A peça prático-profissional trabalhista será anulada amanhã?

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Conversei agora de noite com o líder do movimento que propugna a anulação da peça prática trabalhista, José Henrique Azeredo, que já se encontra em Belo Horizonte, e ele me passou os bastidores de amanhã:

1 - Cinco representantes de seccionais desejam explicitamente anular a peça prática trabalhista;

2 - É possível conseguir mais, mas será difícil conseguir a metade necessária para se lograr êxito (14 membros);

3 - Existe resistência à presença dele na reunião, que sempre foi fechada;

4 - Teremos um amplo debate entre os presidentes das comissões. Todos estão cientes dos questionamentos levantados contra a peça prática.

5 - É possível também que alguns itens da peça prática sejam anulados, e não ela toda.

Infelizmente não temos dados sobre a anulação ou não de quesitos das outras provas.

Esse é o cenário até agora. Anular a peça prática será uma tarefa difícil, mas não impossível. Existem apoios, existem oposições e também existem indefinições. Muitas indefinições.

Amanhã nós veremos.

45 comentários:

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 21:55  

Já deveria ser regra permitir a participação de um representante dos bacharéís nesas reuniões.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 21:59  

Aiai... que ansiedade hein!! Será que va anular!??!!!?? E se decidirem pela anulação da peça amanhã mesmo divulgam?

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:03  

Dr. Maurício
Tem-se notícia se os participantes da reunião tem ciência da problemática da outras áreas?

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:03  

Gostaria de saber se quem foi reprovado foi o examinando ou a prova; e colocar em xeque as instituições de ensino (mercantilismo) e a prova para derrubar e não para medir conhecimento. Sou empresário a mais de 20 anos e achei inusitada a questão, sem cabimento e inaplicável!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:09  

Independente de qualquer resultado acho que já foi uma vitória a repercussão desse movimento para anular a peça prática trabalhista. Nunca na história desse país....kkk, a OAB esquentou a "cuca" para resolver um problema com o Exame de Ordem.

Esse movimento teve mais sucesso, mais espaço e organização, do que o Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito(MNBD) e sua campanha para acabar com o Exame de Ordem.
Parabéns a todos e sucesso amanhã.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:11  

Peço ao nobre colega para listar, após,as seccionais que votaram contra.
A Sociedade brasileira vai querer saber.
Sucesso amanhã!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:11  

Desejam explicitamente nada. Estão fantasiando.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:17  

Queremos liberdade para finalmente exercermos nossa tão sonhada profissão! Deixo alguns versos do Hino da Proclamação da República:


“[...]Seja um hino de glória que fale,
De esperança de um novo porvir,
Com visões de triunfos embale
Quem por ele lutando surgir [...]”

“[...] Hoje o rubro lampejo da aurora,
Acha irmãos, não tiranos hostis [...]”

“[...]Mensageiro de paz, paz queremos,
É de amor nossa força e poder
Mas da guerra nos transes supremos,
Heis de ver-nos lutar e vencer [...]

Que o Grande Legislador do Universo nos acompanhe nesta árdua jornada! Seguremos em suas poderosas mãos. Embaixo das asas do Criador encontramos refúgio, e lá estaremos seguros.


"[...] 11. Porque aos seus anjos dará ordem ao teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.12. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra [...]. [...]15b. Estarei com ele na angústia, dela o retirarei e glorificarei." (Salmo 91).

José Henrique,

Gostaria de presenteá-lo com as sábias palavras das sagradas escrituras.

Em Números, 7: 23-27, Aarão dirige a seguinte bênção a seus filhos:

“ O Senhor te abençoe e te guarde;
O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
O Senhor sobre ti levante o seu rosto, e te dê a paz”.


Que o Grande Legislador do Universo resplandeça sua luz infinita em seu ser. Que a sua sustentação oral seja abençoada! Não é difícil observar sua luz e a sua benignidade. Elas se refletem em sua vida. A obra de Deus se realizarán amanhã em suas palavras. Eu o admiro muito . E por isso hoje eu redijo essas linhas. Pois sei que dirijo minhas palavras a um homem de bem, honrado, cumpridor de seus deveres e porque percebo a sua distinção dentre milhares. Digo isso, não apenas por ser o jurista que é, mas por ser o homem que é.



O Senhor te abençoe em medida recalcada, transbordante e sacudida!

Que Deus o conceda muitos bênçãos, para que realize a sua obra, a sua justiça entre os homens desta Terra, até o dia em que Ele regressará para fazer a justiça eterna.





AMÉM!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:17  

Oi, Doutor Maurício, tudo bem?
O senhor não estará sozinho - estaremos em uma corrente de oração muito poderosa e conseguiremos alcansar a graça - se Deus quiser. E lute para que o senhor consiga participar da reunião, pois só assim lograremos o êxito. Muitas forças e energia para o nosso representante.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:24  

Que bom que isso acaba amanhã e então poderemos ver notícias mais importantes sobre o Exame de Ordem.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:25  

No edital oAB/RJ, o item 4.5.5 afirma ser vedado o arredondamento.
Logo a seguir, no item 5.13 - recursos - fala sobre os critérios de arredondamento "conforme item 4.5.4.1 q SERÁ efetuado.Este item fala da soma das notas da peça com os casos concretos, q pode ser quebradas. Mas nada de arredondar...
Será q tem alguma fumaça impura na regra do SOMATÓRIO?????

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:33  

Só se fala de trabalho , e tributário ???

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:36  

Eu DUVIDO que anulem! Não apostaria nisso, a OAB eo CESPE vão proteger sua prova como podem...
Imaginem uma aprovação em MASSA...
isso não PODE ocorrer e nem vai
O Certo mesmo e Virar essa pagina e proseguir e nao ficar "martelando" nesta prova, que foi realmente dificil, mas nao impossivel. Esse José Henrique Azeredo esta querendo e APARECER D+... eu acredito que ele seja um Babaca!

nos.leg 3 de dezembro de 2009 22:50  

Acho que tem que analisar todas as prova Trabalho, Tributario que deu muito problema.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 22:57  

PONTOS A SEREM DEBATIDOS NO ENUNCIADO DA QUESTÃO PEÇA PRATICO-PROFISSIONAL EQUIVOCADA E PRETENDIDA PELO CESPE/UnB:

1) NÃO HOUVE RESCISÃO CONTRATUAL, PORTANTO, NÃO EXISTE VERBAS RESCISÓRIAS A CONSIGNAR;
Obs.: A Súmula 32 do TST, traz a presunção de uma falta grave (abandono de emprego)e não uma rescisão automática, restando ao empregador - de forma discricionária - demitir ou não. Não pode um examinando inventar fatos não constantes no enunciado (no caso, a rescisão contratual), caso contrário este seria merecedor de nota ZERO!
2)O ENUNCIADO ESTÁ COMPLETAMENTE DIVORCIADO COM O DISPOSTO NO ART. 335 E SEUS INCISOS, NO CC (dispositivo este que traz as hipóteses de cabimento da Consignação em Pagamento);
3) O SUPOSTO "CREDOR" (obreiro) NÃO ESTAVA EM MORA E NEM FOI NOTIFICADO DA "RESCISÃO" QUE NÃO EXISTIU, MAS SIM CONVOCADO A VOLTAR PARA O TRABALHO;
4) OMISSÃO SOBRE A ESPÉCIE DE AUXÍLIO-DOENÇA - acidentário ou não - A QUAL DEIXA DÚVIDA SOBRE O CABIMENTO DA PEÇA "INQUÉRITO JUDICIAL P/ APURAÇÃO DE FALTA GRAVE".

TAIS INOBSERVÂNCIAS TORNAM A QUESTÃO PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL SEM UMA RESPOSTA CABÍVEL, DE TAL FORMA, TOTALMENTE PREJUDICADA!

A SOCIEDADE URGE PELA EXEMPLAR E ÚNICA DECISÃO DE JUSTIÇA A SER PROFERIDA PELA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, A APLICAÇÃO DO ITEM 5.7 CONSTANTE DO EDITAL PARA O EXAME DE ORDEM 2009.2, OU SEJA, A ANULAÇÃO DA PEÇA RETRO CITADA!!!

Att. JORDACHE

Thiago Souza,  3 de dezembro de 2009 23:11  

Vamos ser racionais. A única chance dessa questão ser anulada é só se a OAB nacional for a favor disso. Fora isso questões meramente políticas vão sobressair sobre as técnicas.

A propósito, se fosse técnica nem haveria discussão. Seria mantida na maior tranquilidade.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 23:11  

Drº Maurício, sabe dizer que horas começa a reunião?

abs.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 23:13  

Drº Maurício, qual sua opinião pessoal sobre isso tudo?
Quem está com a razão?
Grato.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 23:16  

DR. MAURICIO, ACABEI DE LER SUA ÚLTIMA POSTAGEM SOBRE OS BASTIDORES DA TÃO ESPERADA "REUNIÃO" DE AMANHÃ, TAMBÉM ACREDITO HAVER MAIS INDEFINIÇÕES DO QUE SOLUÇÕES, ESPERO, DATA VENIA, QUE OS DOUTOS EXAMINADORES TENHAM CONSCIÊNCIA EM SEUS JULGADOS, E QUE APLIQUEM O BOM SENSO E O PRINCÍPIO DA LEGALIDE, OU SEJA, ANULEM UMA VEZ POR TODAS A PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL DO DIREITO DO TRABALHO DO CERTAME 2009.2, COM TEMPO HÁBIL DE SE RETRATAREM DE UM ENORME ERRO NA FORMULAÇÃO DO TEXTO DA QUESTÃO EM BAILE, VAMOS TORÇER PARA QUE A JUSTIÇA SEJA APLICADA.

OBRIGADO PELO ESPAÇO, SOU DE CAMPO GRANDE - MS E NOSSA SECCIONAL ESTA A NOSSO FAVOR, (ANULAR A QUESTÃO), UM GRANDE ABRAÇO E PARABÉNS PELA TRANSPARÊNCIA E PREOCUPAÇÃO COM A CAUSA.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 23:23  

Gostaria de saber até onde isso vai parar..., Qual a responsabilidade de quem formulou tal questão? O que será feito dessa criatura? tal pessoa pagará pelo sofrimento dessa multidão? Quando erramos nos ferramos, quando "eles" erram nos ferramos também?
Só Deus, o Juis dos Juizes, para dar a cada um, conforme seu merecimento, pode não ser hoje, nem amanhã, pois Deus tem seu mistérios, mas Ele saberá recompensar os injustiçados e resolver o que fazer com quem causau tal prejuízo.
Amigos descansem no Senhor e na sua justiça, e o melhor Ele fará.
Forte abraço.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 23:39  

O Sr. José Henrique Azeredo, vai ou não poder participar da reunião de amanhã?
Ele é fundamental para lograrmos exito nas reivindicações em prol da prova-prático profissional de Trabalho. Com ele presente teremos chances de ter justiça, sem ele, pra fiscalizar, a OAB vai falar certamente em QUANTIDADE de aprovações, e muitos serão prejudicados!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 23:49  

SE A OAB NÃO ANULAR VAI FICAR CLARA A MERA FINALIDADE ARECADATÓRIA DO EXAME

Neska 3 de dezembro de 2009 23:53  

E se anularem a prova? Como ficará a situação dos que passaram? Terão que fazer novamente? Que absurdo!!! A OAB fazendo tanta pressão e agindo de maneira tão errônea.

José Orlando 4 de dezembro de 2009 00:00  

Só nao entendi uma coisa!! nós nao tinhamos 9 presidentes de seccionais nos apoiando nessa empreitada e pedindo a anulação?? como é q agora so tem 5??

NEy,  4 de dezembro de 2009 00:31  

Que a justiça seja feita!!! OAB e CESPE são uma VERGONHA NACIONAL!!!!

Rábula,  4 de dezembro de 2009 01:53  

Agora é ter fé que tudo vai sair como queremos..muuita fé!!!
Fé em Deus..
Fé na justiça..
Fé na sua forma mais simples e pura...fé!!!

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 03:48  

Só quero uma corrção justa! Pois passei! Fiz ACP! E fiquei por 4 décimos! Enquanto que alguns examinandos que fizeram IJ ou RT puro passaram! Absurdo!!!!!

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 04:25  

Tinha que anular a prova por inteiro, pois tava inteira mal formulada. Tirei 3,4 na peça, fiz uma Consignação em pagamento como eles queriam, só não coloquei o valor da causa e me descontaram 1,6 na nota por isso. Absurdo. Banca do CESPE volta pra Faculdade pra aprender a formular uma prova descente.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 07:55  

Estamos torcendo pela anulação. Essa peça foi um absurdo!

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 08:24  

Li no orkut (comunidade Inquérito) que o Sr. estaria disposto a ajudar o pessoal e, inclusive o garoto colocou os valores (R$500,0 a R$1.000,00).


Nada como o desespero dos outros!

Espero que não ocorra a anulação, será bem feito para vcs, inclusive para parar de impor que na prova não cabia ACP.

Quem respondeu isso foi um advogado trabalhista??? claro que NÃO !!!

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 08:29  

ansioso... aguardando!!!
vai dar certo.... eu creio.
5º exame, 3º, 2º fase. Agora vai.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 09:15  

Com a decisão de hoje, os bacharéis desqualificacados vão se ferrar e este Blog vai ficar desmoralizado por ter apoiado e incentivado uma insanidade.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 09:30  

Dr. Maurício existem mesmo muitas indefinições, por isso a PEÇA DEVE SER ANULADA. É a JUSTIÇA QUE DEVE PREVALECER!!!

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 09:35  

não sei explicar mas nos ultimos 10 dias o manifesto em fafor anulação peça trabalho se calou.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 09:38  

Alguns itens da peça anulados? Sinceramente, vocês estão surdando!!! Estão totalmente malucos com essa conversa mole.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 09:48  

Dr. Maurício,
Mande notícias sobre o manifesto de tributário. Hj, eu vi que já tem 701 assinaturas.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 09:54  

Existem varias questões envolvendo esta prova, principalmente questão politica. Sob o ponto de vista politico, a situação da OAB é extremamente dificil. O fato é que O CESP vem cometendo varias arbitrariedades em exame de ordem. Porém, nunca foi tão questionado, mas, agora que cometeu varios erros e equívocos, roubando o direito de aprovação de varios bachareis, retirando o direito ao exercício da profissão de pessoas competentes e preparadas vai ter que assumir o erro. O que se espera é uma atitude nobre da OAB, assuma o erro cometido pelo CESP. Quem errou, que pague pelo erro. Portanto, nós bachareis não temos que pagar pela incompetencia do CESP. Sejam nobres, razoáveis, humanos e justos. Somente assim conseguirão manter a credibilidade do exame. Do contário, o exame perderá completamente a credibilidade.JUSTIÇA seja feita!

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 10:02  

NOBREZA, é o que se espera na decisão da OAB. Assumir o erro é uma atitude nobre, digna de aplausos. Se a questão não for anulada, que se anule pelo menos os quesitos 2.1 e 2.4 e que os recursos sejam avaliados para acrescer as notas que merecemos nos quesitos não pontuados. Exemplo: quesito 1. Apresentação, estrutura textual e correção gramatical e quesito 3. Domínio do raciocínnio jurídico.Não estamos pleiteando nota, solicitamos a pontuação merecida nos quesitos zerados.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 10:10  

Será que vão proibir a entrada do José Henrique?
Por que não levar pra essa reunião o senador Gilvam Borges e o senador Marconi Perillo? Creio que essa atitude será de grande importância e peso pra esse movimento.
Boa sorte.

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 11:55  

Como dizia Raul:
"Sonho que se sonha só é apenas sonho e sonho que se sonha junto é realidade"
Quero ver se a OAB vai rasgar sua história, fugir do seu passado de conquista por liberdade e injustiça...

Que se faça justica nesta peça que foi desastrosa...

Boa sorte a todos.

Parabéns Dr. Mauricio

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 11:58  

A única alternativa louvável e plausível para a OAB é anulação da peça trabalhista!

Quem disse que o CESPE não erra?
O CESPE NÃO É DEUS?

Espero que seja a última desse nível catastrófica!!!!!!!

O OAB saíra melhor desta reunião...para a alegria de centenas de bacharéis e seus amigos e familiares.

Com isso toda sociedade ganha...

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 12:00  

Anular a peça trabalhsita seria ótimo, deve ter esperança, mas como se conhece a OAB e tudo gira em torno de política, a conclusão é: Papai Noel não existe

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 12:02  

NÃO SOMOS COBAIAS DO CESPE...

Temos familia, foi um investimento muito alto em dedicação 4e estudos para serem tirado por um simples ato de injustica...por isso o grito dos injustiçados...sem lemrar da primeira fase que tem um absurdo de questões com duas respostas...

A OAB precisa tomar providências e passar a limpo toda essa roupa suja...
Melhore CESPE...não somos contra essa prova e sim contra esse tipo de covardia silenciosa contra os bacharéis que se sacrificam tanto e morre na praia por essas atitudes...

QUEREMOS RESPEITO...

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 12:02  

Gente, não precisa anular a prova, e sim, tão somente a peça prático profissional, e mesmo assim nem todos candidatos irão conseguir passar, vez que, teve muitos que tiraram ZERO, entretanto só conseguirão êxito com a anulação da peça, os candidatos que somaram a cima de 1. 0 (hum ponto), quem conseguiu menos que isso não conseguirá passar, entretanto nobres e sofridos colegas, vamos aguardar o resultado Administrativo da reunião que se inicia na data de hoje, e após, o resultado, dependendo do resultado, poderemos nos reunirmos em uma peça só, e levarmos esse abacaxi para o judiciário solucionar, pois, esse tipo de tratamento dados a nós bachareis, reservadas as proporções não deva dar nem ao pior analfabeto ou ignorante deste país, imagina para nós bachareis em direito que temos o compromisso de zelar pela boa fiscalização e aplicação da Lei, dando suporte técnico ao nosso glorioso Estado Democrático de Direito, que foi isso que aprendemos ao longo dos 05 (cinco) e bons anos de Faculdade.
Portanto, vamos lutar e fazer valer nossos direitos que a nossa instituição por meio de alguns maus resolvidos juridicamente, procuram a cercear o nosso Direito que é mais que líquido e certo, posto que, só nós sabemos o quanto é ruim sermos avaliados por profissionais muito mais desqualificados do que nós mesmo.

SOUZZA

Anônimo,  4 de dezembro de 2009 12:12  

É tão fácil fazer tantas familias felizes. Se essa prova estivesse justa não teriam tantos gritos...
São os gritos da alma querendo justiça...E agora estamos anciosos esperando uma nobre decisão que é a anulação da peça trabalhista...

Boa sorte a todos e obrigado pelo blog

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP