A data da prova da OAB - Quando será?

segunda-feira, 22 de março de 2010

Estou recebendo vários e-mails de candidatos ansiosos por saber a nova data para a prova subjetiva do Exame de Ordem 3.2009.

A indefinição pode ser atribuída a três fatores:

1 - As decisões relativas ao Exame são tomadas pelo Colégio de Presidentes das Comissões de Exame de Ordem. Como é um colegiado as decisões são tomadas por meio de votações. Pode ser democrático mas não significa que seja rápido. Existindo divergência dentro do colegiado (e existe), a decisão final demora a sair;

2 - Muitos detalhes sobre a fraude nós não sabemos. Possivelmente a demora decorra de uma preocupação do Cespe e da OAB em assegurar a mais absoluta lisura do certame face ao tamanho do problema;

3 - Há uma preocupação da Ordem em manter o calendário do Exame com um mínimo de alterações. Definir datas necessariamente passa antes pela estruturação da agenda em comum do Cespe e da OAB e de sua projeção em aspectos logísticos da aplicação da prova. Já houve uma atraso significativo e a reorganização do calendário deve ser problemática.

Independente dos motivos, os candidatos devem se preparar como se a prova estivesse marcada para o dia 11/04, a data mais próxima escolhida pela OAB.

Se for mesmo no dia 11, vocês estarão preparados, como já devem estar. Se não for, ganharão um tempo extra para treinarem ainda mais.

De toda forma, a OAB deveria definir o quanto antes essa data, seja ela boa ou ruim, conflite ou não com as datas de outros concursos.

9 comentários:

sayama 22 de março de 2010 10:34  

Doutor Maurício, acho que faltou esclarecer uma dúvida... Existe a possibilidade de um "juízo de retratação da OAB" em relação a anulação? Mesmo que em remota hipótese, seria muito desagradável estudar duro por mais 20 dias...

Paiva_adv 22 de março de 2010 10:43  

Sugestão de nova data: Que tenha o exame 2010.1 fase objetiva e posteriormente junto com segunda fase deste a segunda fase do 2009.3 ou seja duas segunda fase- ECONOMIA E CELERIDADE ! Aí não prejudicaria tanto o calendário! Que vocês acham ?

Lunatico 22 de março de 2010 11:15  

Pois é Dr. Maurício, o problema maior não é o atraso da "3a. fase", mas sim a falta de informações e publicidade sobre qual atitude será tomada.

Pior do que o atraso, é ficar no limbo, em cima do muro, com uma suposta data que ninguém sabe se é oficial ou não, se devemos nos ater aos estudos revisando o conteúdo e as normas, ou não.

Se a marcação depende do término das investigações do vazamento, então que informem isso aos bacharéis. Pelo menos assim saberíamos que a prova se atrasaria por meses, até a conclusão do inquérito.

Continuo achando um absurdo anular todo o certame com base em suposições, já que pegaram apenas 1 colão. De qualquer forma, se houvesse mais publicidade e transparência da OAB Federal para com os bacharéis, ficariamos mais aliviados.

Na verdade, o único elo que temos com esse infeliz caso é o Sr. Quanto a isso, temos apenas a agradecer.

Um grande abraço,

Rodrigo

Mario Berger de Sousa 22 de março de 2010 15:09  

Sayama,

Não estou por dentro dos meandros da política da OAB, porém, meu palpite é que de que OAB vai se retratar qto à anulação - o que é perfeitamente possível, basta revogar o ato de anulação.

Esta é a melhor solução pro problema, afinal, a anulação foi exagerada.

Acredito que a demora se deva exatamente pelo fato de que a OAB aguarda um posicionamento da PF e, aí então, irá revogar a anulação. Caso contrário, porque demorariam tanto para confirmar a data? O conselho já se reuniu e já definiu nova data, não há motivos aparentes para tanta demora.

PJ 22 de março de 2010 16:04  

"[A prova] Só poderia ter vazado antes [de um fiscal ter tido contato com o exame], mas só a Polícia Federal poderá avaliar no inquérito."
Ophir Cavalcante
Postado por Carlos Rafael Ferreira às 08:48:00 0 comentários
Fonte: http://carlosrafaelferreira.blogspot.com/search?updated-max=2010-03-16T09%3A12%3A00-03%3A00&max-results=25


Acredito que estamos pagando a conta do que não veio a existir, não houve vazamento, inclusive quem fez o BO foi um jornalista, 1:45 minutos após o começo da prova, só pode ter vazado por meio de um fiscal.
Mas temos poucas informações...

Carlos Mangabeira 22 de março de 2010 21:20  

Estou de pleno acordo com a opinião do colega Mario Berger de Sousa, a OAB tomou uma atitude exagerada, e acho que pode revogar a sua decisão apuração dos fatos pela PF.

Rodrigo 22 de março de 2010 22:27  

Só Deus tem idéia de como eu gostaria de acreditar que uma retratação fosse plausível.

As vezes até acho que poderia ser de fato uma possibilidade, tendo em vista que NADA MAIS foi informado/descoberto, e pela demora da OAB Federal em marcar a suposta prova. Parece até que estar considerando tal alternativa...

Mas, como vivemos em um mundo injusto, prefiro apostar na regra, e rezar para o milagre da exceção.

guriaspossofalar 22 de março de 2010 23:40  

Caro Dr. Paiva, fiquei muito feliz de saber que o Senhor irá pagar minhas contas até o próximo exame da OAB. Isto sim é economia e celeridade!

FAÇA-ME O FAVOR! OAB: PROCUNCIE-SE!!

**Na luta por uma MERECIDA carteira profissional**

catoleense 23 de março de 2010 17:30  

Desde o mes de outubro que estamos sofrendo com esse exame de ordem, foi feito o 2009.2 ai gerou aquela confusão toda, entramos na justiça para tentar reaver o direito, mas nada aconteceu, ai vamos fazder o 2009.3, gastamos de novo com cursinho, livros, estudos, etc, passei na 1a fase, ai vem a segunda fase, fizemos a rova , ai vem a bagunça, alguem roubou a prova? acho que não, deve ter sido algum fiscal que foiao banheiro e lá deixou a prova e outra pessoa foi buscar, orque quem denunciou foium jornalista e não um bacherel em direito minha gente, eu acho que a OAB nao vai anular essa prova, daqui a alguns dias sairá o resultado oficial com a nossa aprovação.
boasorte a todos.

mãe de bacharel aflita e confiante no meu filho

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP