Justiça autoriza jovem de 15 anos a cursar faculdade de Direito em GO

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Não posso falar do brilhantismo ou não da adolescente, que pode perfeitamente ser uma pessoa muitíssimo inteligente, mas a primeira impressão apreendida dessa história é que qualquer um hoje consegue ser aprovado no vestibular para Direito. Há um excesso de faculdades e pouquíssima fiscalização.

Justiça autoriza jovem de 15 anos a cursar faculdade em GO

GOIÂNIA - A Justiça goiana autorizou, nesta quinta-feira, por meio de liminar, uma adolescente de 15 anos a ingressar no curso de direito na Universidade Católica de Goiás (UCG). A jovem - que pediu para não ter o nome identificado - prestou o vestibular na instituição no mês passado e foi aprovada na primeira chamada. - A prova não foi fácil, como as pessoas podem pensar - disse a jovem. Ainda cabe recurso por parte da instituição.

A adolescente reside em Goiânia e conta que havia se inscrito no vestibular para treinar e começar a se preparar para o próximo ano, quando conclui o ensino médio. - Eu gosto mais da área de humanas do que de exatas, então escolhi direito por ser o curso com que eu mais me identifiquei - afirmou.

Foi a primeira vez que ela se inscreveu para um processo seletivo de um curso superior. O resultado positivo deixou a jovem animada e a família apoiou a decisão de tentar na Justiça a permissão para cursar direito paralelamente ao ensino médio. - Eu entrei na Justiça, mas sem pressão porque ainda tenho tempo. Não estava esperando que a liminar saísse. Fiquei muito feliz. Quero fazer o curso, não acho que vai atrapalhar meus estudos. Tenho de me dedicar mais. Acho que posso aprender nos dois, agora fazendo o que eu gosto - ressaltou.

Cautelosa, a jovem fez questão de frisar que o fato de uma garota na idade dela ter passado no vestibular da UCG não significa que o curso seja de má qualidade. - Ano passado falaram muito mal de uma universidade que aprovou um garoto de 8 anos de idade aqui em Goiânia. Eu não acho que seja o caso - acrescentou.

A liminar foi expedida pelo juiz da 12ª Vara Cível, Sergio Divino Carvalho, a pedido do advogado da adolescente, Edilberto Dias. Ele ainda precisa analisar o mérito do processo.

Fonte: JB Online

A posição da OAB:

OAB-GO critica ingresso em faculdade sem ensino médio

O presidente em exercício da OAB-GO, Henrique Tibúrcio Peña, acredita que a liminar que permitiu a uma adolescente de 15 anos de idade ingressar no curso de Direito da Universidade Católica de Goiás (UCG) será cassada. O comentário foi feito após a imprensa divulgar o caso da jovem que prestou o vestibular na UCG no mês passado e foi aprovada logo na primeira chamada. Na matéria, a adolescente, que pediu para não ser identificada e reside em Goiânia, conta que havia se inscrito no vestibular para treinar e começar a se preparar para o próximo ano, quando conclui o ensino médio. Segundo a reportagem, ela pretende cursar a faculdade de Direito paralelamente ao Ensino Médio.

"É uma distorção", afirmou Henrique Tibúrcio. "Apenas a capacidade intelectual da estudante não é condição que autoriza a efetuação da matrícula na universidade", esclareceu. "O ensino é um processo continuado, de formação e amadurecimento, e a conclusão do ensino médio é requisito imprescindível à matrícula em curso superior".

Fonte: OAB GO

4 comentários:

Anônimo,  10 de julho de 2009 21:09  

Se as regras legais exigem a conclusão do ensino médio, está errada a decisão judicial que permite a garota cursar a faculdade, seja ela de direito ou não. Não é questão da idade, é questão de não ter concluído o ensino médio. Se for assim, todos vão ter o mesmo direito, ou seja, qualquer um faz inscrição no exame como treino e pasando procura a justiça para cursar a faculdade. É no mínimo injusto para com aqueles que percorrem todo o caminho exigido (cursando o ensino médio) para só depois começarem a faculdade.Que mnudem as regras, porque cmo está não deve ser permitido. Além de tudo, passar num vestibular não é nenhum bicho de sete cabeças, qualquer aluno dedicado e esforçado que esteja na sétima série consegue facilmente.

Anônimo,  11 de julho de 2009 13:29  

Se a adolescente tivesse sido aprovada em um vestibular da USP, São Francisco, etc., aí eu diria merecer mesmo cursar a faculdade mesmo sem ter concuído o ensino médio, mas aprovação nesses vestibulares por aí que qualquer um passa e sabe-se lá como, não pode ainda cursar faculdade não.

Anônimo,  11 de julho de 2009 16:27  

DEixem cursar...de que adianta? Depois a OAB veda seu exercicio profissional mesmo no exame de ordem...ou então inventa outro provimento absurdo exigindo que tenha idade minima de 21 anos para exercer....rsrsrsr!

Anônimo,  12 de julho de 2009 15:37  

Isso sim é um absurdo, será que ninguem abre os olhos pra isso. Só enchergam o erro quando nao passar no exame da OAB, ai vao se queixar da má QUALIDADE DO ENSINO, devem barrar antes de gastar todo seu dinheiro nessa ilusao de que é inteligente, hoje qualquer um passa nos vestibulares das universidades particulares, até mesmo pessoas que estao 10 ou 20 anos sem estudar. Acordem pra vida, vamos exigir nossos direito, e nao contribuir para que esse descaso aumente ainda mais.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP