Deu no Twitter

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Eu estava olhando o Twitter quando me deparei com o seguinte comentário:

"A boa notícia: só preciso comprar 5 livros pra prova da OAB. A péssima: Total = R$ 750,00. Chorei sangue."

É de chorar mesmo...

22 comentários:

Anônimo,  21 de setembro de 2009 15:29  

O PIOR DE TUDO É QUE NEM COM OS MELHORES LIVROS TEMOS A GARANTIA DE QUE A NOSSA PROVA SERÁ CORRIGIDA CORRETAMENTE, SEM QUE CORRAMOS O RISCO DE TER QUE RECORRER PARA TER A APROVAÇÃO.A QUE PONTO CHEGAMOS!

nnn 21 de setembro de 2009 16:15  

Prezado Doutor Mauricio! O senhor acha que há a necessidade de levar para a 2 fase Trabalhista a CLT normal + a CLT comentada. E a CF normal + a CF comentada? Ou apenas as comentadas? Orbigado!

elivaldo 21 de setembro de 2009 16:42  

Lastimável que em um país desses, em que a maioria da população recebe menos de um salário mínimo, os gastos para se conseguir ingressar na carreira de advogado sejam tão fora da realidade. Me digam como uma pessoa que recebe salário mínimo pode comprar esse tipo de material e ao mesmo tempo manter suas necessidades vitais mínimas? Somando o que se gasta só com o exame, taxas para inscrição após aprovado e livros fora os cursinhos os gastos ficam numa média superior aos 1.200 reais, podendo variar conforme o Estado onde você reside. Isso é um tipo de exclusão social com os menos favorecidos economicamente. Revoltante! Deixo aqui meu protesto.

Anônimo,  21 de setembro de 2009 16:43  

Tem bacharel que leval 2, 3 livros, e assim mesmo desatualizados, e consegue aprovação. Mas eu desaconselho totalmente essa prática, pois o risco de reprovação é grande demais. Se você pode comprar mais de 3, compre, doi no bolso mas compre (podem até ser últil depois no exercício da profissão), não leve só 3 ou 4 livros, se você puder leve o máximo possível, nem que seja para não usa-los, pois não é incomum o CESPE tirar uma questão da prova que só existe a resposta em um livro de deterterminado autor e se vc não o tiver, pode ter que fazer o próximo exame.É lógico que se você não procurar antes conhecer o conteúdo dos livros (basta conhecer bem o indice), a quantidade grande irá atrapalhar, mas você sabendo, tendo noção do que cada livro trata, é ma beleza, é aprovação na certa.Não tenha medo de levar muitos livros, R$ 1.000,00 ou R$ 1.500,00 é pouco diante de uma aprovação, fique certo disso.

Conta Reserva 21 de setembro de 2009 16:54  

Olá nnn. Dos livros que vc relacionou, eu presumo que vc fará prova de trabalho. Nesse caso, leve a CLT seca e comentada e não leve a CF seca e a comentada. Leve um vademecum.

Abraços!

nnn 21 de setembro de 2009 17:53  

Prezado Doutor Mauricio! Vou fazer a segunda fase trabalhista aqui em Brasilia. Comprei os livros que o senhor indicou dentre eles, CURSO DE DIREITO DO TRABALHO (Alice Monteiro); CLT COMENTADA (Carrion); CURSO PROCESSUAL DO TRABALHO (Carlos Bezerra Leite); gostaria de saber se haveria a necessidade de comprar os livros de direito material e processual do Renato saraiva para a segunda fase daqui. E caso positivo, se a série concursos deste autor pela editora método valeriam apena, visto que sao mais baratos do que as doutrinas em si. Obrigado mais uma vez!

Anônimo,  21 de setembro de 2009 17:55  

Olá!!!obtive 48 pontos nesse exame, e gostaria de estar recorrendo de algumas questões. Assim, gostaria de saber como elaborar o recurso para cespe,como endereçar, ou melhor a quem endereçar.

Anônimo,  21 de setembro de 2009 18:56  

Leva tbm um trevo de quatro folhas...dizem que ajuda...

Anônimo,  21 de setembro de 2009 19:36  

Anônimo 17:55, o recurso é um recurso simples, não é endereçado a ninguém, é só escrever de que questão está recorreendo e fundamentar, é só isso. O próprio link do recurso já será auto explicativo.

Anônimo,  21 de setembro de 2009 19:38  

quando comprei para tributário gastei mais ou menos isso.. eu acho que ele deve estar indo para tributário também...porque penal, pelo que eu saiba..estão gastando em torno de 1500.. outras áreas eu não sei... mas enfim, tributário quando fiz cursinho foi mais ou menos isso aí.. abraços

Anônimo,  21 de setembro de 2009 19:43  

Peguem emprestados!!
Eu fiz a 1a de penal pós mudança CPP. Meses pagando pelos livros q nem são tão bons, mas foram os únicos à venda a tempo de estudar.

MA 21 de setembro de 2009 19:50  

sobre os recursos, tem tudo no edital!
Sobre o livro do Bezerra, na prova passada a cespe retirou dos alunos, portanto, lamento, mas vc colocou dinheiro fora :( Que saco isso heim... temos que passar nessa prova pra valer a pena todo o esforço!
To fazendo mil recursos, tb estou pendurada!!!
Boa sorte para todos nós!

nnn 21 de setembro de 2009 21:43  

MA nao lamente pois aqui na OAB/DF o livro do Bezerra ainda pode ser usado. Sinto-lhe informar!

Anônimo,  21 de setembro de 2009 22:13  

Professor, a oab permite q seja levado livros locados em uma biblioteca?! Ou temos que necessariamente comprar esses livros?

Anônimo,  22 de setembro de 2009 01:54  

é amigos parece que vivemos inclusão digital, nosso amigo(a) que chorou sangue tem um computador porque é barato, mas os livros são caros.

é meus amigos, parece que vivemos hoje na exclusão analógica.

Anônimo,  22 de setembro de 2009 02:02  

seria mais justo se para passar tivesse de marcar 70 questoes e os livros custarem 1/5 desse valor. nao entendo porque livro é tão caro.

MA,  22 de setembro de 2009 09:55  

nnn:
Bah que bom então!!! Só quis avisar pq aqui eles nao estavam deixando! E eu acho de última isso de além de tudo que passamos para a prova ainda tem esse tipo de coisa!

Anônimo,  22 de setembro de 2009 10:26  

fiquei com 49 mas tenho fé que passarei, vou fazer civil na segunda e não sei o que levar(livros)?! além da adoção tem alguma lei que mudou recentemente?!

Anônimo,  22 de setembro de 2009 16:10  

Anônimo 02:02, o livro no Brasil é caro porque a grande maioria das pessoas adota a "lei do Gerson" (quer levar vantagem em tudo). Em paises civilizados, quem tira uma xerox de um livro já de imediato paga o percentual relativo aos direitos autorais (está embutido no preço da xerox), já aqui no Brasil as pessoas xerocopiam livros e livros inteiros e não pagam um centavo de direitos autorais, então é assim: como o autor e editoras já sabem disso, sabem que vão vender para um e o resto copiar, aí o preço é exorbitante. Sabe quanto custa a produção de um livro aqui no Brasil? Em média R$ 8,00. Veja, portanto, o quando o livro é caro: um exemplar custa em média R$ 8,00 para ser produzido, mas é vendido por R$ 250,00, R$ 300,00 por conta da esperteza das pessoas. Viu como somos burros? Se todos nós agíssemos com correção os livros seriam muito barato para todos. Contudo, um paga por todos.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 05:44  

Pois é, comprar tais livros não é nada barato. Ainda mais que os mesmos irão se desatualizar. Eu só comprei a CLT do Carrion e peguei emprestado 2 livros do Sergio Pinto Martins, que, no final, nao acabei nem usando, pois na CLT do Carrion tinha tudo.

O ideal é pegar livros emprestados de algum amigo, na bilbioteca da faculdade. Se nao conseguir, aí nao tem jeito, vai ter que comprar os livros.

Cris,  23 de setembro de 2009 14:46  

Gente, não compliquem um momento por si só já tão tenso. Olha só, peguei a CLT comentada de Carrion na Biblioteca da minha universidade. Comprei um livro de sumulas comentadas, que acho essencial para a porva por 60,00 reais. Um codigo de legislaçao de 40,00 e um livro de 24,00 de Andre LUis Paes que e professor do LFG q tem Dir. do Trabalho Material e Processual do Trabalho. Além disso so levei dois livros de um professor meu de trabalho José Cairo, um q ja tinha-material e o outro peguei emprestado. Fim das contas: gastei 124,00 reais e fui aprovada..e isso eu digo, NÃO TEM PREÇO!! Conheço gente que levou uma mala cheia de livros e não passou. O importante e que vc conheça o indice e o conteudo do livro a ser utilizado, e isso só se consegue estudando.
Sucesso a todos!!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP