Sai dia 9 o resultado final do Exame de Ordem de 2009

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso divulga no próximo dia 9 o resultado final do Exame de Ordem de 2009. O resultado do exame dos aprovados já foi divulgado, com a aprovação de 250 concorrentes, mas como 413 bacharéis entraram com recursos no Centro de Seleção de Promoção de Eventos – Cespe, da Universidade de Brasília (UnB), pelos mais variados motivos, a divulgação final dos nomes dos novos advogados será feita somente depois do julgamento. Foram aplicadas provas em Barra do Garças, Cáceres, Cuiabá, Diamantino, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra.

Dos 1.851 inscritos para a primeira etapa do Exame de Ordem, 1.806 participaram da prova, com a aprovação de 652 candidatos, um índice de aproveitamento de 35,22%. Com o julgamento de recursos interpostos junto ao Cespe, o número de bacharéis que passaram na primeira prova subiu para 735 e o índice de aprovação para 40,69%. Na prova final passaram 250 candidatos, com índice de aprovação de 34%. Mas esse percentual de aprovados deve aumentar consideravelmente, com o julgamento dos 413 recursos.

Fonte: OAB/MT

28 comentários:

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 15:02  

o EDITAL não faz refer~encia a nota mínima a ser alcançada na segunda fase.
basta fazer a prova e pode tirar até 0 que voce passa!

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 15:04  

qual sera a probabilidade de anularem a peça da pova trabalhista hein?
eu estou confiante...

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 15:06  

"Mas esse percentual de aprovados deve aumentar consideravelmente, com o julgamento dos 413 recursos"
Drº Mauricio, será q isso quer dizer alguma coisa?

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 15:20  

"...Mas esse percentual de aprovados deve aumentar consideravelmente, com o julgamento dos 413 recursos."

Fonte: OAB/MT

A justiça será feita!

Juliana,  2 de dezembro de 2009 15:22  

Tomara que aumente consideravelmente em todos os estados, estou contando com isso.

igor,  2 de dezembro de 2009 15:24  

consideravelmente? sério?

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 15:38  

Prezado Dr. Maurício,

O sr. saberia informar se os recursos interpostos pelos examinandos já começaram a ser analisados?

Digo, que efeito prático, a decisão do dia 04.12 terá no que concerne aos recursos?

Pergunto pois, se houver qualquer influência (que não a anulação), o prazo de cinco dias (até 09.12) seria suficiente para a análise dos recursos sob uma nova égide correcional?

Clélia 2 de dezembro de 2009 15:49  

Profe Maurício - "indice de aprovados aumentar consideravelmente ..." Você falaria em uma estimativa de aprovados nessa prova tão conturbada?

obrigada!

GJO 2 de dezembro de 2009 16:01  

Dr.Maurício se a oab não anular a peça,vou entrar com M.S. de imediato,será que ela irá recorrer de todas as decisões judiciais deferidas por juizes de todo o Brasil..é por favor me responda em quanto tempo o magistrado julga este MS.OBRIGADO..

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 16:01  

Reparem no comentário da notícia:
"Mas esse percentual de aprovados deve aumentar consideravelmente, com o julgamento dos 413 recursos"

Até a OAB/MG acredita que os recursos serão julgados favoravelmente! Que bom!!

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 16:55  

Faculdade de Direito ou Cursinho preparatório para o exame de ordem?
Diploma de Advogado fornecido pela OAB. O Mec com a palavra....

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 17:08  

Os recursos já estão sendo corrigidos...até mesmo porque existe outros motivos, pode ocorrer de alguém não passar mesmo com a anulação da peça.
Dia 4 só vai ser para o OAB falar p CESPE não anular (só isso!).


Olha!
Não é à toa que o meu tio e cunhado são advogados!
Já estou com tudo preparado após dia 9. Acho que anulção da peça de trabalho somente na justiça.
Estou preparado para a pior decisão no dia 9. Pode ser que (eu) seja aprovado sem a anulação da peça! Faltou poucos pontos!

Conselho: caso não ocorra anulação, deve pleitear na justiça, enquanto isso vai fazendo e estudando para a prova 3 de 2009.
Ninguém sabe o que pode sair da cabeça do magistrado, acredito muito na anulação da peça!!

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 17:10  

Realmente, deve aumentar considerávelmente esse índice de aprovação em todo o país, isso é ponto pacífico com a anulação da peça trabalhista, porém, não esqueçam que a peça só vale 5 pontos, portanto ainda falta um pontinho para a aprovação e muitos não conseguiram esse precioso pontinho... Pensem nisso também!!!Até a festa para a entrega do certificado com a vermelhinha...

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 17:35  

Aumentar consideravelmente coisa nenhuma. Quase todos os recursos serão indeferidos.

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 18:20  

anulação já prova trabalho, senão haverá a maior confusão.

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 18:45  

Nobres colegas,
Vamos orar muito dia 04/12 pedindo a Deus que emane muito luz, discernimento, equilibrio, bom senso e senso de justiça para aqueles que estarão reunidos e tomarão uma decisão com relação ao pedido de anulação da questão da prova prático-profissional de Direito do Trabalho. Creio que o bom senso e a razoabilidade prevalecerão. Oremos muito!

Napoleão,  2 de dezembro de 2009 19:03  

Novidade absurda do CESPE:

No Rio Grande do Sul só tem prova subjetiva em CIVIL, PENAL E TRABALHO!

Nada mais!

Confiram no edital da Seccional!

Mais um erro?

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 21:28  

não importa se a OAB recorrer STF é o limite e eu vou até lá!!!

Anônimo,  2 de dezembro de 2009 23:17  

Olha, acredito que a medida mais coerente que a OAB e CESPE devem tomar é anulando a peça trabalhista, haja vista, que no momento em que o espelho oficial admite correção de mais de uma nomeclatura de peça, há muito já rasgaram o EDITAL de abertura do certame 2009.2, caso não seja esse o entendimento dos poderoso, MS neles! E diga-se de passagem com muitíssimas possibilidades de derrota para OAB. Concordas DR. Maurício? E não esqueça de disponibilizar modelos fundamentados e vencedores de MS!!!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 00:32  

A OAB NÃO TERÁ MAIS MORAL PARA FALAR EM JUSTIÇA NESSE PAÍS SE NÃO ANULAREM ESSA QUESTÃO!!!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 01:12  

A OAB nao vai anular nada.
nao vai mais aprovar ninguém com recursos.

Essas notícias são apenas pra botar panos quentes e desmobilizar o pessoal.

Talvez aprovem um ou outro que precisa de décimos, ms nada mais q isso.

quem passou, tem mais é q se preparar para 2009.3

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 08:10  

Engano seu "ANÔNIMO"(01:12, a mobilização está confirmada, amanhã estaremos ocupando todo o espaço da reunião em Minas Gerais, caso a OAB não anule a peça ocuparemos a sede da OAB em Brasília por tempo indeterminado, já contamos com o apoio de várias outras categorias, inclusive, os manifestantes que ocupam hoje a Assembléia Distrital, pra vc vê
que não somos fracos não. Amanhã o bicho pega!!!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 09:16  

21:28, você não tem a menor noção do direito, chegar ao STF não é só querer não, "o buraco é mais embaixo".

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 09:18  

18:45, se oração resolvesse alguma coisa não precisava ter prova.O que vocês precisam mesmo é estudar muito, isso sim que é a solução.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 09:29  

Anônimo 17:10, tire essa ilusão da cabeça, esqueça isso de uma vez por todas e passe a estudar para o exame 2009.3 que, aliás, vai ser muito mais dificíl. Olha, creia piamente que não vai haver anulação de coisa nenhuma, acredite nisso. Alguns vão ser aprovados com o recurso? É evidente que sim, mas isso sempre ocorre em todos os exames e neste exame que está sendo questionado não vai ser diferente.Pode ter crteza que todos os recursos já foram analisados, a reunião do dia 4 é apenas para a OAB cumprir formalidades e praxes que ocorrem em todos os exames.Vão analisar o pedido de anulação que os bacharéis formalizram? Vão sim, orque tudo que é formalmente pedido na OAb eles analisam, só que tal análise já foi feita e eles já decidiram há muito tempo que não tem anulação. Anulação da prova nem pensar, até porque se a prova fosse anulada não teriam publicado o edital para o exame 2009.3 e também é impossível anularem a questão, pois se isso tivesse que acontecer já teria acontecido mesmo antes de serem os recursos analisados. A OAB considerou outro espelho para analisar os recuros? É óbivio que não, porque se isso tivesse acontecido a OAB já teria noticiado.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 09:34  

Eu vou até o STF se necessário for, mas vou atrás de JUSTIÇA.

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 10:05  

23:17, como você é ingênuo. Ai coitado!

Anônimo,  3 de dezembro de 2009 10:12  

Dr. Maurício,
mais uma vez gostaria de solicitar que o Sr. comente sobre qual foi o resultado final da liminar do MS onde o juíz havia impedido a homologação da OAB e solicitou que ela se manifestasse em 3 dias...
Obrigada

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP