ATENÇÃO!! Prova de Direito Civil também pode ter sido fraudada

sexta-feira, 5 de março de 2010

O Dr. Marcelo Hugo da Rocha, coordenador-geral do curso preparatório Retorno Jurídico, de Porto Alegre/RS, e autor de vários livros para o Exame de Ordem, afirmou em seu blog, o Habeas Data, que a prova de Direito Civil também pode ter sido fraudada. Vejamos o que ele escreveu:

"Acabo de receber a informação de que a prova de CIVIL também está maculada por suspeita de FRAUDE. A informação partiu de um ex-presidente da Comissão de Exame de Ordem da seccional da OAB-RS.

Riscaram a pólvora... vamos ver se a BOMBA explode no DOMINGO. Crescem vozes que garantem que a prova da 2ª FASE será ANULADA em âmbito nacional. Pelo menos, é a orientação que está sendo levada por muitos participantes para a reunião de Brasília neste final de semana." (...)


A informação passada pelo Dr. Marcelo merece toda credibilidade apesar de ainda não ter sido divulgada pelos canais oficiais. Ele é uma pessoa séria e não divulgaria tal informação sem confiar na credibilidade de sua fonte.

Não foi informada a localidade em que o candidato foi flagrado com a prova.

Assim sendo, é virtualmente inevitável a anulação das provas de TODAS as disciplinas da segunda fase do Exame de Ordem 3.2009.

Efetivamente não faz sentido que apenas uma pessoa tenha sido beneficiada com o vazamento do gabarito. Quem vazou uma pode ter vazado várias e faturado com isso.

Vamos aguardar o posicionamento oficial da OAB.

45 comentários:

Gabriel 5 de março de 2010 11:29  

Ah, fala sério! Só o que falta... É o primeiro exame que faço, consegui acertar ar 5 questões de trabalho e fiz um R.O. decente... não quero que anulem tudo por causa de um cara que sequer teve a capacidade de decorar as 5 respostas antes de entrar na prova...

E ainda mais essa situação de civil... Fiz esse cursinho, Retorno Jurídico, aqui em Porto Alegre, recomendo... Os professores são muito bons mesmo!

Abs!

moreno 5 de março de 2010 11:46  

Agora a Correção foi pro brejo.

André 5 de março de 2010 11:50  

É isso ai galera!!!
E nós, bacharéis querendo trabalhar, somos reféns dum sistema desses!
Totalmente falido e mal feito!

Estamos num barco desgovernado!
Seja o que Deus quiser..
Quem dançou na segundas fase vai se dar bem!
Agora quem foi bem, resta começar a estudar pra não vacilar no reexame!

Tristes fatos, tristes soluções, e tristes instituições!

VERGONHA! cada dia que passo tenho mais vergonha!!
Porque não fiz veterinária!

RAFAEL 5 de março de 2010 11:51  

Os candidatos perderam o verão estudando. TODOS serão PUNIDOS com a anulação da prova. Terão de fazer novamente a prova. E quem garante que na próxima não haverá fraude? Este é o Brasil das injustiças mesmo. A angústia pela qual estão passando os candidatos que fizeram de forma honesta esta prova serão punidos pelo crime praticado por meia dúzia de safados. A anulação deve se restringir aos locais onde foram descobertas as fraudes e não a todo o Brasil

Leonardo 5 de março de 2010 12:25  

"Rapaiizz", o trem tá bagunçado mesmo!!!

Bom, mas isso é mais um elemento a nosso favor. A OAB não pode anular toda a prova, mas sim o certame dos locais e áreas onde houve a fraude, pois, se ela existiu e foi descoberta não há o que se falar, agora, quando ela não foi comprovada em outras áreas ou locais, não pode a OAB por presunção, prejudicar a todos.

Hein.......convoco a todos os examinandos, caso seja anulada a prova, a impetrarem Mandado de Segurança, pois enquanto inocentes e habilitados para a segunda fase, temos SIM direito líquido certo à correção.

Ainda, indenização por danos morais e materiais contra o CESPE e a OAB, com responsabilidade solidária.

Vamos lutar pelo direito, como queria Rodolph Von Ihering.

DIGAM NÃO À ANULAÇÃO



Leonardo H. Berkembrock

Alan 5 de março de 2010 12:33  

Acredito que qualquer decisão a favor da anulação de quaisquer provas da OAB não coaduna com o Direito visto que como é de conhecimento de todos não há o que se falar POSSIBILIDADE de fraude, mas sim no que é devidamente PROVÁVEL!! Ficar riscando o fósforo para o circo pegar fogo não adiantará em nada..esse é o tipo de notícia pra vende jornal, revista e dar IBOPE somente

Marcelo 5 de março de 2010 12:52  

Era obvio que o exame nacional seria desta forma, pq a OAB-SP demorou para aderir ao exame unificado? a resposta esta ai! gabaritos voando pelo país inteiro!!!

O pior é aquele q paga pra passar num exame de habilitação profissional, este é o ser mais incompetente q existe na face da terra, e nao merece pertencer à classe!

nonato.belezura 5 de março de 2010 12:52  

QUEM VAZOU A 2ª FASE, VAZOU A 1ª NÃO PODE CRÊR.

TEM MUITA COISA QUE NOS QUE ESTAMOS AQUI FORA NÃO SABEMOS.

A BOMBA É MAIOR DO QUE SE PENSA.

TEM MUITA COISA QUE SO OS MEMBROS DO CONSELHO
VÃO TOMAR CONHECIMENTO.

VAMOS ESPERAR

VEM MAIS BOMBA POR AI

Re 5 de março de 2010 13:02  

Não sou ovo mas confesso que estou chocadaaaaaaaaaaaaaaa...não dá mais pra entende nada, o que dizer da primeira fase, acho que essa pessoa teve acesso na primeira fase muito melhor que na segunda, caramba ter tudas as questões gente não pode tem alguma coisa errada...q vergonha pra cespe, nem se pronuncia...bando de moleque, gente se isso não for resolvido vai da acontece uma revolução...

Flávio Costa 5 de março de 2010 13:11  

Concordo com a colega Rafael. A anulação deve se restringir às regiões onde houve problema. Afinal de contas a unificação deve ser prestigiada, não a fraude.

Não há como garantir que haverá fraude em novas provas. Então, porque anular tudo?

Tenho plena certeza de que até o Domingo haverão boatos de fraude em outros estados, só para colocar mais lenha na fogueira e deixar cada vez mais claro o entendimento de que somos marionetes neste jogo perigoso. E eu que não acreditava na tese da reserva de mercado...

Cesar 5 de março de 2010 13:20  

Esse foi postado por um anônimo de Rodônia no site do DR. Marcelo Hugo da Rocha :
"
Aqui em Rondonia antes mesmo de entrarmos para a sala de provas já tinha gente garantindo que em direito do trabalho ia cair um recurso ordinário, fiquei tremula quando peguei a prova e constatei que realmente era um RO fiquei tão nervosa que quase que não consigo fazer a prova, pois fiquei pensando : o que estou fazendo aqui? servindo de palhaça desse povo da CESPE,e comecei a pensar na história que corria aqui que era R$ 30 mil pela prova, quero ver se for anulada o que esses troxas que pagaram vão fazer para recuperar o dinheiro gasto kkkk. "

Marcos Souza 5 de março de 2010 13:58  

Pense, me matei estudando e vejo um negócio desses.
É demais!!!

Alessandro 5 de março de 2010 14:25  

Só tem uma explicação.
antes de 2009.3
01 examinador para 30 candidatos = verificar cerca de 250 livros

em 2009.3
01 examinador para 30 candidatos = verificar cerca de 50 livros

Ou seja...antes era quase impossível encontrar a cola hoje ficou "menos difícil" duvido que isto não ocorria antes!

NÃO GOSTARIA QUE TODA A 2ª FASE FOSSE ANULADA!

O edital prevê: o candidato que for pego com material que não possa ser usado terá sua prova anulada e será elimindado!

Cesar 5 de março de 2010 14:28  

NOVAS DATAS DO EXAME OAB- 2. FASE 2009.3 - 18 de Abril de 2009.

Vamos recomeçar os estudos.Que esta vai ser anulada.

Leonardo 5 de março de 2010 14:28  

reforço o coro de que se houver anulação geral da prova, devemos impetrar MS, não podemos ficar de braços cruzados assistindo presidentes das Seccionais decidirem nosso futuro.Não vamos permitir isso!!!!

Cesar 5 de março de 2010 14:28  

Errata:

Digo 18 de Abril de 2010.

Mario Berger de Sousa 5 de março de 2010 14:30  

Sempre há algum tipo de fraude em qualquer tipo de concurso. No curso onde fiz pre vestibular (mtos anos atrás) nego ligava pro diretor pra oferecer VAGAS na UFRJ em medicina, só pra vcs terem uma idéia... coisa de 90.000 Reais. OS caras tavam oferecendo VAGA, não é a prova não, é a VAGA mesmo, na UFRJ em MEDICINA.

Enquanto tiver concurso e gente com grana disposta a passar a qualquer custo, haverá fraude - é inevitável.

Por isso, não duvidem: seja nos exames anteriores ou nos próximos: haverá fraudes. A questão é: vão ser descobertas ou não?

No exame 2009.2 teve vazamento de informação na internet, teve hacker invadindo o site do CESPE (duas vezes) e ficou tudo por isso mesmo... e digo mais, se não tivessem entregue material pra Rede TV talvez a OAB nem tivesse se manifestado e esse caso de Osasco seria tratado de forma isolada.

A verdade é que nem a OAB nem o CESPE tem como garantir 100% de lisura no exame, é simplesmente impossível fazer isso. Alguém aqui poria a mão no fogo pra dizer que em exames passados não houve fraudes?

Por isso eu concordo com quem diz que a prova deve ser anulada somente nos locais onde teve fraude e em relação às disciplinas que tiveram suas provas vazadas - porque se toda vez que uma SUSPEITA de fraude ocorrer anularmos TUDO, então, meus amigos, NUNCA mais alguém vai pegar carteirinha da OAB, simplesmente porque todos os certames serão anulados.

Por fim, não era pra ter nenhum leigo aqui. Tudo o que estão dizendo até agora é na base de SUSPEITAS... essa ultuma notícia então, putz, a maior fofoca grossa. Se esse alguém no RS teve notícia de fraude, pq não levou ao conhecimento da polícia como fizeram em Osasco? Po, tudo MUITO mal explicado...

Marco Aurélio 5 de março de 2010 14:31  

Até a presente data, o que se têm como fato real é a cola da prova em penal na cidade de Osasco. O resto são rumores, com a intenção de causar mais transtornos. Não vi e nem ouvi até agora nenhum pronunciamento da Polícia Federal. Se até domingo o único fato comprvado for o de Osasco, acredito na anulação somente da prova de penal, e o mais coerente seria anulá-la em Osasco.

paulo 5 de março de 2010 14:45  

Sou contra a anulação da prova, seria nivelar todos os quase 19 mil examinandos pelo mesmo nivel do(s) que fraudaram. Inocente até que se prove o contrário. Ademais o edital nada fala sobre anulação do certame e sim de eliminação de que for surpreendido colando, o que ja aconteceu.

Thiago 5 de março de 2010 15:21  

stão falando de anulação da segunda fase desse certame, mas pelo que vejo se houve fraude o que garante que não houve fraude na primeira fase também? Pelo que sei as duas provas são entregues juntas pelo cespe para OAB. O fato da fraude ter sido descoberta na segunda fase, ao meu ver retira a credibilidade de todo o certame (primeira e segunda fase).Essa OAB cada vez mais perdia, isso é o que dá em transformar uma prova de conhecimentos específicos em concurso público.

Sebastian 5 de março de 2010 15:30  

Aqui no Paraná, em Londrina, me informaram em dezembro, quase após o Natal, que tinha pessoas com a prova da OAB da primeira fase em mãos, ANTES DA PROVA, claro... que foi em janeiro...


Não tenho nem mais o que comentar... o pior cego é aquele que não quer ver...

mayra 5 de março de 2010 15:59  

aaaaaaaaaaaaaaaaa faça o favor!! os cursinhos todos estavam apostando em contestação ou R.O, pois as peças de trabalho q costumeiramente caem são inicial, constestação, e R.O, e depois da ultima não acreditavam que ia cair uma peça especial.

Você que fez o comentário ai, pelo amor de deus, o que está querendo, a anulação da prova?? no minimo não conseguiu resolver a prova descentemente.

NÃO À ANULAÇÃO

D'Avila 5 de março de 2010 16:00  

A que ponto chegamos... o Dr. Marcelo recebe informações e não pode divulgar a fonte. Pelo conteúdo, no mínimo deve ter partido de dentro da OAB, do contrário não poderíamos confiar na credibilidade. Se passam esse tipo de informação, não me surpreende o que aconteceu no último domingo. E mais, certamente não é a primeira vez... Que nem foi dito no cometário acima, do Gabriel, o problema foi que o animal sequer teve a capacidade de decorar as 5 respostas antes de entrar na prova... Pela NÃO anulação!!!!

fred 5 de março de 2010 16:11  

É vergonhoso tratar seres humanos com tanta falta de respeito e descrédito. Esses 'achismos' infindáveis, seja aqui ou aculá, não levará ninguém a lugar algum, por isso, parem de levantar poeira atoa e aguardemos a resposta do dia 07/04/2010. É desumano provocar a angústia e sofrimento de terceiro por interesses diversos... por favor, pensem nisso.

AndréeTininha 5 de março de 2010 16:19  

Ao meu ver a anulação não seria uma boa solução, porque quem teve acesso à prova e não foi descoberto, certamente poderá ter acesso novamente. E agente que fez uma prova razoável, que ralou estudando é que seremos os prejudicados pelo tempo perdido. E pior ainda temos que torcer para que façamos um aprova razoável novamente. Virou uma novela o exame da ordem. PALHAÇADA!!!!!!

Nathália 5 de março de 2010 16:42  

Prezados colegas bachareis em Direito,

é inadmissível a falta de consideração da OAB/CESPE por nós, examinandos. Não bastasse a controvertida correção da prova 2.2009, agora há a possível anulação da prova 3.2009. Não perdemos com isso só dinheiro, mas as nossas horas de estudo direcionado, as nossas horas dedicadas a um exame que deveria ser de proeficiência,mas tem questões de concurso, o nosso empenho em conseguir exercer a profissão que escolhemos regularmente.
Estamos pagando um preço muito alto pela falta de estabildidade e segurança da prova, e não podemos ficar de braços cruzados! Por isso, aqui em Brasília-DF, no domingo (dia 07/03) estaremos fazendo uma manifestação em frente a OAB Nacional, às 12h de domingo, onde será realizado a reunião que definirá o futuro do exame 3.2009.
Peço a colaboração de todos que possam aderir a causa, principalmete os injustiçados por eventual anulação. Vamos mostrar aos conselheiros e presidentes da OABs seccionais que estamos interessados sim na correção da prova!E que justiça seja feita!

Peço, por gentileza, a divulgação da manifestação, bem como que todos compareção vestidos tal como nossa futura profissão requer.

DATA: 07/03- DOMINGO
LOCAL: OAN NACIONAL - setor de autarquias sul, em frente à L2 sul (colégio galois)
HORÁRIO: 12H

Boa sorte a todos!
Nathália Melo

Andrei 5 de março de 2010 16:50  

Transcrevo aqui o vertinente comentário de Eric:

Eric Vinicius disse...

Com respeito a quem pensa diferente, mas não consigo encontrar fundamento - jurídico, inclusive - em presumir a fraude generalizada e anular a prova de todo mundo.
Se é fato que vivemos num Estado Democrático de Direito, e que um dos seus pilares é, precisamente, o princípio da inocência presumida ("é melhor libertar um culpado do que prender um inocente"), não se justifica estender a penalidade a quem não lhe deu causa. Consertar um erro com outro, bem tupiniquim, é manchar ainda mais o nome da CESPE e da OAB, sem prejuízo de se constituir numa injustiça enorme a quem fez jus à aprovação, regularmente, no prazo estipulado.
NÃO À ANULAÇÃO!

Rafa 5 de março de 2010 16:59  

Era só o que faltava...cada dia aparece um com novos boatos infundados...onde estão as provas?? Dizer por dizer todo mundo pode...posso chegar agora e dizer que a prova de Tributário em Pidamonhagada vazou!! E ainda recomendar a anulação...absurdo!! Corrijam essa prova logo e comecem a investigar apenas os locais onde houve de fato denúncias de irregularidade! Não se pode prejudicar milhares de estudantes por causa de 1 pessoa!! Se preciso ingressarei no Judiciário para ver minha prova corrigida e ingressar na OAB efetivamente...estudamos muito e agora é o momento dos concursos, da advocacia...ter que estudar novamente para outro Exame?! Palhaçada...nada disso!! Vamos nos unir pessoal!!

Cristiane Aquino 5 de março de 2010 17:06  

Como esse cara passou pra na primeira fase? ainda perguntam??? COLANDO.
A pergunta correta seria como ele decorou pelo menos 50 questões e não conseguiu decorar 5???

aerosmith 5 de março de 2010 17:09  

Já falei aqui que o buraco é mais embaixo !! Ah OAB, quem te vê que te compre !!

Leonardo 5 de março de 2010 17:14  

pelo amor de Deus pessaol, nós passamos 5 anos estudando Direito, e sabemos que nada em nossa área pode ser dicidido baseado em suposições, fere o principio da ampla desefa. Ora, sabemos apenas que houve de fato uma fraude, mas, que se resumiu à apenas uma localidade, o resto é só suposição, e não podemos aceitar que "dinossauros" membros da OAB, tomem decisões que venham a causar prejuízo a quem realmente estudou.VAMOS NOS MOBILIZAR, CHEGA DE FICAR REFÉM DA OAB.

Bi 5 de março de 2010 17:34  

A OAB exige tanta burocracia para a obtenção do registro profissional e comete essas falhas absurdas ? Acabou com o uso de doutrina na 2ª fase, proibiu o arredondamento das notas e comete esse erro ? Será que não foi alguém envolvido que vendeu esses gabaritos ? fico na dúvida ... e nos outros exames quem garante que não aconteceu ? Melhor coisa a se fazer é o STF ACABAR COM ESSE EXAME.

Lunatico 5 de março de 2010 18:05  

Meu Deus do céu, quanta especulação. Lembrem-se que especular apenas prejudica aqueles que fizeram a prova com sua consciência tranquila, que estudaram e que merecem ter suas provas corrigidas e com a consequente aprovação na OAB.

Não podemos ser penalizados por especulações ou presunções de fraude. Deixemos a Polícia Federal e o Processo Administrativo da Cespe/Unb verificar as causas e as consequências do vazamento de informações quanto a prova de penal, e que nem mesmo os examinandos penalistas sejam prejudicados pelo estudante estúpido que desejou utilizar-se de meios ilícitos para fazer sua prova.

Rezemos pelo bom senso de nossos representantes com suas respectivas seccionais, pois tenho crença de que opiniões divergentes costumam aparecer enquanto isoladas. É normal que alguma seccional opine pela anulação geral... porém, quando reunidos no "Conclave" de Domingo, tenho grande esperança de que a unidade, bom senso e espírito de justiça irão prevalecer.

Donizete 5 de março de 2010 18:08  

Não tenho bola de cristal e nem nada, mas garanto que a segunda fase do exame será anulada.

pscs 5 de março de 2010 18:13  

Alguém aí se lembra da supremacia do interesse público? O que é o interesse de 20.000 pessoas diante dos interesses de TODA a sociedade? Vocês, que são a favor da não anulação da prova, preferem mesmo que sejam soltos na sociedade advogados despreparados ou que tenham trapaceado nas provas quando vocês mesmos se esforçaram?

Como bons defensores do Direito, todos os candidatos deveriam defender a anulação da prova.

Com a consequente reaplicação da mesma e segurança elevada, poderiamos garantir que pelo menos dessa vez fraudadores não seriam advogados.

Quem fez boa prova certamente consegue fazer outra igual, quem não fez terá uma 2ª chance com a vantagem de não ter que fazer a 1ª fase novamente.

Sil 5 de março de 2010 18:40  

Não adianta opinião de dono de cursinho, é opinião parcial porque são donos de empresas que exploram atividade lucrativa. E quanto à história que pagaram 30 mil pela prova não acredito nisso, pois qual é a pessoa que não ia preferir estudar à ter que pagar quantia tão vultosa? Isto não faz sentido. A descredibilidade em qualquer instituição será ainda maior se essa prova for anulada, pois prevalesce o princípio da presunção da inocência. Não interessa o que fizeram de errado, não vamos pagar novas inscrições e nem a OAB merece arcar com o gasto com novas provas.

Sil 5 de março de 2010 18:48  

Como que uma pessoa aparece em rede nacional e diz : "Que a prova de direito civil PODE ter sido fraudada"? Minha gente, venhamos e convenhamos - Como se pode incriminar algo que não se tem certeza? Isto é uma assunção de responsabilidade muito grande. Não se pode abrir a boca e dizer : PODE. A pessoas tem que ter certeza, provas irrefutáveis.

Gerson Jeronimo Dantas 5 de março de 2010 20:22  

FIM DO EXAME DE ORDEM

Depois dos erros na prova pratica profissional trabalhista 2009/2 aliado a esses fraudes no 2009/3 fica evidente que o Exame de Ordem não tem moral para permanecer. Queremos que todos os possam trabalhar pois só o mercado é que poderá selecionar os bons profissionais. FIM DO EXAME DE ORDEM por uma questão de Justiça para com todos os Bacharéis em Direito do Brasil.

DRI ;) 5 de março de 2010 20:26  

O que mais me choca é ver que na enquete que o blog propôs a anulação está vencendo (mesmo que por pouca diferença), o que demonstra que pessoas despreparadas e que não se garantiram na prova coadunam com essa $%&%&%$¨###%&!!!

Gian 5 de março de 2010 21:44  

Quanta leviandade.
A minha ação de responsabilidade civil já está pronta. E a de vocês?

Ricardo Lima 6 de março de 2010 11:42  

É um absurdo que se punam os que nada tem com isso. Que seja punido quem comprou, quem vendeu, quem fraudou, quem colou, MAS NUNCA quem estudou, quem se preparou, quem se esforçou...se a prova for anulada é MANDADO DE SEGURANÇA na segunda-feira pelo meu direito liquido e certo de ter minha prova corrigida e se aprovado ter minha inscrição na AOB.

Adão 6 de março de 2010 11:45  

Acho uma injustiça a anulação da prova. O que tem que ser feito é a punição dos culpados e não a punição dos inocentes. Se a prova for anulada, entrarei imediatamente na justiça, pedindo reparação moral e financeira, além de minha aprovação automática.

Carlos 6 de março de 2010 13:14  

palhaçada... escolhi civil, achei a prova tranquila e estava acreditando na aprovação...

agora, um bacharel criminoso e algum funcionário de gráfica sem escrúpulos, acabaram com a minha esperança de ter a maldita carteira vermelha e poder ir para a praia depois de 1 verão inteiro comendo livros e passando calor =/

Donizete 6 de março de 2010 14:43  

Adão (e outros mais), e como saber se você, por exemplo, não é dos tais culpados? É por isso que a medida de justiça é a anulação da segunda fase do exame.

Maria Doralice 6 de março de 2010 18:41  

ESTES COLEGAS QUE NÃO QUEREM A ANULAÇÃO DA PROVA SEGUNDA FASE 2009.3 , SÃO PONDERADOS EM DEMASIA!!!! SIMPLESMENTE IMPOSSÍVEL UM OU DOIS TEREM O RESULTADO DE UMA PROVA TÃO SEGURA !!!!!! - RACIOCINEM COM MAIOR VISÃO AMIGOS, É LÓGICO QUE A ANULAÇÃO É A UNICA SAÍDA!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP