia e seriedade de uma instituição para elaborar um exame para avaliar o conhecimnto dos bachareis, vem demonstrando ao longo do tempo que está preocupada em dificultar cada vez mais o ingresso dos bachareis no mercado.Criar formas de impedir o exercício da profissão com artíficios absurdos, crueis, injustos, como por exemplo, não utilizar doutrina na consulta. QUE PALHAÇADA! Qualquer advogado, por mais experiente que seja,consulta doutrina para elaborar e fundamentar sua tese.ISSO É UMA ABERRAÇÃO!!Lamentável, revoltante!!
Não tenho nem palavras para descrever esse ABSURDO! Vamos acabar com essa arbitrariedade elegendo o jovem advogado para nos defender desse bando de tiranos.Sinto tanto nojo, tanto repudio por essa corja.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 14:24  

Vamos estudar galera!!!! Não perdemos tempo.

Paulo,  25 de novembro de 2009 14:26  

Dr. não de bola, o senhor tem que continuar anunciando sim, estamos num esado democrático de direito, continue assim, pois só o nobre doutor tem as informações na íntegra e verdadeiras. Abraço.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 14:39  

É melhor rir do que chorar....,
trabalhei com uma advogada que me disse o ano passado que os bachareis precisavam lutar pela coisa certa!
Os avaliados estão tão preocupados com as suas provas que esqueceram de brigar por uma prova coerente,por um edital "redondo", uma avaliação consistente ... A CESPE faz uma prova confusa, e os candidatos não conseguem fazer a prova com doutrina imagine agora?!!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 14:45  

DR ... MAIS UMA VEZ A OAB/CESPE MOSTRA QUE TUDO É FEITO POR "DEBAIXO DO PANO", COM SEGUNDAS E TERCEIRAS INTENÇÕES. PORQUE ELES NÃO PUBLICARAM UM COMUNICADO ALTERANDO O AVISO DO SITE QUE FALAVA DO PROVIMENTO? NÃO ... PREFERIRAM ALTERAR NA SURDINA, PENSANDO QUE NINGUÉM TINHA PERCEBIDO. TUDO ISSO NOS REVOLTA, POIS PERCEBEMOS QUE A INJUSTIÇA E OS INTERESSES PARTICULARES IMPERAM NESTE PAÍS.

Alexandre 25 de novembro de 2009 14:58  

"Parece que para se manter atualizado sobre o Exame de Ordem até mesmo o Cespe lê este Blog."

Eu gostei!

Mostra que o blog é uma fonte de informação confiável e respeitada. Além do mais, é a pura verdade. O episódio de ontem só o comprovou.

Parabéns, Dr. Maurício!!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 15:53  

Nossa ... presuncao total achar que o CESPE le o blog e arruma o edital por conta da reclamacao no blog ein ....

O conteudo é bom ... mas sejamos mais humildes !

Anônimo,  25 de novembro de 2009 16:07  

Bem feito para aqueles que são favoráveis ao exame de ordem cuja finalidade única é a reserva de mercado corporativista da OAB. VIVA o CREA a AMB, enfim todas as innstituições reprepresentativas que respeitam e recebem seus profissionais sem a necessidade de provas ou exames.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 16:09  

Pessoal estudem e estudem ao invés de ficarem reclamando da prova. As peças prático-profissionais não necessitam de doutrina, basta estudar.

Parabéns pelo blog!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 17:10  

Esse CESPE é tão atrapalhado...

Anônimo,  25 de novembro de 2009 17:10  

O grande problema é que os bacharéis aceitam tudo que vem da OAB e depois querem reclamar. A hora de reclamar é agora e não depois de tudo consumado. Oras, bolas, se livros de doutrinas muitas vezes são usados até mesmo pelos juizes para fundamentarem suas sentenças, e quase sempre pelos advogados para fundamentarem seus pedidos, por que um simples bacharel não pode faze-lo na prova? É uma discrepância maluca,é uma incoerência incompreensível mesmo.Engana-se redondamente que a OAB fez isso para facilitar alguma coisa, ledo engano. Na verdade a OAB quer é reprovar o máximo que puder e, não satifeita com os percentuais de reprovação que vinham ocorrendo, resolveu adotar novas regras POR PURA MALDADE, por pura vontade de ter a sua reserva de mercado garantida.Estou quase vendo a OAB amnhã dizer que fez isso porque no concurso para a magistratura e para a promotoria livros de doutrina são proibidos, estou quase enxergando isso.Só que contrar tais arumentos da OAb já adianto o seguinte: para a magistratura e promotoria estamos diante de CONCURCO PÚBLICO, enquanto para o exercício da advocacia é apenas um EXAME para avaliar a qualificação mínima e que a rigor não deveria nem mesmo existir, ou seja, são coisas absolutamente distintas.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 17:14  

16:07, "viva" mais a que? À ignorância?

ccc,  25 de novembro de 2009 17:25  

NO DIA DE HOJE ENTREI NO SITE DA CESPE E VI QUE RECEBI MAIS 1,20 PONTOS...

OUTROS COLEGAS TAMBÉM RECEBERAM PONTUAÇAO...

SERA QUE JA É O RECURSO ??????

Anônimo,  25 de novembro de 2009 17:44  

Professor!!!. Diante disto tudo, precisamos da ANULAÇÃO DA PEÇA TRABALISTA JÁ!!!!!Se não conseguirmos passar, adeus, nunca mais conseguireemos passar!!!!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 17:56  

Adorei essa!!! Prova de que este blog é SÉRIO!!! Se a Cespe entra no blog acho ótimo pois como qualquer instiuição tem que se aprimorar,crescer com as opiniões de quem sente na pele o terror que é esse exame!!!! DAS INJUSTIÇAS QUE ACONTECEM NAS CORREÇÕES, das bolas fora!!! Enfim, espero que continuem lendo e se tornem elaborem uma prova séria e respeitável!!!! Pois aqui ninguém quer ganhar anulação porque foi mal na prova,quer ganhar a carteirinha na raça, mostrar que é capaz sim de passar em uma prova concorrida e dificil, mas com a consci~encia de deu o melhor para passar. E não porque o examinador estava com preguiça de ler a prova e foi por ai atribuindo nota de acordo com o humor dele. Queremos falar: Passei,sim!!! Com muito orgulho!!!!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:07  

Esta na hora dos bachareis se unirem e nao aceitarem essa mudanca para o exame 2009.3.Isso 'e uma vergonha!Ja nao basta o que aconteceu no exame 2009.2,eles estao querendo mostrar quem esta no comando.DEVEMOS REVERENCIAR A OAB.NINGUEM PODE FAZER NADA?!OQUE MAIS ESTAMOS ESPERANDO?'E BEM PROVAVEL QUE ELES AINDA ACHEM UM MEIO DE DECIDIR INVESTIGAR A VIDA DOS "CANDIDATOS"?GENTE 'E APENAS UMA PROVA PARA AVALIAR O MINIMO!!!DESEMPENHO VAMOS TER QUANDO DE FATO COMECARMOS ADVOGAR...NAO 'E CONCURSO PUBLICO!O QUE ESTAO FAZENDO?
ACORDA BRASIL!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:07  

Anônimo das 15:53, este Blog tem sido fonte de informação para a mídia em geral e, por que não para a dupla dinâmica Cesp/OAB. Só no dia de hoje, até o presente momento, foram 6.420 acessos. Isso é pouco? Você tá parecendo um certo personagem da Rede Globo: "Eu queria tanto um Blog assim!!!" Faz um e publica textos interessantes, quem sabe faz sucesso!

Ps. Eu não conheço o Dr. Maurício pessoalmente, mas sou eternamente grato pelo espaço.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:07  

Ao anônimo que postou 1º comentário: Acredito que se não houver aquela loucura de poder levar dezenas de livros para consultar,quem sabe não será melhor??? Pois se não há consulta,a prova não poderá exigir alguma posição doutrinária por exemplo,a fundamentação se fará apenas com artigo de lei, o que torna tudo mais fácil. Acredito também que as questões serão mais objetivas,na peça sobrará espaço para fundamentar com artigos e mais artigos de lei, não sendo necessário citar doutrina que queira ou não acaba utilizando muito espaço. E como dizia o meu professor,o negócio é ser MOBRAL,fundamentar tudo o que aparecer,pois assim foi a prova de penal desse ano.
Não sejamos pessimistas,vai falar de corrente majoritária aonde??? Como vai comprovar??? cade a pagina,livro,autor,ano????

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:09  

AH,ESQUECI DE UMA COISA...
ESSE BLOG 'E DEMAIS!SE O DR MAURICIO APOIA E DA ESPACO AOS BACHAREIS,CERTAMENTE PORQUE NAO TEM RECALQUES,MUITO MENOS,MEDO DE CONCORRENCIAS!!!OQUE ME PARECE SER ALGO INCOMUM NA ADVOCACIA!

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:09  

Anônimo das 16:09: Se você já passou e tá se achando enfia a viola no saco e vai encher o saco de outro.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:10  

Infelizmente Direito é um dos únicos cursos em q vc termina-o e ñpode começar a trabalhar, o Iploma de Bacharel não serve de nda,a ñ ser q vc passe num desses famigerados concursos...pq nem se pode Advogar,nem nda...e agora a OAB quer q a gnt se lasque de vez.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:27  

nao consegui ver nada.No site, aparece a mesma coisa ddo dia da lista!!!A minha prova foi tributario!!Sera que estao corrigindo a de trabalho primeiro?

Anônimo,  25 de novembro de 2009 18:56  

18:06, fique certo (a) de uma coisa: para a OAB quanto mais reprovação melhor será, portanto ela não faria nada para facilitar.Não se iluda, até porque os livros pouco ou nunca eram na verdade utilizados para fundamentar a peça, mas serviam apenas para o bacharel ter um "pontapé inicial", pois não é fácil se elabaorar uma peça somente utilizando a lei seca. Até se consegue, mas o bacharel tem que ser profundo comnhecedor da aplicação do direito material e do direito processual (os dois juntos) o que, convenhamos, são raros aqueles que têm esse domínio, esse conhecimento.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 22:30  

O grande problema é que os bacharéis aceitam tudo que vem da OAB e depois querem reclamar. A hora de reclamar é agora e não depois de tudo consumado. Oras, bolas, se livros de doutrinas muitas vezes são usados até mesmo pelos juizes para fundamentarem suas sentenças, e quase sempre pelos advogados para fundamentarem seus pedidos, por que um simples bacharel não pode faze-lo na prova? É uma discrepância maluca,é uma incoerência incompreensível mesmo.Engana-se redondamente que a OAB fez isso para facilitar alguma coisa, ledo engano. Na verdade a OAB quer é reprovar o máximo que puder e, não satifeita com os percentuais de reprovação que vinham ocorrendo, resolveu adotar novas regras POR PURA MALDADE, por pura vontade de ter a sua reserva de mercado garantida.Estou quase vendo a OAB amanhã dizer que fez isso porque no concurso para a magistratura e para a promotoria livros de doutrina são proibidos, estou quase enxergando isso.Só que contra tais argumentos da OAB já adianto o seguinte: para a magistratura e promotoria estamos diante de CONCURSO PÚBLICO, enquanto para o exercício da advocacia é apenas um EXAME para avaliar a qualificação mínima e que a rigor não deveria nem mesmo existir, ou seja, são coisas absolutamente distintas.

Anônimo,  25 de novembro de 2009 23:27  

Toda alteração requer tempo para que se possa assimilar, no entanto, o próprio blog, parece estra fomentando a efetivação do exame sem consulta desde já. Não me parece de todo uma boa conduta, acredito que a ponderação e o bom senso sempre são os melhores caminhos. Sou a favor do exame de ordem, mas desde que contenha critérios pautados na justiça....È bem verdade que, é masi lucrativo para as seccionais arrecadarem dinheiro com os incristos ao exame da OAB que, receberem a anuidade dos advogados que, quase sempre atrasam o pagamento por ser muito cara a anuidade cobrada....OAB... fala sério!!!

Anônimo,  26 de novembro de 2009 09:44  

Senhores,
o Provimento 136/2009,traz em seu art.19 a seguinte redação:
Art. 19. As alterações concernentes ao conteúdo programático de que trata o art. 6º somente serão adotadas um ano após a publicação deste Provimento, vigorando, até então, as normas do Provimento n.º 109/2005 relativas à matéria.

Logo entendo ser impossível mudanças tão radicais no próximo exame, tais como "vedação a consulta de doutrina" na 2ª fase!
Seriam eles tão loucos a ponto de se contradizerem desta forma??!!!!

Anônimo,  26 de novembro de 2009 15:13  

Imaginem o seguinte caso: Na Constituição o depositário infiel pode ser preso, mas na jurisprudência não pode. Cai essa questão e o candidato coloca que pode ser preso. Sabe qual vai ser anota ? ZERO
Portanto, é claro que você vai ter que saber jurisprudência, do contrário suas respostas serão somente positivistas e em desacordo com a realidade.
A casa caiu

Anônimo,  26 de novembro de 2009 16:58  

É um retrocesso tremendo da OAB proibir o uso de livros de doutrina. Acho isso um erro que mais na frente vai refletir no nível de qualificação dos bacharéis. Doravante as faculdades (e cursinhos) vão ensinar só com base na lei seca, vão abandonar por completo os livros de doutrina e, cá para nós, são os doutrinadores que ensinam o estudante de direito e desenvolver raciocínios jurídicos. No meu caso isso tem pouca ou nenhuma importância, pois já sou advogado, mas considero lamentável essa nova regra, lamentável!!!

Anônimo,  26 de novembro de 2009 19:52  

Peço venia, Dr. maurício, para expor um desabafo, sou a favor do exame da ordem, mas que seja um exame digno, correto, verdadeiro, justo, não como foi este, que muitos, como eu, ficaram perdidos por conta de uma questão sem sentido, e acabaram por fazer uma péssima petição. Eu fiz uma "RECLAMAÇÃO TRABALHISTA" que acabou não sendo corrigida, não por incompetência minha, mas porque até agora não encotrei fundamento para ser uma consignação em pagamento. Peço aos que estão certos de ser CP, e foram aprovados, que tragam a fundamentação correta, eu me conformarei com a derrota se estiverem certos.
Quero expor um fato que ocorreu antes do exame da 2º fase: ligaram pro meu celular no dia 19/10/2009, dizendo que era uma secretária do curso "IURIS" e haveria uma aula onde todos os alunos iriam ser aprovados porque seria dada toda a matéria, não fiz o curso porque no meu entendimento é impossível esgotar a matértia em uma aula. Agora soube que quem fez esse curso foi aprovado. Será que já tinham esse gabarito que vazou pela internet?, devem ser os mesmos que estão menosprezando os que não passaram, com medo de fazer outro exame pois sabem que não tem competência para passar, só com o gabarito na mão.
OAB, por favor, seja justa, anule esta peça ou faça um novo exame para todos, os bachareis não vão ficar calados, temos o judiciário, se a Cespe tivesse colocado uma prova decente não estaria acontecendo esta polêmica, aqui no RJ esta todo mundo se mobilizando, pode ser que o lado escuro da Cespe começe a aparecer.
Ainda acredito que a OAB seja uma instituição digna, que coloca a justiça em primeiro lugar.
Bacharel: Eduardo de Jesus Martins da Costa.

Anônimo,  28 de novembro de 2009 21:50  

Galera,

O que a OAB e a CESPE querem é o nosso dinheiro. Como se não bastasse obrigar os bachareis a pagar para trabalhar (porque é essa a única finalidade da carteira de estagiário) somos constantemente bombardeados com provimentos alterados na surdina, sem a publicidade devida (aonde está nosso direito de informação?).
Acredito que já temos bastante problemas tendo que estudar, trabalhar, fazer monografia, defendê-la...temos ainda que ficar nessa ansiedade para saber qual a próxima penalidade que iremos sofrer!!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP