O manifesto foi divulgado no O Globo

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Segue o link:


53 comentários:

Anônimo,  6 de novembro de 2009 23:41  

Dr. Maurício,

-Eu estou cansado disso tudo!
-Este exame está nos deixando doentes!
-Imagino o senhor!
Não estou acreditando mais em nada. A OAB e o CESPE vão seguir os termos do edital, ou seja, vamos ter que fazer recursos e quem não tiver êxito vai ter entrar na justiça. Esse pessoal não está nem aí pra gente.

Anônimo,  6 de novembro de 2009 23:46  

O que consta no O Globo parece mais uma públicidade paga. O texto é igualzinho ao que já conhecíamos aqui mesmo no Blog há muitos dias. Querem minha opinião? Um fiasco essa manifestação! Me arrependi de ter colocado meu nome lá. Além do mais, foi vergonhoso para os bacharéis aquelas pessoas em Manaus falando. Foi uma vergonha tanto a reporter que falou em "BAICHARÉIS", quanto foi vergonhoso a bacharel que falou "a peça que os alunos PROPORAM". E para completar o desatre, outra bacharel falou que o Vade Mecum dos candidatos estava desatualizado e por isso responderam errado. Vergonhoso! Estou com vergonha e arrependido.

Emmanuel,  6 de novembro de 2009 23:51  

Dr. Maurício,

Por onde anda esse pessoal dos cursinhos que estão tão calados. Onde está a solidariedade da LFG, Renato Saraiva, Damásio entre outros.
Estão com medo de errar em seus pareceres.Fiz LFG estou decepcionado com a indiferença. Eles deveriam estar do nosso lado em uma hora dessa e não esperar o resultado oficial. Todos sabem qual será a posição da OAB e CESPE.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 02:17  

Eu avisei para não se iludirem, eu avisei.Pensaram que essa barulinho faria alguma alteração? Dançaram e se desmoralizaram.

Ioanes 7 de novembro de 2009 03:35  

Bom dia a todos! Sou um candidato de Curitiba, optei por uma Consignação em pagamento, mais acho cabível o manifesto e quem assinou não deve se arrepender, pois estamos apenas exercendo nosso Direito Democrático,se ficassemos calados ai sim seria vergonhoso,pois a OAB, não tem direito nem competência para ficar criticando as instituições de ensino, isso cabe ao MEC,mesmo porque tem um monte de advogados atuando por ai, e garanto que mais da metade não passaria nem na 1ª fase do exame. paara finalizar creio que por mais que não de em nada o manifesto pelo menos tentamos e demostramos a nossa indignação. Se existe uma instituição que não sabe lecionar é essa tal de CESPE, pois é comum haver erros nas suas questões, a prova disso é que em todo exame existe anulações. Parabéns a todos que participaram do manifesto. e boa sorte.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 04:27  

muito bom, lamento apenas é que a oab de mato grosso nao tenha sequer tido o trabalho de ler o manifesto... se ela tivesse lido saberia que em nenhum momento fomos contra a oab, contra a cespe ou contra a prova... pleiteamos sim a anulacao da peça e somente isso... lamentavel também é a atitude de alguns colegas que sem motivo ficam querendo desmoralizar todo o movimento, colocando comentarios chulos e sem nexo... continuamos fortes, materias em varios meios de comunicacao, inclusive O globo estao sendo publicadas, e varias oab´s estao do nosso lado... que Deus ilumine a oab/mt pois ela precisa...

FERNANDO (RECIFE),  7 de novembro de 2009 08:16  

Esses cursinhos espalhados pelo brasil , vive das reprovações dos bachareis,uma vez reprovado+ cursinho de novo = dinheiro do bouso da CESPE, DO CURSO E DA EDITORAS QUE VENDEM LIVROS ATUALIZADOS??????
AHHAHAHHAHHAHAHHAHAAH

ISSO É BRASIL UM POVO MEDROSO.....
POR MUITO POUCO, ARGENTINOS, FRANCESES, HONDURENOS VÃO AS RUAS SE MANIFESTAR ATÉ CONSIGUIREM............ ........................

Anônimo,  7 de novembro de 2009 10:29  

Esse é daqueles que a OAB gosta, acomodado!!! É por essa e por outras que a Ordem deita e rola com os Bacharéis em Direito...

Anapolis,  7 de novembro de 2009 10:31  

Diante de tudo o que tenho visto e ouvido chego a seuinte conclusão:
1. Exame da Ordem é um verdadeiro caça niquel;
2. culpar os cursos é absurdo, pois muitos desses cursos são dirigidos por profissionais ligados ao Poder: Advogados(oab), juizes, promotores, procuradores, etc. Um dinheiro facil e o compromisso zero, pois o Estado paga para que eles brinquem de trabalhar;
3. a peça do trablho não teve como objetivo conferrir conhecimentos, Sacanagem pura.

Assim, parabenizo meus colegas bachareis e estamos firme na luta contra esse Allien- OAB e CUrsos de Direito, que quer nos devorar: saude, sonhos e o pouco dinheiro que temos.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 10:36  

Ridícula essa reportagem do "O Globo", bem como as fraquinhas anteriores q apareceram. Tb na assinei e nao creio nesse manifesto...
na 1ª fase tdos reclamaram d muitas questoes, que nao foram anuladas e nem mesmo o CESPE ou a OAB se manifestaram sobre elas. Acham q ficaram sensibilizados com um "manifesto" mal organizado e mal divulgado?
Sinceramente pessoal, vamos esperar e preparar o recurso q for necessário. Se nao passar façamos outra prova.
Como disse um colega lá em cima, esse assunto está nos deixando doidos, doentes.... nao percamos mais tempo com isso. Vamos olhar pra frente e mostrar que, se realmente somos advogados capazes, receberemos essa carteirinha pelo merecimento conquistado.

Lúcio Cypreste!
Vila Velha-ES

Anônimo,  7 de novembro de 2009 10:45  

Realmente é impossível se conformar com a reportagem de Manaus... Foi vergonhosa a entrevista da Bacharel que pediu anulação da prova por estar com Vademecum desatualizado. Ela acha q fez q curso? Engenharia? Artes?
Sinceramente, é isse baixo nível de formandos todo ano e faz a OAB justificar a tao famijerada prova.

Lúcio Cypreste
Vitória-ES

Renata,  7 de novembro de 2009 11:48  

Não estamos nos rebaixando. Estamos apenas dando um show de democracia. Assim é que deve ser a conduta de um advogado: lutar pela justiça. Está claro que a questão foi mal redigida, com o ojetivo de reprovar o maior numero de bacharéis

Se todos, daqui para a frente, se unirem para reivindicar algo, como estão fazendo os bacharéis que fizeram a prova 2[ fase -trabalho, certamente este país irá mudar para melhor.

NÃO TENHAM MEDO! CHEGA DE FICAR CALADO! CHEGA!

Prof. Flávio,  7 de novembro de 2009 11:54  

Se a coisa já chegou na globo, é sinal de que alguma coisa irá acontecer. A coisa tomou uma proporção gigantesca. Parabéns aos manifestantes.

LZN,  7 de novembro de 2009 11:59  

Sem luta não há direito, como sem trabalho não há propriedade. ‘Na luta hás de encontrar o teu direito’. Rudolf von Ihering (1818 – 92), alemão, jurista. Nada da certo sem que todos acreditem que é possível, aos olhos dos outros seremos sempre uma minoria de insatisfeitos.

LZN,  7 de novembro de 2009 12:03  

Sem luta não há direito, como sem trabalho não há propriedade. ‘Na luta hás de encontrar o teu direito’. Rudolf von Ihering (1818 – 92), alemão, jurista. Nada da certo sem que todos acreditem que é possível, pois aos olhos dos outros seremos sempre uma minoria de insatisfeitos. Dr.Maurício, gostaria de aproveitar para lhe parabenizar pelo trabalho realizado neste Blog.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 12:04  

A verdade é que não se pode ir contra o que está na Lei. O artigo 853 da CLT é claro em dispor que só cabe inquerito quando o empregado é ESTÁVEL, não precisa de um ação para demitir outro tipo de empregado, mas para não ficar em mora, ou seja, para não incidir a multa do artigo 477 § 8º é que precisa entrar com uma Ação de Consignação em Pagamento.
Porem acho que o examinado não deveria zerar por errar a peça, pois um advogado teria mais tranquilidade para nalisar qual seria a peça, devendo em uma situação de prova o erro da peça apenas perder ponto e não zerar.

LZN,  7 de novembro de 2009 12:08  

Sem luta não há direito, como sem trabalho não há propriedade. ‘Na luta hás de encontrar o teu direito’. Rudolf von Ihering (1818 – 92), alemão, jurista. Nada da certo sem que todos acreditem que é possível, pois aos olhos dos outros seremos sempre uma minoria de insatisfeitos.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 12:22  

Ilusão achar que um manifesto iria mudar o pensamento da OAB e da CESPE.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 12:23  

Cansei....

Anônimo,  7 de novembro de 2009 12:30  

Engraçado! Todos os bacharéis desqualificados exigem a anulação da prova, mas nenhum deles, um único sequer, defende a realização de outra prova. Muito engraçado isso, muito engraçado!!! Alguém se atreve a adivinhar por que? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo,  7 de novembro de 2009 16:38  

Cadê o tal Movimento Nacional dos Bachareis em Direito (MNBD). Sumiu???

Anônimo,  7 de novembro de 2009 16:41  

Esse que quer outra prova só pode estar louco, porque quem acertou vai ter que fazer prova de novo?

Anônimo,  7 de novembro de 2009 17:47  

Loanes (03:35), á OAB não só tem competência pra criticar, como ela tem responsabilidade na criação dos cursos de direito (é o que o Estatuto da Ordem esabelece no seu art. 54, XV). Você está totalmente equivocado. A OAB é um "braço" da sociedade organizada e a sociedade tem o direito sagrado de criticar tudo o que está errado neste país e o ensinho jurídico no Brasil está podre e por isso a OAB tem todo o direito e competência para criticar e inteferir.

CLAUDIO JOSÉ 7 de novembro de 2009 18:10  

Esse exame é uma aberração! Pq a classe médica repudiou tal prova para seus filiados? É somente um exame caça níquel e pra restringir o mercado.
O interessante é que o pessoal das carreiras públicas após sua aposentadoria não precisam prestar tal exame (cadê o princípio da isonômia nesse caso?) Outra coisa, que tal colocarem advogados formados antes da Lei nº 8.906 para prestar a prova, com a idea de ver como se saem? Será que antes dessa lei todos tinham um excelente nível? Aposto que se o presidente da OAB nacional prestasse essa prova ele ficaria com púlgas por todo o corpo e não só na orelha.
Muitos dos cursos preparatórios tem como sócios integrantes da própria OAB e nos quadros das universidades (que eles tanto criticam) também está repleto deles.
Mas o pior é a OAB infiltrar gente como esse tal de "Cypreste" para postar aqui. Eu mereço!

Anônimo,  7 de novembro de 2009 18:11  

Movimento que se preza, que é forte, tem espaço no Jornal Nacional, no Fantástico, no Jornal da BAND, no Jornal da Record, etc. E não num escondidinho (e comprado) do Globo ou sei lá onde mais.Movimento com 20 pessoas na porta da OAB é movimento? É burrice, isso sim que é. E digo mais: o exercícioo da advocacia é complicado demais, as coisas ruins correm de boca em boca de cada um da sociedade e, sendo aassim, esses que participaram do movimento que se cuidem, pois correm o risco de, se um dia se tornarem advogados, não terem nenhum cliente.O povo hoje em dia é mais esperto do que pensam!!!

maisa,  7 de novembro de 2009 19:27  

Gostaria de mandar um recado para esse tal anônimo que só faz criticar o manifesto. Se ninguem se manifestou em relação a refazer a prova, pode ter a certeza de que não foi por incapacidade, faremos de novo, quantas vezes for necessario... mas não é este o assunto em questão. Nitida se mostra a sua frustração....se for um advogado, se torna clara a sua incapacidade e pior, sua covardia,pois sequer se identifica. São pessoas fracas como vc, que envergonham a classe dos advogados e que ao menos consegue enxergar que esta fazendo papel de palhaço.
Tente ser uma pessoa melhor e fique bem!

Anônimo,  7 de novembro de 2009 19:29  

Acho que o tiro saiu pela culatra.
Outra coisa, para quem escreve BACHARÉIS, espera interpretar a peça corretamente...por favor estudem...porque até copiar vocês são péssimos...

Anônimo,  7 de novembro de 2009 19:55  

Anônimo disse...
Engraçado! Todos os bacharéis desqualificados exigem a anulação da prova, mas nenhum deles, um único sequer, defende a realização de outra prova. Muito engraçado isso, muito engraçado!!! Alguém se atreve a adivinhar por que? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

7 de Novembro de 2009 12:30


Nossa...quanta besteira.. se lesse com atenção os comentários, saberia que há pessoas que defendem a realização de um novo exame, inclusive eu...não fale tanta besteira sem saber... é ridiculo para vc mesmo, pois passa por ignorante...

Anônimo,  7 de novembro de 2009 20:06  

Caros amigos,

Fiz o último exame, optando pela Consignação e creio que lograrei êxito, entretanto me entristece ver tantos outros colegas que também lograrão êxito com pensamentos que não condizem com o exercício da advocacia e que, certamente, se assim continuarem só desabonarão a nossa futura profissão.

Apoio o manifesto SIM, pois é preciso que o exame da Ordem seja claro, sem dubiedades que possam avacalha-lo.

Espero que a OAB não sucumba aos pés do CESPE e resolva o problema desses estudantes que optaram pelo Inquérito, admitindo a peça e aplicando a nota conforme o preenchimento dos devidos requisitos!!!

Abração!!!

vanio 7 de novembro de 2009 21:04  

LÓGICA
Uma empresa procura um advogado para consignar + ou - 620 reais, preocupada com mora - pagará de honorários para um advogado baratinho R$ 500,00.
A mesma empresa preocupada em uma Reclamação Trabalhista de um empregado estável tendo que indenizar 1 ano de slários e verbas rescisórias com um total aproximado de R$ 6000,00 me contraria por R$ 2000,00 e teria seu problema resolvido.Por não conseguir acertar a questão da prova, não poderei resolver o problema da empresa, que pagará R$ 500,00 de honorários e mais R$ 6000,00 na justiça ao empregado.

Anônimo,  7 de novembro de 2009 21:19  

Na próxima prova trabalhista será um HC para liberar o funcionário para ALMOÇAR...kakakakkakakakak!

Anônimo,  7 de novembro de 2009 21:27  

Professor Maurício, o que me assusta nesses manifestos é pensar que a prova me pareceu de fácil interpretação e esses bacharéis todos lutando por uma anulação...Meus Deus!!! De quem é a culpa? Da qualidade do ensino ou dos alunos????

Anônimo,  7 de novembro de 2009 21:30  

O pior de tudo é que lendo esses comentários, pois adoro o BLOG, vejo como escrevem "bem" esse pessoal...encontrei até Bolso escrito com U...se tivesse acertado a ACP, teria se dado mal na correção da linguística!!! Vão estudar portugûes...

Anônimo,  7 de novembro de 2009 21:32  

Dr. Mauricio

Se possível, peço sua gentileza em disponibilizar o link com as declarações do Presidente da OAB de Catanduvas

Grato
Mauro

http://www.oregional.com.br/site/noticia/13233

Anônimo,  7 de novembro de 2009 21:58  

REALMENTE ESSE QUE SUGERE OUTRA PROVA DEVE SER UM DESOCUPADO. E O ESFORÇO DE QUEM ENTROU NUMA PROVA PROPOSITALMENTE ERRADA NÃO CONTA?

Anônimo,  7 de novembro de 2009 22:16  

pq o dr. mauricio não coloca essa matéria?

http://www.oregional.com.br/site/noticia/13233

Anônimo,  7 de novembro de 2009 22:39  

O renomado Autor Sérgio Pinto Martins, em seu livro Direito do Trabalho, 24ª edição, impresso pela Editora Atlas, em sua Página de n• 362, quando trata de abandono de emprego, aduz que a empresa poderia tambem fazer a convocação do empregado através de Notificação Judicial, que é uma medida cautelar prevista nos arts. 867 a 873 do CPC, com o objetivo de prevenir responsabilidades, manifestando intençao de modo formal quanto ao retgorno do obreiro ao serviço (art. 867 do CPC). Temos aí, uma 3ª hipótese de resposta para a questão (peça), pois em nenhum momento o enunciado falou da intençao da empresa de demitir o empregado. Pensem tambem nesta possibilidade. Mas acho que nao devemos nos preocupar muito. Ação Civil Pública tambem serve para estes casos e deve haver algum juiz de bom senso que se sensibilize com o fato, anule a questão e nos dê a oportunidade de fazer uma outra prova onde se encontre uma questão com um enunciado mais conciso e que não deixe dúvidas quanto à peça a ser desenvolvida. Afinal, somos bacharéis e por menos que a Faculdade tenha nos ensinado, pelo menos saber ler e identificar as peças possíveis, somos capazes!

Anônimo,  8 de novembro de 2009 02:09  

Tenho certeza que OAB CESP tem o maior interesse em reprovavar os bachareis em direito, para não secar a teta, é uma prova mal elaborada que não mensura conhecimeto de ninguém, e não se iluda os cursinhos L.F.G, Damasio e outros por ai também tem seu interesse, quando a coisa aperta esses filha da P... não aparece ,cade os cara para brigar com nós, eles tem força politicamente falando, e também financeiramente, os cara não quer se comprometer, fica falando não é o gabarito é só um comentario até esses filha da P... que nós confiamos tem medo de se manifestar, são verdadeiro covarde, tenho certeza se ele se manifestasse era diferente esse movimento.

Anônimo,  8 de novembro de 2009 09:55  

ANULAÇÃO, é isso mesmo, o CESPE DEVE ASSUMIR SEUS ERROS. Não somos cobaias de luxo do CESPE.
Que o CESPE assuma seus erros e anule a prova, nada mais e serão felizes para sempre...
Quanto aos que criticam o movimento é uma pena, não souberam reivindicar nem o síndico do prédio ou com o guarda de trânsito, são desalmado, mal amado.
Seremos felizes sim, o fim está próximo.
CRISTO VOLTARÁ!!!

Luciana,  8 de novembro de 2009 13:00  

Prof Mauricio
Na sua opiniao o resultadoda prova pode ser adiado devido as manisfestaçoes? Pois nao acredito que depois de ser divulgado o resultado a cespe mudará o gabarito. Ai fica a pergunta : Devemos nos inscrever na próxima prova?
Obrigada

L,  8 de novembro de 2009 13:15  

Não há que se falar em multa do 477na JUSTA CAUSA.
Será que alguém consegue visualizar isso?????

Anônimo,  8 de novembro de 2009 13:19  

E O MEDO DO 21:58 QUE OUTRA PROVA SEJA FEITA. TOMA VERGONHA NESSA CARA, ô. TOMA VERGONHA E VAI ESTUDAR, PORQUE A OAB NÃO VAI ACEITAR NINGUÉM ENTRANDO PELAS "PORTAS DO FUNDO" NÃO. NÃO SE ILUDA COM ESSA TAL MANIFESTAÇÃO, NÃO SE ILUDA.

Anônimo,  8 de novembro de 2009 13:27  

Pessoal, não comemorem antes do tempo e também não desanimem antes do tempo. Antes de comemorar ou desanimar, percebam bem que estamos às vésperas das eleições na OAB e tudo o que é falado, contra ou a favor do manifeto, pode ser jogada política. Prestem atenção nisso. Aliás, o própio movimento pode ter sido plantado e desencadeado para utilização política e os bacharéis nem percebem que eventualmente foram usados.Aliás, todos os indicativos são no sentido de os bachareís terem sido usados numa manobra política.

Anônimo,  8 de novembro de 2009 13:36  

maisa 19:27(isso mesmo que a pessoa, provavelmente analfabeta, escreveu, letra minúscula mesmo) , não tenho procuração para defender ninguém, mas como as mensagens são postadas publicamente aqui, sinto-me no direito de me meter. Tem um ditado que diz: "o sujo falando do mal lavado". Ora, como é que você vem criticar um anonimato se você própria (o) fez questão de se manter anônimo(a)? Ou você pensa que escrever "maisa" é idetificação de alguma coisa? Quem deseja se identificar coloca NOME COMPLETO, ENDEREÇO COMPLETO, e, no mínimo, o CPF.

Anônimo,  8 de novembro de 2009 23:14  

Isso mesmo, colega: Em último caso...AÇÃO CIVIL PÚBLICA!
Mesmo que o manifesto não surta o efeito esperado, entendo que todos devem elaborar seus recursos e concomitantemente podemos utilizar a vida judicial. Este blog ajuda muito para que tenhamos posicionamento e ações no mesmo sentido!!

Anônimo,  9 de novembro de 2009 00:09  

Fala-se tanto que a medida processual cabível na situação apresentada pelo CESPE é uma ACP. No entanto, alguém pode me explicar a possibilidade de incidir a multa do artigo 477, §8º, da CLT nos casos de justa causa? O enunciado declara veladamente que houve justa causa e o termo "não incorrer em mora" destina-se somente a consignar o valor referente ao saldo de salário e salários atrasados? Sinceramente não sei mais o que pensar... Aqueles que fizeram ACP podem me explicar como criaram o seus raciocínios? Um examinando que não acredita que alguém fez uma ACP sem MEDO ALGUM DE ERRAR.

Alexandre 9 de novembro de 2009 01:03  

O vídeo desse Andre do LFG é uma piada. Não merece crédito algum, parece que só quis fazer média com seus alunos.

GJO 9 de novembro de 2009 07:19  

Pessoal aqui não devemos discutir erros de escrita..,o fato e que a prova de trab. realmente dava margem a varias interpretações.se nem os professores doutores afirmam com convicção q peça e adequada ao caso, quanto mais nos bachareis,somente no dia do resultado veremos quem tem a razão.portanto finalizo dizendo fiz uma reclamação trabalhista e tenho fé que vou passar.e não vejo a possibilidade de ser uma acp.

Anônimo,  9 de novembro de 2009 08:35  

anônimo 01:03, na demissão por justa causa o empregado tem direito a receber férias vencidas + 1/3 e tem direito a receber o saldo de salário, logo, se o pagamento dessas verbas não ocorrer dentro do prazo constante do art. 477, § 6º, a multa incidirá.Por isso o cabimento, também, da Consignação.

Anônimo,  9 de novembro de 2009 08:54  

Concordo com vc Alexandre.

O professor André deu respostas absurdas em seus comentários.

Acho q ele nao passaria nem na primeira fase do exame da ordem.

Anônimo,  9 de novembro de 2009 10:29  

Confesso que tive a preocupação de ler todos os comentários postados em todos os tópicos e, até agora, ainda não entendi onde está o erro da questão que estão debatendo. Até agora, não entendi o porquê de se fazer um manifesto antes da divulgação do gabarito oficial. Quer dizer, estão fazendo um manifesto sem nem saber se estão certos ou errados.
Entretanto, creio que o q aconteceu foi que os cursinhos nunca se preocuparam em ensinar a tal ACP. Alguns alunos, que estudaram o inquérito, pensaram: "Auxílio doença... É estável.... tem que ser inquérito." Outros, que apenas estudaram RT, RO e contestação (é só o q a maioria dos cursinhos ensina), pensaram: "Não é, RO pq nao tem sentença.... Não é contestação, pq não tem inicial... Então só pode ser RT". Foi assim q fizeram RT ou Inquérito e acabaram errando, simplesmente pq não conheciam a ACP.
Na verdade, o ponto positivo de tudo isso, é que os cursinhos daqui pra frente vao ter q se preocupar em ensinar todas as peças possíveis e o número daqueles que escolhem direito do trabalho na segunda fase "por ser mais fácil", vai diminuir bastante.

Maurício - candidato da 2a. fase q fez a bendita ACP

Doutor Garcia 9 de novembro de 2009 13:36  

VIVA O EXAME DA ORDEM, ABAIXO OS CHOROS E LAMÚRIAS... VAMOS ESTUDAR, ESTUDAER E ESTUDAR PARA NOS PREPARARMOS PARA A PRÓXIMA PROVA SEM NECESSITAR DE CHORORÔ.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP