Como será a próxima prova prático-profissional de penal

sexta-feira, 5 de março de 2010

Criação do bacharel Bruno Hollaender e do "fake" Lobo:

Fulano, brasileiro, casado, residente e domiciliado em Osasco, São Paulo, no dia 28/02/2010 durante a realização da prova prática-profissional de um Exame qualquer, foi surpreendido por um fiscal de sala utilizando-se de meios artificiosos para obter vantagem na sua pontuação final.

Arguidas as testemunhas sobre o fato, informaram que Fulano adentrou ao local da prova e, antes do início da prova, foi surpreendido por Beltrano, fiscal de prova. Sem expressar qualquer tipo de reação, o acusado informou que as supostas respostas das questões do exame anotadas em seu Código Penal já estavam em seu código penal quando ele próprio retirou a referida obra em uma biblioteca e que não fizera uso de tais anotações.

O candidato teve sua prova apreendida e foi expulso da sala.

Dois dias depois a Comissão responsável pelo certame informou aos inscritos a suspensão das correções e divulgação das notas em virtude da possível fraude, fazendo com que 19000 bacharéis ficassem preocupadas com tal situação.

Supondo o caso hipotético apresentado, como advogado de fulano, faça a devida defesa utilizando-se da peça processual cabível, informando como dia do protocolo a possível data para a reaplicação do exame, e ainda, responda as seguintes questões:

1 – Em que faculdade fulano estudou?

2 – Como ele passou para a 2º fase?

3 – Que crimes fulano cometeu?

4 - Qual a pena para este caso?


Espelho da prova:

1 - UniJurubeba do Sul;

2 - Só Deus sabe como...;

3 - Cola qualificada pelo emprego de Código Penal; Erro de uso de cola qualificada; Provicídio de 19000 bacharéis em Direito e falsa alegação de milagre, por afirmar que a a cola surgiu do nada dentro do código.

4 - Ser declarado pessoa inidônea e nunca poder advogar na vida.

23 comentários:

Mario Berger de Sousa 5 de março de 2010 03:12  

ahahahaha... ficou engraçado... espero que disto tudo só não se confirme o provicídio dos bacharéis... sinceramente...

texugo 5 de março de 2010 03:36  

isso de falar que pegou um livro que ja tinha as respostas foi o cumulo do absurdo...

eu não sabia que existia um Codigo Penal escrito por Nostradamus :x

Clayton 5 de março de 2010 08:04  

Seria até uma grande comédia se não fosse tanta gente esperando o "DOMINGÃO dos CHEFÕES"

João Pedro Cazerta Gabarra 5 de março de 2010 08:35  

gente, me fala uma coisa, como que esse FDP foi pra 2ª fase? O cara não é capaz de decorar 5 questões e 1 peça. como que ele fez 50 pontos (pelo menos) na 1ª fase?

E mesmo assim, será que esse sujeito achou que a desculpa dele ia ser aceita? Que biblioteca tem códigos tão atualizados (como é necessário para o exame) e ainda com um bônus??

Esse cara é tão sortudo que pegou um Código com as respostas. Deve ser a mesma pessoa que ganhou na Mega Sena com o bilhete que pegou de troco. Um cara tão sortudo assim não pode haver 2 no mundo.

Não mesmo. Esse cara é o ganhador da Mega Sena.

Se der uma chuva de XUxa no meu colo cai Pelé (ou a Hebe); nesse desse cara cai dinheiro pra ele ter todas as mulheres do mundo.

Maurilio 5 de março de 2010 09:05  

Hahahaha

O espelho ficou show de bola.

Max 5 de março de 2010 09:05  

kkkkk..muito bomm!! Uma piada dessas é até um humor negro, mas... não adiantar chorar...vamos RIR!! rsrs

brunodovalle 5 de março de 2010 09:59  

uhauhauhuhauhauaauh³


apesar de ser trágico.....a piada ficou incrível.


Bruno do Valle.

C.R. 5 de março de 2010 10:04  

Povo bobo.. ao menos a gnt vai rindo até domingo, quando choraremos.

André 5 de março de 2010 10:44  

Galera, ta muito estranho isso!
Ta parecendo que esse cara foi boi de piranha pra queima de vez o exame da ordem!
Não é possivel uma pessoa ser tão burra!
Serio! Ta parecendo muito que isso foi armado pra desmoralizar mais ainda a já desmoralizada OAB!!!

João Pedro Cazerta Gabarra 5 de março de 2010 11:00  

Acho que a OAB está ficando cada vez mais dificil, querendo tomar um status de concurso público. Blogs e cursinhos tem um papel cada vez mais importante na preparação dos "concurseiros" e "examinandos".

Não seria melhor os cursinhos e os blogs nos preparar com as provas que ainda estão por vir?
Vantagens:
- saberiamos estudar o que efetivamente cairá

- os professores terão menos trabalho, já que as provas já estarão prontas

- poderemos anular questões preventivamente.

Acho que está fora de moda nos prepararmos com provas velhas e questões feitas por professores que não elaboram os concursos que faremos. Esses professores fazem um exercício de mãe dinah, bola de cristal. Veja que legal, vocês professores poderiam ter uma preocupação a menos.

Para conseguir a prova, vá naquela biblioteca que o examinando pegou o código que a cola estava dentro e ele não sabia

Aliás, sou péssimo de geografia: Osasco é perto de São Bernando?
Porque em São Bernardo tem um cara muito famoso, respeitado pela maioria dos brasileiros. E esse cara também nunca sabe de nada.

Gabriel 5 de março de 2010 11:21  

HAHAHAHHAHAEUHAEIUHA

Muito bom! Espero que dê tudo certo pra quem fez a prova dentro da Lei!

Futuros Doutores, boa sorte!

Felipe 5 de março de 2010 11:27  

Prezado Maurício,

acho válido discutir a possibilidade desse candidato ter conseguido pelas mesmas vias "lícitas" (a sorte de encontar as respostas da prova em um código de biblioteca) as respostas da da prova da 1ª fase da OAB.

G

Ricardo 5 de março de 2010 11:49  

3 – Que crimes fulano cometeu?

Consta no livro: Direito Penal-Parte Geral-Teoria Constitucionalista do Delito - Volume: 3 - Autor: Luiz Flávio Gomes - Editora: Revista dos Tribunais (RT) - Ano de Publicação: 2º edição-2006 - Página: 118.

"Tipicidade estrita: a relação de tipicidade, ou seja, a adequação do fato à letra da lei, deve ser enfocada de modo estrito porque, por força do princípio da taxatividade ("lex certa"), o tipo penal não admite analogia contra o réu. O fato ou conta com estrita adequação formal ou é atípico. A chamada "cola eletrônica" retrata bem essa questão. Para o STF esse fato não está descrito em nenhuma lei penal. Está correto o STF. E como não admite analogia contra o réu, nada pode ser feito (por ora). Não se trata de estelionato porque ninguém é induzido em erro concretamente. Não se trata de falsidade ideológica por falta de ofensa específica do bem jurídico (credibilidade dos documentos). Urgentemente cabe ao legislador suprir essa lacuna legal."

Conclusão: O "crime de cola" é atípico!

Lobo 5 de março de 2010 11:53  

É, pessoal... Vamos rir e chorar ao mesmo tempo; é o que nos resta de consolo.

Ana Grigorio 5 de março de 2010 12:19  

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, piada ótima, kkkkkkkkkkkkk...

Mas, sinceramente, (com o devido respeito aos meus colegas bacharéis), com tanta matéria pro cara burlar ele vai justamente na de Direito Penal????

Francamente...

Saraesse 5 de março de 2010 12:40  

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
só me resta sorrir, infelizmente chorar não consigo mais!!

Hummingbird 5 de março de 2010 12:55  

Se essa prova realmente for anulada, irei tomar muito mais raiva do que já tenho da OAB, e meu respeito pela mesma também será bem menor do que já tem!! O exame de ordem já morreu há muito tempo, e agora então acabram de lascar de vez com o defunto.

Erico 5 de março de 2010 13:41  

Do jeito que o candidato de Osasco é, digamos, "distraído", ainda que não houvesse sido flagrado com o gabarito certamente levaria zero no Exame, pois ao final da peça escreveria o próprio nome, por já se considerar "adêvogado".
Qual o nome desse cidadão ? Por que tanto sigilo ? Queremos saber quem ele é, e ouvir da boca do próprio a sua versão de inocência...

Marcia 5 de março de 2010 13:56  

A Pergunta que não quer calar: Por que até agora não foi divulgado o nome do candidato?

Cristiane Aquino 5 de março de 2010 17:02  

CÓDIGO ESCRITO POR NOSTRADAMOS É ÓTIMA! KKKKK... DE QUE EDITORA É ESSE CÓDIGO HEIN??? VOU COMPRAR PRA SEGUNDA FASE DA SEGUNDA FASE...KKKK

JVVENCEDOR 5 de março de 2010 17:53  

SE É QUE HAVERÁ UM PRÓXIMO EXAME...

hahahahahahaha!

Brincadeira, ainda existem alguns trâmites processuais para que a fanfarra da Ordem termine de vez...
Pode ser que até lá eu já tenha passado, mas hei de me regozijar com o mais LÍDIMO fracasso da extorsão e estelionato que a Ordem propala contra nós, os bachareis!!!

Medo de concorrência = incompetência

E tenho dito!!!

DRI ;) 5 de março de 2010 20:46  

Hahahahaha adorei! Não podemos perder o bom humor nunca (difícil quando se trata de OAB e CESPE!), o que me deu inspiração para o novo tema de "Viver a Vida de um bacharel":

Tem dias que eu fico pensando na vida
E sinceramente não vejo saída...
Como é, por exemplo, que dá pra entender:
A gente estuda, e cancelam a OAB!

Depois de cansada, vem essa injustiça,
Porque não há Cespe, sem ter confusão...
Sei lá, sei lá, a justiça é uma grande ilusão...
Sei lá, sei lá, nem sempre ela está com a razão!

A gente nem sabe que mais se apronta,
Fazendo de conta, fingindo entender
Que falam de fraude, mas nada se prova
E aos bacharéis só resta sofrer...

De nada adianta ficarmos calados
A hora é agora, dizer sim ou não
Sei lá, sei lá, amargo uma desilusão...
Sei lá, sei lá, carteira vermelha ou não?!?

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP