Adesão de São Paulo ao Exame de Ordem Unificado é anunciada em Campo Grande e agora só falta MG

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

A partir dos exames que serão realizados em 2009 o estado de São Paulo passa a integrar o Exame de Ordem Unificado que inclui, agora, 25 dos 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal. Minas Gerais é o único estado que ainda não aderiu. O anúncio foi feito hoje (13), em Campo Grande, pelo coordenador do Exame de Ordem Unificado da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Dilson José de Oliveira Lima, durante encontro do Colégio de Presidentes de Comissões de Exame de Ordem que reúne na sede da Seccional da OAB de Mato Grosso do Sul representantes de 24 estados brasileiros, o maior encontro já realizado por este colegiado.

“A adesão de São Paulo que é o estado que concentra o maior volume de bacharéis a participar do Exame de Ordem é importantíssima. A partir de agora, com a adesão da OAB-SP, teremos uma visão mais ampla do sistema de ensino jurídico brasileiro”, comemorou o advogado sergipano Dilson Lima, que também é vice-presidente da Comissão Nacional de Exame de Ordem, ao fazer o anúncio. “Com uma média de 23 mil bacharéis participantes em cada exame, São Paulo representa em volume mais do que a metade de todos os 25 estados que fazem o exame unificado, cuja média de participantes gira em torno de 42 mil. Portanto, a adesão paulista consolida a unificação do exame, da qual Mato Grosso do Sul é um dos estados pioneiros”, completou o presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-MS, Alexandre Bastos.

Logo depois de anunciada a adesão da OAB-SP à unificação, o vice-presidente nacional da OAB, Vladimir Rossi Lourenço, presente no encontro, telefonou para o presidente nacional da Ordem, Cezar Britto."A presença de São Paulo no exame unificado só vai fortalecer a importância desse instrumento de qualificação profissional e de adequação das grades curriculares das diversas universidades e faculdades de direito de todo o país", declarou Vladimir. Desde que assumiu a presidência nacional da OAB, em fevereiro de 2007, Cezar Britto tem lutado, em nível nacional, para unificar o conteúdo das provas. "A mesma prova, aplicada em uma única data e com o mesmo conteúdo em todo o Brasil, evitará as discrepâncias entre os exames aplicados por seccionais diferentes", defende Britto. A reunião do colegiado prossegue na tarde de hoje e será encerrada neste sábado (14), no plenário da OAB-MS, sob a condução de Dilson José de Oliveira Lima.

6 comentários:

Anônimo,  16 de fevereiro de 2009 01:07  

alô amigos Brasil, vamos fazer um exame que não o exame de ordem...o que me preocupa é que esse exame não vai medir muita coisa....sabe ...quem esta ficando com a riqueza no final são os cursinhos preparatórios ou os alunos de direito sem conhecimentos necessários para prestarem o exame...vamos ajustar as nossas universidades, pois, não deve existir o faz de conta para ensinar.....e o que preocupa os educadores que fazem o magistério com responsabilidade...vamos fazer os ensinamentos com seriedade, sem que seja o chamado "bico" no magistério....pois, estamos formando profissionais.....amigos do Brasil o meu questionamento é com o ensino, e com aqueles que elaboram as questões sem que estas sejam revisadas antes de imprimi-las e com os aqueles que corrigem as provas da segunda fase...sabe porque ....esta faltando critérios..pois estes ninguém esta sabendo...até mesmo os grandes mestres, estou falando isso porque fiz alguns recursos e as justificativas não convencem ...é de matar as justificativas injustificadas....precisamos colocar um basta nessas correções, é preciso que as justificativas tenham o principio do convencimento e materialidade ..vamos ver os exemplos....segundo o informado serão anuladas as questões de número 25, 41,42, 53, 77 e 95, porém existem outras que precisam também de serem anuladas tais como : 11, 24, 42, 58,62, 63 68, e78, isto precisa ser revisto de forma transparente e séria, esta parecendo jogo de loteria esportiva, os alunos sabem o que estão fazendo, vejam ....o que aconteceu no dia do exame de ordem 2008.3.....precisamente no inicio da prova, questão 25 letra "b" adquirente por alienante; questão 45 letra "c" astriente por astrente; questão 80 letra "d" ctegoria por categoria, questão 83 a pergunta com erros ...legisção por legislação, ...pergunto para a sociedade de estudante de direito...isto é uma vergonha, pois, somente os alunos são julgados, e quem é responsável (CESPE) pela elaboração, correção e avaliação....isto é sério Brasil.....nós mestres em ensino estamos com vergonha, o respeito foi perdido, os valores também, e ai vamos buscar uma solução para que ninguém seja prejudicado, .....hoje os alunos do curso de direito neste País são julgados por todos e por tudo....vamos buscar os direitos de forma transparente e séria. A primeira sugestão é que o aluno que passou na primeira fase fique isento de fazer outra prova de primeira fase caso venha reprovar na segunda fase, e o aluno venha fazer a segunda fase até conseguir a aprovação; vamos multiplicar essa mensagem....todos devem ficar sabendo.

Anônimo,  17 de fevereiro de 2009 02:06  

Acho que a OAB não fez boa coisa aderir ao exame nacional. Não pode um exame ter 6 questões anuladas. Que moral têm essas pessoas para exigirem que alguém seja aprovado em um exame cujas questões nem eles mesmos sabem formular (e se não sabem formular, com certeza não sabem responder). O que está acontecendo no Brasil é muita gente enriquecendo com esses exames da OAB espalhados pelo Brasil. Ganham muito, mas muito mesmo as faculdades e os cursinhos e têm a OAB "patenteada" em seu nome e cuja posse exerce uma máquina fabulosa de fazer dinheiro.Na verdade esses exames não testam absolutamente o conhecimento dos bachareis, eles servem mesmo é para fazer loucos, é tortura pesicológica o que estão fazendo e a Constituição Federal proibe a tortura. É humanamente impossível uma pessoa conseguir aprender (digo decorar) todas as leis de um país e eu digo lei em sentido amplo (imaginem só a inflação legislativa que temos).Seria de bom alvitre que fosse aprovada, já para o próximo exame, a sugestão de quem passar na primeira fase seja dipensado nas três próximas caso não consiga aprovação na segunda e já adianto que não sou bacharel, mas já passei por isso e sei muito bem do que falo, sei muito bem que a OAB está exagerando na dose, está de fato torturando as pessoas sem a menor necessidade, não há necessidade pra isso, não há mesmo.

Anônimo,  17 de fevereiro de 2009 02:13  

No texto acima,desconsiderem alguns erros de português. Na verdade são erros de digitação, como, por exemplo, pesicológica quando deveria ser psicológica, falta um ponto de interrogação logo no começo, etc.

Anônimo,  19 de fevereiro de 2009 13:35  

Olá. Tenho uma dúvida, em outro site verifiquei que mencionaram que a oab/sp irá participar das provas do exame unificado a partir de 2010, é isso mesmo?
Ou a prova será unificada já no proximo exame previsto para maio de 2009?
Minha dúvida é porque queria prestar ainda o exame elaborado por SP, primeiramente por achar mais fácil, depois porque o último exame unificado foi muito problemático, e minha conclusão é que a OAB nacional quer dificultar tanto a prova para reprovar mais e acaba dificultando tanto que nem consegue elaborar uma prova correta, pois o único intuito de quem elabora é reprovar a maior quantidade de examinandos possível e com isso obter mais dinheiro com os concursos.

Maurício Gieseler de Assis. 19 de fevereiro de 2009 14:19  

Eu também vi essa notícia que o exame seria só aplicado em 2010. Essa notícia está errada. A adesão de São Paulo será no exame 01/2009.

Anônimo,  25 de maio de 2009 09:25  

Acho que os acadêmicos que forem lesados por haver duas respostas no gabarito, ou então não for corregido devidamente as provas da 2° fase:
deveriam começar a entrar com processos contra a CESPE e pedir indenizações etc..
Vamos começar a ferrar eles também!
Pimenta nos olhos dos outros não arde, deve ser isso que eles acham!
O exame da ordem é uma vergonha, só tem enganação!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP