Ainda indefinida a data para a próxima prova subjetiva do Exame 3.2009

quinta-feira, 18 de março de 2010

São 18:30 agora e nem no site da OAB, ou mesmo do Cespe foi publicada a nova data para a prova subjetiva do Exame de Ordem 3.2009.

Vamos aguardar mais um pouco e ver se ainda hoje sai uma definição.

16 comentários:

Já passei 18 de março de 2010 18:39  

Na minha opinião o Dr. OPhir Lançou palavras ao vento.

univag.dir051a@mail.com 18 de março de 2010 19:06  

Acho que no dia da prova poderíamos organizar um movimento "Nariz de Palhaço" pra todos que se sentiram lesados de uma forma ou outra irem com um nariz de palhaço pra prova!

Então no dia XX/XX/2011 quando resolverem aplicar essa segunda fase anulada, vamos todos com nariz de palhaço. Não esqueçam!

Ralffer Barbosa 18 de março de 2010 19:42  

Essa coisa já tão bagunçada que eles devem ter esquecido de que iam definir hoje essa data.

Acho até que se sair alguma coisa, vão divulgar 11 de abril, receber as reclamações, e aí sim mudar a data.

Coisa típica da HONRADA OAB e do RESPEITADÍSSIMO CESPE/UnB!

Leandro 18 de março de 2010 19:50  

A Cespe está de brincadeira...

Fernanda 18 de março de 2010 20:32  

Como se não bastasse todo o sigilo em torno da suposta fraude, agora ficamos sem saber o dia exato da nova prova! Não vivemos só para a OAB!!!! não podemos nos inscrever em concursos, nem viajar, nem nada! Que falta de consideraçãó.

Lívia 18 de março de 2010 21:13  

:( indignada com o descaso que estão fazendo com nós canditados! pq nao divulgaram ainda??? pergunta que fica no ar...

Eduardo 18 de março de 2010 22:43  

...e pra variar a porcaria da CESPE nos deixa na mão de novo. Acho que a prova vai ser no dia 1º de abril, afinal devem nos achar com cara de bobos.

Antonio Victor 19 de março de 2010 00:21  
Este comentário foi removido pelo autor.
Édson 19 de março de 2010 08:49  

Já é dia 19, sexta-feira. Esou inscrito no concurso de oficia lde justiça e no de analista do TRF em Passo Fundo, sei que vou perder um dos dois, mas graças a OAB, nem ao menos sei qual. É a boa OAB deixando-nos na mão

moreno 19 de março de 2010 09:03  

Pelo jeito as investigações da PF trouxeram a tona algo que nem a Ordem nem o Cespe sabem como lidar.

msilva_mauro 19 de março de 2010 09:54  

Matéria exibibida na rede Bandeirantes ontem à noite:

Fraude em Concurso da PM/DF.

Organizadora? CESPE/UNB

http://maisband.band.com.br/v_53048_candidato_denuncia_fraude_para_concurso_da_policia_militar.htm

Quem dá mais?

Gustavo 19 de março de 2010 10:38  

Sugestão: Pq não marcam a prova para julho, agosto, dezembro, para manter a integridade da Oab enquanto não apuram nada? A gente não tem nada o que fazer mesmo.... ninguém trabalha.... ta todo mundo nadando em dinheiro e de bem com a vida... de férias!

Flavia 19 de março de 2010 14:21  

Não existe palavra certa que defina a indignação da maioria dos candidatos com essa "HONRADA OAB" e com o "RESPEITADÍSSIMO CESPE/UnB"!! A cada dia que nos deixam esperando aumentamos nossa certeza de que estão mesmo nos fazendo de palhaços! Uma questão que deveria ter enorme prioridade é simplismente tratada por eles com um imenso descaso! talvez... isso se deva ao fato de que não iremos pagar novas inscrições e eles não irão ganhar muita coisa por sua agilidade ou perder pela falta desta... somente nós perdemos com tudo isso!! Nariz de palhaço no dia da prova!!!

Michele 19 de março de 2010 15:58  

Acho que devem fazer a prova dia 01/04!!!! Porque temos cara de bobos!!!!!! E ai fica tudo como nos sonhos da OAB, uma prova perfeita!!!!!

josé fernando 19 de março de 2010 18:03  

Já postei um comentário mas não foi publicado. Estou fazendo uma nova tentativa de ver a minha opinião publicada, no entanto, se não o for, valeu o meu desabafo.
Para os dirigentes da OAB que estão com o seu emprego garantido e alguns deles mesmo sem terem feito o Exame de Ordem esta situação é perfeitamente confortável. Para os mais de 18.000 bacharéis que fizeram a prova da segunda fase e estão sem poderem trabalhar por conta de uma carteira que só a OAB fornece, a situação está ficando insustentável. Será que a OAB não sabe que se faz o Exame de Ordem para se conseguir o direito ao trabalho e a consequente manutenção do profissional e da sua familia? É muito cômoda a situação para quem arrecadou mais de R$ 12.000.000,00 (Doze milhoes de reais) com a aplicação das provas e ainda divulga que a segunda fase custou apenas R$ 1.300.000,00 (hum milhão e trezentos mil reais), que somados a um outro tanto gastos com a primeira fase, representam menos da metade do que é arrecadado. É preciso a definição da nova data para a realização da prova e que esta aconteça o mais breve possivel para que se possa adquirir o direito ao exercicio da profissão.
Fernando Correia (bachareu à espera da confirmação da profissão).

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP