OAB-MS propõe que quem passa na 1ª fase do Exame de Ordem possa aproveitar resultado em outros exames

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

O aproveitamento em três exames posteriores do resultado das provas da primeira fase do Exame de Ordem para quem passou nesta etapa mas não conseguir ser aprovado na segunda fase. A proposta foi apresentada e defendida pelo presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-MS, Alexandre Bastos, na reunião do Colégio de Presidentes de Comissões de Exame de Ordem iniciado hoje (13) em Campo Grande com representantes de 24 estados brasileiros. A proposta será discutida e votada pelos integrantes do colegiado. Sediado n plenário da sede da Seccional da OAB de Mato Grosso do Sul, o encontro prossegue até amanhã (14).

13 comentários:

Anônimo,  13 de fevereiro de 2009 17:25  

Nada mais justo que aproveitar para o próximo exame, mas três é um pouco demais.
A maioria das propostas foram interessantes, vale a pena serem seriamente avaliadas. Eu disse seriamente...

Anônimo,  13 de fevereiro de 2009 17:47  

com certeza pois quem passa na 1ª etapa provou que sabe alguma coisa. Gostei!! Bravo

Anônimo,  13 de fevereiro de 2009 18:13  

Vamos torcer para que esta proposta seja aprovada e entre logo em vigor!

Anônimo,  13 de fevereiro de 2009 18:48  

O candidato precisa passar em apenas um dos três últimos exames ou passar em três exames anteriores?

Alguém se arrisca?
Conto com a resposta e presença de todos os usuários do Blog.

BRUNO
RJ

Anônimo,  13 de fevereiro de 2009 19:15  

Bruno, pelo que entendi, é que o examinando precisa ser aprovado na primeira fase de algum últimos 3 exames. Ou melhor, ele teria de ter sua aprovaçao na primeira fase e caso não tendo sido aprovado na segunda, poderia ter mais 3 chances para passar, contudo, seu desempenho na primeira fase seria aproveitado pelos próximos 3 exames subsequentes.

Henrique.

André Sá 13 de fevereiro de 2009 20:47  

Bastante coerente a proposta de aproveitar os resultados obtidos na primeira fase para os próximos exames, assim fica mais justo.

Anônimo,  14 de fevereiro de 2009 16:57  

Eu achei esta proposta muito valida, pois quem passou na primeira fase e perdeu na segunda, provou que sabe, agora as vezes vc perde na segunda e dá um azar de não passar na seguinte e fica frustrado....realmente seria fazer justiça!!!Espero que seja para este exame ainda.

castrao,  15 de fevereiro de 2009 13:56  

terminou a reunião dos presidentes e como ficou a proposta de aproveitamento da primeira fase?

Anônimo,  17 de fevereiro de 2009 19:49  

Já estava na hora de se fazer justiça, pois quem passa na 1ª fase merece mais uma chance para tentar a segunda, caso reprove uma ou duas vezes, pois a segunda fase é muito diferente da primeira e requer conhecimentos práticos de uma área, assim com teóricos, também e um mês para estudar tanto é pouco tempo.
Espero que essa medida seja colocada em prática logo.
Obrigada.
Anônonima/SP

Anônimo,  18 de fevereiro de 2009 00:11  

Alguém sabe se a proposta para aproveitar a última aprovação nos três exames seguintes caso reprovado na segunda fase foi votada? Sabem o resultado? Acho que três seria muito, mas acho que pelo menos ficar dispensado do seguinte exame já é uma bela de uma decisão JUSTA. Não tem sentido, alguém ser aprovado na primeira fase e logo em seguida ter que fazer tudo novamente. Minha dúvida na aprovação da proposta é porque certamente a OAB não vai querer ver sua máquina de fazer dinheiro deixar de funcionar um pouco.

Anônimo,  18 de fevereiro de 2009 00:20  

Ah se uma alma bondosa caisse na mão de alguém que tem poder de decisão e o aproveitamento passasse a ser já a partir do exame 137...é que não consegui aprovação (não saiu resultado e nem gabarito, mas eu sei que errei a peça e o fundamento). Pior que eu descobri que estava errado, mas como eu já tinha feito 4 folhas não tive como desfazer, o professor havia dito que quando isso acontece se o candidado riscar é sumariamente reprovado, só que entrando nos foruns de discussão percebi que muitas vezes a pessoa erra, risca tudo e começa novamente e a peça é dada como válida. Pior que eu sei fazer e identificar todas as peças, absolutamente todas (se fosse na prática real do dia-a-dia eu faria a peça sem nenhum problema, acho muito injusto isso, tô deprimido, acho que se eu fizer novamente a primeira fase eu não vou ser aprovado porque estou simplemente entrando em depressão, não consigo mais pensar direito desde domingo, esou preocupado comigo mesmo.

Cícero Alves de Lima,  1 de março de 2009 03:24  

Essa proposta do Dr. Alexandre Bastos e excelente, pois saimos muito cansados fisicamente e intelectualmente da primeira fase, sem condiçôes para se preparar para a segunda fase, que Deus ilumine os votantes.

Anônimo,  4 de março de 2009 11:09  

Sabem quando a OAB vai aceitar a sugestão de aproveitar o exame da primeira fase, ainda que seja um vez só? NUNQUINHA, JAMAIS. O exame é o instrumento que ela tem para fazer a reserva de mercado. A OAAB, assim como o judiciário na prática tem "donos" e só entra quem e a quantidade que eles querem. É assim e ninguém tem coragem para mudar. Não tem coragem ou são "foçados" a abandonar a idéia, é só verificarem que qualquer projeto de lei no sentido de acabar com o exame é, sabe-se lá porque cargas d'aguas, retirado pelo autor, isso me intriga, uma CPI da OAB seria uma ótima idéia.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP