Qual é mesmo o seu objetivo?

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Como este blog trata do Exame de Ordem, o objetivo de quem visita este espaço só pode ser passar no Exame. Isso é óbvio.

Pois bem, recebi ontem no meu e-mail uma frase cunhada pelo técnico de vôlei Bernardinho:

"A vontade de se preparar tem que ser maior do que a vontade de vencer. Vencer será conseqüência da boa preparação."

Refleti bastante sobre essa frase, pois ela contém em si uma verdade tão óbvia e tão simples que escapa completamente da nossa percepção: Vencer é resultado do esforço, mas ninguém trata o esforço como um fim, e sim como um meio para se vencer.

Se seu objetivo passa a ser a preparação, se sua vitória reside no sucesso da sua preparação, vencer passa a ser secundário, mera conseqüência do ato de se preparar.

Essa percepção é de certa forma libertadora. Toda pressão psicológica gerada pela necessidade de ser aprovado no Exame da OAB se dissipa se o candidato não mais focar o Exame, e sim focar a si mesmo, seu preparo individual, independente do desafio vindouro.

Essa é a chave para o sucesso: descobrir que o sucesso está em trabalhar a si mesmo como profissional, como eterno estudante de Direito. Esse é o real desafio. O resto (prova da OAB, concursos, seleções, etc.) transformam-se automaticamente em meras etapas, desprovidas de maiores problemas. O principal já foi alcançado.

Pensem nisso. Pensem no fato de que os seus objetivos, hoje, foram mal escolhidos, e que o seu sofrimento, angustia ou receios são desnecessários.

Lembro-me quando passei no Exame da OAB. Passar era uma terrível obrigação na minha cabeça, principalmente em função das expectativas profissionais que eu criei para mim. Eu passei, mas ao custo de quase ficar neurótico (na verdade, acho que até fiquei, pois criei um blog só para tratar do Exame...pobre de mim). Mal eu sabia que passar no Exame de Ordem é apenas a pequena parte do problema chamado "vida profissional".

O que vou escrever agora pode parecer uma blasfêmia para quem ainda não passou no Exame, mas a prova da OAB nem de longe é o maior desafio da vida do profissional da advocacia: É o menor dos problemas. O que o Bernardinho escreveu guarda uma verdade profunda porque remete a preocupação do profissional para si mesmo e não para os desafios. É de uma obviedade gritante perceber que se você foca seus objetivos na sua própria preparação os desafios inerentes à vida profissional, todos eles, tornam-se mais fáceis de serem enfrentados.

Tudo se resume a uma questão de filosofia pessoal. Mude seu foco e o mundo inteiro mudará também. Isso é revelador , e também libertador...das angústias, dos receios, das ansiedades e, ao fim, do próprio fracasso.

Pensem em si mesmos como o grande objetivo das suas vidas. É provável que tudo fique mais simples, e mais fácil também.

Não custa tentar.

7 comentários:

Ferdi 22 de setembro de 2009 10:16  

Bah!
Muuuito bom esse post!
A pressão é grande nestas horas mas a mudança de foco faz com que esta mesma pressão nos empulsione ao invés de nos empurrar para baixo...
Um abraço.
Fernanda.

Fábio Groff 22 de setembro de 2009 10:56  

Prezado Dr. Mauricio,

Em primeiro lugar, parabéns pelo texto. Em segundo lugar, você receberá um comentário meu que, na verdade, deveria ter sido alocado aqui.

Pode se sentir à vontade para rejeitar ambos. Se for o caso, torno a escrever.

Anônimo,  22 de setembro de 2009 10:58  

Prof. Maurício,

Realmente a frase de Bernardinho resume tudo!! O esforço e o preparo devem ser tratados como fim enão como meio para se alcançar a vitória!!
Refleti muito sobre isso essa manhã..Obrigada pelo Sr. ter ficado (meio) neurótico e ter tido muita inspiração para criar esse blog maravilhoso que muito tem nos ajudado a conseguir vencer essa tão importanmte etapa das nossas vidas!!! Mto Obrigada mesmo!!

Eliene

Anônimo,  22 de setembro de 2009 11:03  

É o problema está em mudar o foco....se eu mudar o foco a casa termina de cair...kakaka

Anônimo,  22 de setembro de 2009 11:32  

A questão é uma só: a grande maioria quer que tudo caia do céu, quer passar no exame sem esforço, sem estudar e aí, como nada cai do céu, ficam por aí desesperados pondo culpa em tudo e em todos.

Anônimo,  22 de setembro de 2009 11:32  

Concordo PLENAMENTE!! Passei no Exame de primeira, estudando sozinha..e olha que nunca quis ser advogada! Me preocupei mais com o PREPARO/ESTUDO do que com a aprovação (este blog me ajudou..é MTOO BOM, dicas valiosas!)E deu certo (é claro...agora me preparo para outros desafios!)Quem ainda está na batalha da OAB deve prestar atenção nisto!FAÇA SUA PARTE! SE PREPARE!ESTUDE!VALE A PENA - INDEPENDENTE DO RESULTADO!

Simone 22 de setembro de 2009 17:43  

Nossos desafios são PROCESSOS... não há mais desestabilidades quando decidimos estar vigilantes e constantemente evoluindo!!!

Obrigada Mauricio pela contribuição do blog

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP