A OAB acertou em anular a prova?

domingo, 7 de março de 2010

Participem da nova enquete do Blog:


A OAB acertou em anular a prova?

61 comentários:

rodriguinhO_copa 7 de março de 2010 18:08  

Acho que não !!! Prejudicou muito quem tinha ido bem e não tinha qualquer envolvimento com essa fraude !!! Foi um absurdo isso !!! Será que cabe Mandado de Segurança ...

Gabriel 7 de março de 2010 18:10  

Não, não acertou de jeito nenhum!

Que anulassem só em Osasco, SP, penal, sei lá eu...

É meu primeiro exame e eu acertei as 5 bentitas perguntas de trabalho e fiz o R.O...

Muita sacanagem ter que perder mais tempo, mais dinheiro em aula extra no cursinho e tudo o mais...

Pelo menos o pessoal do escritório já tava tranquilo em relação a isso... agora imagina quem dependia dessa prova pra pegar emprego... se f****...

Mas né, vamo que vamo... Teremos a terceira fase da prova... hahahaha

RAFAEL 7 de março de 2010 18:13  

A OAB não acertou em anular a prova em todos o país, pois PUNIU TODOS OS CANDIDATOS por um crime cometido por meia dúzia de inescrupulos fraudadores, e por um erro cometido pela própria instituição, que deveria ser mais atenta aos trâmites que envolvem a realização da prova, já que tanto primam pela ética. É uma pena que optaram por punir os 18.700 candidatos do país antes mesmo de terem os resultados das investigações da PF. é UMA VERGONHA ESTA INSTITUIÇÃO CHAMADA DE ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL!

Marcelo Antunez 7 de março de 2010 18:20  

Um absurdo!

É o reflexo da corrupção e da falta de respeito que impera em todo este país.

E a CESPE continuará responsável???

Até agora, só se fala em suspeitas... Suspeitas em todos os exames existem!

27 pessoas, decidindo a vida de 19.000!

Não dá para receber isso calado!

Malditos!

Alvaro 7 de março de 2010 18:20  

Muito difícil criticar a atitude da OAB em optar pela anulação da prova, porém, a preocupação não é simplesmente a decisão, mas, a incompetência desta instituição que tem em suas mãos uma fonte de renda inesgotável ( inscrições para o exame e anuidade - de valor claramente abusivo)e com estrutura física e de mão de obra dignas de uma gigantesca máquina empresarial privada. Não é admissível Dr. Presidente, que nossa instituição cometa tais erros. O desastre financeiro e emocional causado por essas falhas, somadas com os absurdos que se vive na falta de ação desta Ordem em favor de nós- advogados, jamais sairá dos pensamentos de nossos futuros colegas ao ingressarem conosco nos quadros desta instituição.

Raphael Felippe 7 de março de 2010 18:20  

É um absurdo. O Exame de Ordem não é um concurso público onde os examinandos se prejudicam com um vazamento, pois o sistema não é de concorrência e sim de qualificação. A OAB deveria punir apenas os envolvidos e não todos os concorrentes. A OAB não satisfeita em ser conivente com provas que não medem conhecimento, que tem o escopo de eliminar o maior número de candidatos possíveis com "pegadinhas", proferiu mais esse triste ato, desencorajando ainda mais quem sempre sonhou ser advogado.

Paulo Silva 7 de março de 2010 18:25  

OAB + CESPE = Bacharéis feitos de palhaços!

Sempre desconfiei da Ordem e nunca tive por ela qualquer tipo de afeição.

Estava certo.

Tenho certeza de que fui aprovado nesse certame. Mas mesmo assim terei de continuar estudando por mais um mês, até essa nova prova.

Isso é uma merda (é a palavra menos insultuosa que pode ser usada neste momento).

Enquanto deveria estar me preocupando em direcionar estudos para os concursos jurídicos desse ano, ainda estarei pensando em Exame de Ordem.

E por mais que se esteja preparado, o Exame sempre é uma preocupação.

Acho que no dia 11/04 os candidatos deveriam fazer as provas com nariz de palhaço. Nesse momento qualquer protesto é válido.

Eu vou de nariz de palhaço (apesar de que vão me tomá-lo logo na entrada)!

Maria Preá 7 de março de 2010 18:30  

vc entendem caber MS para pedir correçao imediata da prova???

Ralffer Barbosa 7 de março de 2010 18:34  

Vou me contentar em responder que NÃO!
Decisão mal tomada.
Muita gente prejudicada!

Sinceramente, espero que aconteça outra FRAUDE!
E MUITAS OUTRAS, INCLUSIVE!
Espero que sempre haja fraudes.
Vamos ver no que vai dar.

OBSERVAÇÃO: caros doutores e doutoras, AJUIZEM QUANTAS AÇÕES PUDEREM PARA VER REPARADO TODO O DANO QUE ACHAREM QUE TIVERAM!
Mesmo que não dê em nada!

Imagino que em algum lugar algum juiz vai deferir um pedido de indenização.

Sodré 7 de março de 2010 18:38  

INDIGNADO!!!! MUUUITO INDIGNADO!!!!

ACHO QUE REALMENTE REFLETE A IMENSA CRISE MORAL, INSTITUCIONAL E JURÍDICA PORQUE PASSA O PAÍS...

NÃO HÁ DÚVIDAS DE QUE A MUUUUITOS INTERESSAVA ESSA ANULAÇÃO...

ESSES SÃO OS CARAS...

Nathália 7 de março de 2010 18:38  

Não estou vendo seriedade nenhuma! E talvez eles teriam que estudar mais Direito, pois pelo que eu aprendi essa anulação teria de ser parcial. A decisão deles foi arbitrária!!!!!!!!!

Luca 7 de março de 2010 18:39  

Sim a OAB, acertou em anular a 2ª fase, já que não conseguiu delimitar a extensão do problema. Se outra atitude fosse tomada, a credibilidade do exame ficaria ainda mais abalada, do que ja está, desde o exame 2009.2. Outra coisa a ser feita é substituir com urgencia o CESPE, pois o mesmo diante de tantos erros e desacertos, não tem mais condições de continuar aplicando o exame. Lamentamos o fato pois prejudica milhares de colegas, mas foi a solução mais acertada. Outra coisa apesar do discurso do Presidente Nacional, acho que os Estado devem rever a questão da prova unificada.

Airton 7 de março de 2010 18:44  

Parabéns, Sr. presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, em moralizar o Exame da Ordem o qual vem sendo denunciado desde a prova 2009.2, porém as denuncias, não foram levadas em consideração, mas a sua decisão ainda não está completa, falta anular a questão da peça prática trabalhista do Exame 2009.2, se isto não se concretizar, continua sob suspeita o exame, e a sua missão incompleta, coragem é a hora de reparar o erro, e restabelecer a credibilidade da OAB;

Raphael 7 de março de 2010 18:52  

Todo mundo tá completamente cheio de razão, traduzindo exatamente o que eu pensei quando vi o resultado dessa vergonha!
Ainda acho que seria mais prudente determinar a suspensão dos resultados até a conclusão do inquérito policial, ai sim poderia se falar em alguma "suspeita".
Mas Paulo...
Você tem razão!
Mas não importa que tomem o nariz da palhaço...
Se a OAB teve a cara de pau de dar uma decisão dessa, nós bacharéis em direito - que fizemos a segunda fase de maneira tranquila pagamos o preço de "uma suspeita" de vazamento de resultados generalizado, só porque um "bacharel" paulista tava afim de colar na prova com o gabarito na mão!- temos que ter a mesma atitude, ou seja, mostrar a indignação!!!
Eai, quem entra nessa campanha?

Ana 7 de março de 2010 18:55  

Gostaria de deixar registrada minha indignação e decepção. Essa anulação não prejudicou somente os ccandidatos inscritos e que não tinham nada haver com essa fraude. Prejudicou candidatos, assim como eu, que estão inscritos em concurso público na Região Sul. Concurso que acontecerá no dia 11/4, no mesmo dia da data designada para a nova prova.
Infelizmente, nem consigo expressar que estou sentindo. Tantos candidatos fizeram cursinho se preparando também para o Concurso do TRF, 4ª Região.
Será que não teria possibilidade de mudarem a data dessa nova prova?

Giselle 7 de março de 2010 19:01  

É duro demais ser tão injustiçada logo no início da carreira. Eu tinha chances de passar e agora sofri esse baque sem mesmo terem provado a fraude em civil.
Pior q dia 11 de abril não poderei fazer a segunda fase pq é no mesmo dia da prova do TRF4!
É triste ter q fazer td de novo sabendo q teria chances de passar....só espero q o 2010.1 não ocorra a mesma palhaçada.....

Lucas 7 de março de 2010 19:07  

Acho que não !!! Prejudicou muito quem tinha ido bem e não tinha qualquer envolvimento com essa fraude !!! Foi um absurdo isso !!! Será que cabe Mandado de Segurança ...? [2]
Um grande absurdo, vai prejudicar tanta gente, sendo q o exame não é concorrencial. Quem deve pagar é o sujeito q fraudou, n todo mundo... um absurdo isso!

guilherme 7 de março de 2010 19:07  

Sinto vergonha de ser brasileiro...
Sinto vergonha de querer ser advogado!

Gika 7 de março de 2010 19:22  

Um absurdo, sermos punidos por crimes q náo cometemos!!! Estarei de 8 meses e meio de gravidez em abril!!dá vontade de desistir de tudo!estou indignada!!!Pra não usar outro tipo de expressão!!!! Muita injustiça!!!

Marcela 7 de março de 2010 19:28  

Eu também acertei a peça e fui bem nas questões, estou triste e hiper stressada só de pensar que novamente irei ter que ficar sentada por mais de 4 horas fazendo a prova novamente, sem contar em todo gasto com cursinhos, livros, e noites e noites estudando. No entanto, acho que nesse caso específico não teria outra solução a não ser a anulação da prova,forma essa para que seja então primada a justiça, pois, se não fosse anulada, poderiam surgir inúmeras indagações quanto a seriedade da referida Instituição, sei bem que, em minha opinião a imagem da cespe e OAB já está toda comprometida, o melhor mesmo era acabar com essa história de prova para obter a carteira, isso sim, é INJUSTIÇA, uma vez que, passamos cinco anos estudando e no final não podemos se quer exercer a nossa profissão de forma livre, assim como acontece com outras profissões,isso sim que chamamos de tratamento desigual... enfim, quem na verdade nos avalia é o próprio mercado, esse sim se encarrega de tirar todo profissional mal qualificado da praça!!

Lunatico 7 de março de 2010 19:31  

É uma vergonha descomunal essa anulação.

A mesma instituição que prega e reza pelo senso de justiça, de equidade, moralidade e lisura, tomando uma atitude totalmente arbitrária, visando única e exclusivamente a melhora de sua própria imagem perante a sociedade.

Que se faça JUSTIÇA DE VERDADE, ENCONTRANDO OS VERDADEIROS CULPADOS DO VAZAMENTO E DOS CORRUPTOS QUE COMPRARAM AS PROVAS. E não penalizando 18.700 bacharéis que perdem totalmente sua crença e credibilidade na instituição que são obrigados a se filiar para exercer o ofício.

Nunca mais apoiarei qualquer atitude ou fundamento da OAB em minha vida... instituição demagógica, medíocre e leviana.

ZITO 7 de março de 2010 19:45  

A PALAVRA É P A L H A Ç A D A!
TEMO CHEGAR O DIA EMQUE TENHAMOS QUE ESCONDER A IDENTIDADE DE ADVOGADO EM FUNÇÃO DE MAIS UMA EXPOSIÇÃO NEGATIVA DA CLASSE!
O OCORRIDO NÃO REPERCUTE APENAS PARA AS PERSONAGENS DESSA TRAGÉDIA E SIM PARA TODA A CLASSE!
TRAGÉDIA PORQUE O PRENÚNCIO DISSO JÁ HAVIA OCORRIDO NO EXAME ANTERIOR, CONTUDO, NÃO FOI FEITO NADA.
É LAMENTÁVEL QUE MILHARES DE PROFISSIONAIS FORAM CERCEADOS DE PODER EXERCER SUA PROFISSÃO POR ESTAREM REFÉNS DESSA SITUAÇÃO. DIGO PROFISSIONAIS PORQUE A CARTEIRA DA ORDEM É APENAS UMA EXIGÊNCIA PARA EXERCER A PROFISSÃO NÃO GARANTINDO QUE O SUJEITO SEJA O MELHOR PROFISSIONAL, AFERIÇÃO QUE SÓ OCORRERÁ COM O PASSAR DO TEMPO COM A AQUISIÇÃO DA EXPERIÊNCIA.

CONTUDO, A ANULAÇÃO PARCIAL DO EXAME EM NADA ALIVIA A SITUAÇÃO DA OAB NESSE SEGMENTO TENDO EM VISTA QUE NÃO HÁ GARANTIAS DE LISURA TAMBÉM NA PRIMEIRA FASE.

Aira 7 de março de 2010 19:53  

Covardes.
O Exame de Ordem e a defesa da qualidade de ensino jamais serão compatíveis.
Que a PEC 001 de 2010 destrua essa nojenta conduta de falsos defensores da Ordem dos Advogados, que deixam proliferar - quando eles próprios não as proliferam - instituições de ensino de qualidade risível, a preços módicos.
Vergonha na cara.
CCCCAAAANNNNNNSSSSEEEEEIIIIII!!!!!!
Entreguem seus cargos e sumam!!!!

Airton 7 de março de 2010 19:56  

Grande moralizador do EXAME DA ORDEM, Sr. presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, a OAB continua apoiando o Cespe? Como fez no ano passado no Exame da Ordem 2009.2, questão da prova pratica trabalhista, eu tive dois prejuízos, o que faço, acreditar ainda, ou o Presidente acredita que com essa anulação resolve e tira a instituição da imagem negativa que a se submeteu apoiando o Cespe. Tenha dó, vocês estão lidando com pessoas, não se aperceberam disto ainda? Olha completei 60 anos, dificil de acreditar, será que é por isto que estou sendo submetido a esta situação, tendo prejuízos enormes em minha vida profissional, quem vai pagar? Ou o Presidente se acha o "cara" que resolveu a situação.

Érica Linhares Mesquita 7 de março de 2010 19:58  

A OAB ERROU DE NOVO!!! A maior palhaçada que o exame de ordem poderia ter feito!
nós, examinandos da OAB, estamos muito gratos (que ironia!) pela plena FALTA de consideração com todas as pessoas que fizeram a prova com honestidade e lisura, como os componentes da direção da OAB gostam de frisar. É assim que se recompensa as pessoas que agem de forma honesta e legal, anulando e tirando as possibilidades de conquistarem seus sonhos, seus planos de vida, seus esforços físico, psicológico e financeiro, sonho como essa carteirinha vermelha que tanto almejamos! E a OAB tanto dificulta, ms não na dificuldade das provas e sim agindo de forma deliberada em desfavor dos examinandos, prejudicando principalmente os que agem de forma correta e honesta!Enfim, vamos passar por mais uma tortura psicológica, mais um mês de pressão, tensão, ansiedade, angústia, e mais uma chance de passar ou não nessa próxima prova! E lá vamos nós, participarmos dessa espetáculo engraçado, cômico e bem trágico!!! aguenta coração!!! Indignação e decepção total!!!

giovani 7 de março de 2010 20:06  

Caro colega eu entro nessa campanha, e usarei o nariz de palhaço na segunda fase.
Depois, o relato de todos os colegas expressa a minha indignação.
Devemos nos unir para processar a OAB e o CESPE de todas as formas e prejuíjos sofridos, aos que pagaram cursinhos para concursos que são nessa data, peçam a indenização correspondente, com dano moral lucro cessante e tudo mais que seria direito com a aprovação!
Mãos a massa e vamos culpar e punir os INCOMPETENTES!

Maria Teresa 7 de março de 2010 20:21  

Só tenho uma preocupação: será que também eles não irão arrumar um motivo pra anular a próxima? Ai, caramba... Pior que eu tinha ido bem. Tá, gente, eu sei que é difícil, mas vamos lá! A gente foi bem na prova, a gente ia mandar bem pra caramba, a gente consegue vencer essa pouca vergonha!!! Só cuidado pra não estudar demais, gabaritar a prova e o exame ser anulado de novo por suspeita de fraude, ahahahahahha!!!
Sério, gente! Vambora que a gente consegue!!!! Nem o Cespe nem a OAB irão nos segurar!!!
Como diz o Mazza: CHUPA OAB!!!

Nana 7 de março de 2010 20:57  

Nariz de palhaço é pouco!!! Dá vontade de boicotar esse exame, rasgar a prova, sei lá!!! Que revolta!!! Não é fácil sermos tão injustiçados assim e eles nem divulgarem o nome do candidato fraudador (não duvido nada de que ele faça a segunda fase novamente)

RICO 7 de março de 2010 21:01  

ISTO É UMA VERGONHA !!!!
INADIMISSÍVEL ! COLOCARAM O NARIZ DE PALHAÇO NO MAIS DE 18 MIL INSCRITOS, FECHARAM O CIRCO E DERAM RISADA DA NOSSA CARA. ANULAÇÃO NACIONAL COM BASE EM QUE PROVAS? O VAZAMENTO EM OSASCO, NA MATERIA DE PENAL? ISSO, É PROVA SUFICIENTE PARA ANULAR UM EXAME NACIONAL? COM BASE EM QUE PROVAS ANULARAM AS PROVAS NAS DEMAIS ÁREAS E ESTADOS? O DIREITO NÃO VIVE DE INDICÍOS, MAS, SIM, DE PROVAS E NÃO EXISTEM PROVAS QUE EMBASEM ESSA ANULAÇÃO..AH, ESQUECI, A DECISÃO FOI EM NOME DA CREDIBILIDADE DO EXAME DE ORDEM. SE ZELASSEM TANTO POR ESSA CREDIBILIDADE NÃO TERIAM TERCEIRIZADO, NÃO TERIAM COLOCADO NAS MÃOS DE UM TERCEIRO INCOMPETENTE A CREDIBILIDADE DO SEU NOME. NÃO TEM TAMANHO A REVOLTA QUE ESTOU SENTINDO, MUITO MENOS PALAVRAS QUE EXPRESSEM ESSA INDIGNAÇÃO QUE HABITA EM CADA UM DOS MAIS DE 18 MIL PALHAÇOS. E O PRES. DA OAB/SP TEM A CARA DE PAU DE ESCREVER NO TWITER:" A palavra agora é com a Policia Federal!!! É preciso apurar tudo!!! Punir quem precisa ser punido". PUNIR QUEM PRECISA SER PUNIDO, FOI ASSIM MESMO QUE ELES DESCIDIRAM? ESSE SUJEITO COLOCOU LENHA NA FOGUEIRA E AINDA TIROU O PROBLEMA OCORRIDO NO SEU ESTADO E COLOCOU NO COLO DOS MAIS DE 18 MIL INOCENTES, TIRANDO O INCAPAZ QUE FOI PEGO COLANDO. SOU ADEPTO DO USO DO NARIZ DE PALHAÇO, POIS, SERÁ APENAS MAIS UM ACESSÓRIO, PARA QUEM JÁ FOI FEITO DE PALHAÇO.
RICARDO
CURITIBA-PR.

Silvio 7 de março de 2010 21:24  

Sinceramente eu não sei expressar o que estou sentindo, se tristeza, se vergonha em querer me tornar advogado, se raiva, enfim, estou um misto de revolta e indignação em estar passando por tanta humilhação, interessante é que a nossa instituição se diz tão séria e preocupada com a lisura do exame, com a probidade da profissão, mas não teve a dignidade de anular a prova passada, a qual também tive a infelicidade de fazer parte dos milhares de bacharéis que foram lesados discaradamente pela nossa querida e abençoada ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, sincera e honestamente eu sinto vergonha de você OAB!!!

Nana 7 de março de 2010 21:43  

Não, mil vezes não!
Confesso que ainda tinha uma pequena esperança de que alguém iria se sensibilizar com a nossa "causa", de que alguém de "nome" defenderia a nossa luta,nosso direito de ser vistos como bacharéis, como pessoas que dedicaram horas ao estudo, como pessoas que tem direito a exercer sua profissão, mas ao contrário, estamos sendo vistos como "fraudadores", como pessoas que estão querendo "entrar pela porta do crime"- como afirmou o presidente da OAB- como "falcatruas"- no site do terra onde a noticia foi dada, em seus comentários- é assim que me sinto.
Acho que temos que ingressar em busca de indenização, estou imprimindo todos os comentários deboxados que estão sendo postados nos sites, para provar meu dano, minha vergonha, minha tristeza.
Acho que antes de lutarmos pelos direitos dos outros devemos lutar pelo nosso!
Se nesse momento sou a "palhaça", assim irei pro dia 11/4, de nariz de palhaço.
Sou de Porto Alegre/RS,se alguém quiser ingressar judicialmente também, entre em contato, VAMOS NOS UNIR!
nanadilelio@gmail.com

_m4novehio_ 7 de março de 2010 21:45  

OAB - VERGONHA NACIONAL... MS amanha mesmo... acertei a peça e 4 questoes em trabalho... e agora??? A OAB vai pagar meu cursinho, vai pagar meu fim de semana e carnaval perdidos??? sao uns merdas mesmo!!

André Luiz 7 de março de 2010 21:57  

É um absurdo! O Cespe desde o certame passado já vem demonstrando não ter condições de aplicar a prova. O exame 2009.2 provavelmente também foi fraudado. Tanto que formalizamos denúncia junto ao MPF para investigar o vazamento do espelho.
Uma taxa altíssima por um serviço mal prestado!! E, mais uma vez, apenas os bacharéis saem prejudicados.
VERGONHA!

tatiana 7 de março de 2010 22:30  

Penso que a decisão do Colegiado foi correta, uma vez, que ficou constatado o vazamento do gabarito. Seria absurdo levar adiante a correção de uma prova fraudada, se um tinha o gabarito, muitos tinham também... Aí sim, seria uma palhaçada completa.

André Dantas 7 de março de 2010 22:43  

Lamentável!!!
Sem a intenção de desenterrar ossos, sou um dos muitos bacharéis prejudicados pelo malfadado Exame 2009.2 (Trabalho).
Confesso que não tive forças para prestar o Exame 2009.3...graças a Deus!!!
Não sei o que faria se me visse na situação dos colegas que foram prejudicados com essa anulação absurda.
Lamento por nós (bacharéis) que temos que nos submeter a esse exame arbitrário e sem sentido promovido pela OAB (entidade que a cada dia que passa se divorcia e se afasta da justiça).
A OAB busca se fazer presente nas mais variadas questões do cotidiano de nosso país (muitas vezes, em minha opinião metendo-se em assuntos que nem lhe dizem respeito), mas não é capaz de reconhecer suas limitações e seus próprios erros.
Se a OAB (como entidade responsável por fiscalizar o trabalho dos advogados, no que aliás conta com o meu apoio)estivesse realmente preocupada com a formação dos profissionais do direito, não estaria insistindo em um exame que apenas impede o exercício da profissão, mas, estaria sim, ao lado do MEC fiscalizando e direcionando as insituições de ensino do país, para que nelas se formem profissionais realmente capacitados. É o que penso!!!

Bruno 7 de março de 2010 22:54  

Sim e não...é uma questão complexa.
Se preparam agora virá a chuva de mandado de segurança, tanto para que fez a 2ª fase e quem não passou para a 2ª fase, sob o fundamento que também houve fraude na 1ª fase do certame...resumindo uma grande palhaçada esse instituição chamada OAB.

AMIGO DE DEUS 7 de março de 2010 22:59  

Pior não é ver a prova ser anulada, mas sim o(s) safado(s) que fradou(aram) a prova sair sem nenhum tipo de punição.

Será que o(s) babaca(s) vão poder fazer a segunda chamada da prova?

Isso sim me revolta.

Com relação a prova, qualquer decisão que fosse tomada geraria polêmica, por isso eu prefiro apoiar a decisão da OAB. Pois, se acertou ou não, só o tempo dirá..

fénix 7 de março de 2010 23:01  

nao vejo nada demais,uma fraude nao oab é o que equivale a uma em um concurso deve se anular a prova e fazer novamente,nao vejo nada de absurdo nisso,seria feio permite alguem corrupto com a carterinha da oab,por razoes obvias

Vagner M. 7 de março de 2010 23:13  

Eles foram coerentes na estupidez que já se manifesta de forma gritante nessa comissão nojenta! O raciocínio é simples:
As faculdades caça-níqueis continuam ganhando dinheiro e quem paga por isso? O aestudante de direito que precisa trabalhar e tem que passar por isso...
Fraudam um exame aplicado por uma dita "instituição de respeito" e quem paga? O mesmo estudante de direito...
Nota-se um perfeito exemplo de estupidez coerente!!!

jeane mendonça 7 de março de 2010 23:20  

É preciso calma para analisar a situação. É claro que NINGUÉM gostaria de fazer outra prova, mas, diante da prova de fraude, e não suspeita, era óbvio que o MP iria entrar com ação para anulá-la, caso a OAB não tivesse feito. Aí ficarímos apreensivos, até o final da ação, sem sabermos se a nossa carteira seria cassada. Tenho certeza que aqueles que se saíram bem na prova anterior também vão se dar bem nessa. CORAGEM E FORÇA! VENCEREMOS!

Fillipe 8 de março de 2010 00:58  

Impossível dissociar os comentários da revolta e tristeza com a anulação da prova. Até porque acredito que todos foram tocados pelo espírito do cansaço, mas de dever cumprido.
Mas ainda que a análise seja fria e racional, não se pode entender que a decisão foi correta.
Afinal, outras provas tiveram situações conturbadas - como candidato pego falando ao celular no banheiro -, sem que tal atitude fosse tomada. Até porque, se foi identificado o fraudador, ele deverá ser punido. E somente ele, afinal, a pena não passará da pessoa do condenado.
Acredito que compartilho o sentimento dos colegas que acreditam sofrer pena sem concorrer com o fato. Sou um deles.
Agora, com essa medida extrema, em que a OAB diz prezar pela moralidade - talvez em decorrência do "sucesso" da avaliação anterior -, inumeras pessoas sofrerão com a limitação no seu livre exercicio, não poderão assistir outras aulas nos cursinhos pagos, não poderão tomar posse em algum concurso público, ou até mesmo fazer alguma prova que colida com a data do novo exame.
Indago ainda se a OAB tem esse poder, que parece discricionário - embora o termo utilizado foi "anular" a prova -, porquanto por decisão política resolveu cancelar o exame.
Como se já não fosse suficiente a sucessiva dificuldade agregada de exame a exame, ainda temos que nos deparar com atitudes ensenadas, como se a população já não soubesse que a OAB não é lá tão moral assim.
Por fim é isso, amigos. Recomeçar é o novo lema. Força sempre. A aprovação no exame da ordem é um pré-requisito legalmente instituído. Temos que nos submeter a ele novamente. Eu também tenho vontade de impetrar Mandado de Segurança, de marcar audência perante a presidência da Ordem, de quebrar tudo, de chorar ou qualquer outra coisa que possa ao menos me passar a idéia de alívio imediato.
Contudo, não temos esse privilégio nem disponibilidade de tempo para tanto. Afinal, alguém vai deixar de estudar para esse novo exame? Alguém acredita que ele não possa ser mais difícil?
É, quando é para prejudicar, a OAB se supera! São os critérios absurdos e desiguais de correção,a anulação de todo o exame, etc. O que vem mais? Será que não podiam ao menos anular só o exame de Direito Penal? Será que não poderiam devolver à OAB o dever de elaborar as provas? Será que isso seria positivo? Será...
Enfim. Estou começando a perder a coerência e sendo muito longo. Se é que já não a perdi desde o início.
Me perdi até mesmo na conclusão que tinha planejado.
Enfim. Força guerreiros! Ajudem uns aos outros! afinal, todos nós fomos afetados! FORÇA SEMPRE! A OAB, mais uma vez, demonstrou que não quer ajudar ninguém a ingressar na carreira. Quer, como todos, enxugar seu quadro em nome do mercado e arrecadar mais (já que a anuidade aumentou. Será que peguei pesado? E quando eles pegam pesado conosco, alguém se importa? Então também não me importo mais.
Abraço.

Jordana 8 de março de 2010 01:15  

vou vestida de palhaço bozo...a veste talar que combina com esse espetáculo de circo. O ophir é o grande mestre de cerimônia.....

odiei a nova data..tem prova do TRF4

andre 8 de março de 2010 02:04  

Não bastasse essa anulação ridícula da segunda fase, remarcaram para o dia do TRF 4ª, ou seja, duplamente prejudicado. Muito revoltante isso

anderson zelaski 8 de março de 2010 05:19  

nao apoio o cancelamento da prova porem deixar um vagabundo ou varios que a mae ou pai pegou o gabarito no trabalho (CESPE)nao da pra aguentar ne bando de ladrao, e o cara é o mais burro do Brasil, nao teve coragem de decorar o gabarito teve que colar no Código, este sim é uma merda de pessoa e deve ser filho de alguem importante na OAB que sabe que o filho é uma merda de pessoa kkkkkkkkkkkkkk

Rodrigo 8 de março de 2010 07:49  

Palhaçada!!! Vamos aceitar sem fazer nada? Sugiro que cada um de nos façamos uma reclamaçao ao Ministerio Publico Federal pois se trata de agressao ao direito individual homogêneo, de relevância social. A gente imprime e anexa os comentarios deste blog para demonstrar a insatisfaçao coletiva com a decisao. O site com os links das procuradorias nos estados é o seguinte: http://www.pgr.mpf.gov.br/outros-sites/acesso-prrs-prs . Se nao der pra fazer pessoalmente, pessoal, pode se fazer pelo site mas nao deixem de fazer. Vamos mostrar pra eles que decidiram errados. Açoes individuais na Justiça Federal tb sao interessantes mas nao deixem de fazer a queixa pq a repercussao é geral e imediata.

Rodrigo 8 de março de 2010 07:49  

Palhaçada!!! Vamos aceitar sem fazer nada? Sugiro que cada um de nos façamos uma reclamaçao ao Ministerio Publico Federal pois se trata de agressao ao direito individual homogêneo, de relevância social. A gente imprime e anexa os comentarios deste blog para demonstrar a insatisfaçao coletiva com a decisao. O site com os links das procuradorias nos estados é o seguinte: http://www.pgr.mpf.gov.br/outros-sites/acesso-prrs-prs . Se nao der pra fazer pessoalmente, pessoal, pode se fazer pelo site mas nao deixem de fazer. Vamos mostrar pra eles que decidiram errados. Açoes individuais na Justiça Federal tb sao interessantes mas nao deixem de fazer a queixa pq a repercussao é geral e imediata.

Guilherme 8 de março de 2010 08:14  

Com certeza essa anulação foi uma absurdo. A única coisa que a (DES)Ordem dos Advogados do Brasil prima é pela "RESERVA DE MERCADO"!!!! Essa prova foi RIDÍCULAMENTE FÁCIL e, ao constatar que a maioria foi bem, resolveu inventar essa história de fraude (só pode). Não consigo acreditar que uma história de fraude só tenha vindo a tona segunda feira a noite, de um fato ocorrido domingo a tarde e divulgado na redação de uma rede de televisão... Além do que, quem garante o que foi discutido, a portas fechadas, nesse domingo em Brasília??? "é inconcebível". Com certeza existe muita coisa por trás dessa anulação que, não é regida por princípios da administração, não se trada de concurso público e, dessa forma, não há "in dubio pro societa". Com certeza a OAB continua com a sua mesquinharia, que sempre lhe foi peculiar.

Thiago 8 de março de 2010 09:04  

o pangaré consegue fazer o mais dificil, que é obter o caderno de resposta antes da prova, e me dá uma mancada dessa! (pra que levar o caderno de resposta pra prova?) pô esse pangaré não consegue ao menos estudar as respostas!!! agora estamos aqui, mais uma vez nessa amargura!! e outra; nao é anulando a prova que o Cespe conseguirá CREDIBILIDADE E MORAL, nao mesmo!!!
eles necessitam de ser justos!!! aprova de trabalho da OAB 2009.2 nao foi anulada, apesar de 4 tribunais se posicionarem no sentido de anular, agora uma pangaré me da uma mancada dessa, é motivo pra anula-lá. pô nao entendo mais nada. ou melhor nao quero entender!!!quem irá pagar as minhas despesas oriundas da prova, quem? puxa vida!!! que país é esse? fica aqui mais um desabafo de um examinado. bem verdade que é em vão!!! só lamento!!!!

Nani 8 de março de 2010 09:06  

ACHEI ÓTIMA A ANULAÇÃO!!!! SE O GABARITO ESTAVA EM SÃO PAULO, GARANTO QUE PASSOU NAS MÃOS DE MUITAS PESSOAS E EU NÃO ACHARIA JUSTO PASSAR EM UM CONCURSO COM SUSPEITA DE FRAUDE. TEMOS QUE DEIXAR DE SER EGOÍSTAS!!! EU FUI MUITO BEM NA PROVA MAS GARANTO QUE MUITOS BACHARÉIS NÃO FORAM BEM NA PROVA E TERÃO UMA SEGUNDA CHANCE!

Nani 8 de março de 2010 09:09  

achei justa a anulação, fui bem na prova mas muitos bacharéis não foram e terão a segunda chance!!! Voces achariam legal passar em um exame com suspeitas de fraude??? Eu não!!!!

paulista 8 de março de 2010 09:27  

o pior é vc passar na "terceria" fase e depois pagar 500 conto de anuidade.... esses 27 "conselheiros" pensam que meu dinheiro é capim???
VTNC

Tony 8 de março de 2010 09:31  

PALHACADA!!
Acho que cochilei na aula de constitucional. O principio nao era da presuncao de inocencia? Ou era da presuncao de culpa?
Bem que um professor de constitucional me falou um dia: as maiores injusticas serao cometidas pelos operadores do direito. Dito e feito. Tenho quase certeza que os unicos que pagarao por isso serao os milhares de examinandos que, de boa fe, fizeram a prova. ESTOU INDIGNADO! MANDADO DE SEGURANCA E DANOS MORAIS!

Michele 8 de março de 2010 10:18  

Bom dia a todos!!!

Não concordo com a anulação de todas as matérias, estudei muito pra essa prova e fui prejudicada como muitos que não tiveram nada com a fraude da OAB, os unicos que deveriam ser responsabilizados são os verdadeiros culpados!!!
Mas infelismente nesse pais só os bons pagam pois certamente os culpados sairão impunes!!!!!!!

E ISSO SÓ PROVA QUE A OAB JÁ PERDEU O CONTROLE SOBRE A REALIZAÇÃO DA PROVA QD UNIFICICOU!

andre 8 de março de 2010 10:54  

Assim como todos aqui...estou profundamente indignado e frustrado com esta coisa pequena e mesquinha que é a OAB!!! estou me sentindo um palhaço, um fantoche deles!! percebem o desgaste q tivemos??? vamos todos entrar com uma ação de danos!! devemos perturba-los, mostrar para eles que nao somos idiotas!!! vamos agir!! o erro nao foi nosso!! eles nos impoe tantas regras q nao sao capazes de cuidar e zelar das suas proprias obrigações!!

8 de março de 2010 11:02  

Antenção!!!!!
O grande Cirque di "OAB" apresentará no dia 11/04 em 155 cidades simultaneamente, o show "Palhaços Bacharéis", traga sua família, não percam!!!!!!!!

camilafigueiredo_23 8 de março de 2010 11:46  

Eu estava na mesmo situação de muita gente que comentou! Minha primeira OAB e fui bem na prova de trabalho... E agora, se a prova vier completamente maluca que nem a 2.2009??? Pior!! A prova foi remarcada para dia 11 de Abril, data esta em que eu (que moro em Brasília) deveria estar na Costa do Sauipe para o casamento de um casal de amigoss! Affffffffffffff, falta de respeito com o resto dos candidatos e falta de competência/caráter das instituições envolvidas porque até agora ninguém esclareceu de onde vazou... e acima de tudo MUITA FALTA DE COMPETÊNCIA DO PALHAÇO QUE FOI PEGO!!!

camilafigueiredo_23 8 de março de 2010 11:58  

CAMPANHA PELO NARIZ DE PALHAÇO NO DIA DA PROVAAA!!!!!!!!!!!! EU JÁ TÔ PENSANDO É EM IR COM A FANTASIA INTEIRAAAA! =P

camilafigueiredo_23 8 de março de 2010 12:01  

Quem não foi bem não foi bem porque não estudou! Paciência! Eles estão achando bom porque terão uma segunda chance, MAS E QUEM FOI BEM? Terá uma segunda chance de se ferrar, isso sim!!!

Capela 8 de março de 2010 14:35  

ESTA DECISÃO ATROPELA UMA SÉRIE DE PRINCÍPIOS CAROS À SOCIEDADE BRASILEIRA, DENTRE ELES O PRINCÍPIO DA BOA-FÉ, DA PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA E DA MAIS BÁSICA JUSTICA. TRATA-SE DE UM MERO REFLEXO DO DESCASO COM QUE SÃO TRATADOS OS MILHÕES DE CIDADÃOS BRASILEIROS, DIARIAMENTE, EM NOSSAS VERGONHOSAS INSTITUIÇÕES

rassaf 8 de março de 2010 15:54  

Pessoal que foi prejudicado pela nova data da 2ª fase, em razão de estar inscrito em outro concurso, quem interessar manter contato com Alexandre (email abaixo) para fazer parte das reclamações junto à OAB e/ou ingressar com ação judicial


alexandrealcantara@waw.com.br

J@n@ 8 de março de 2010 16:30  

Não estão certo.
Sei que é um tormento muito grande a anulação da prova, porém, se eles acham mesmo que a anulação deveria ter sido feita que fosse do exame todo, ou alguém aqui acredita que o candidato teve acesso somente ao conteúdo da segunda fase? faça me rir.
Deveríamos é acabar com a renda anual da OAB que gira em torno de R$ 12.000.000,00 só com inscrições.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP