Quantos pontos você fez na última prova objetiva?

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Segue o resultado da enquete mais votada (4479 votos) da história do Blog.

Menos de 43 354 (7%)

Entre 44 e 46 906 (20%)

Entre 47 e 49 1643 (36%)

Exatamente 50 197 (4%)

Entre 51 e 53 409 (9%)

Entre 54 e 60 515 (11%)

Mais de 61 455 (10%)

É interessante notar a grande faixa de candidatos que se concentram entre 47 e 49 pontos (36%).

Essa concentração, pelo que percebo desde que acompanho o Exame, tem significante influência na hora da anulação das questões. Uma questão anulada tem o condão de aprovar centenas de candidatos. Três questões anuladas aprovariam milhares de bacharéis.

Já ficou muito claro que as questões não são anuladas por possuírem erros jurídicos ou enunciados confusos. Tirando as questões que trazem em si manifestos erros materiais, e na atual prova só a questão 73 carrega esse vício - Recurso para a questão 73 da prova da OAB 3.2009 - as demais são anuladas por razões de conveniência do colégio de presidentes das Comissões de Exame de Ordem das Seccionais.

Não me lembro de um Exame que não tenham sido elaborados entre 10 e 15 recursos, sendo que a maioria dotada de pertinência e lógica.

Entretanto, na atual prova, o número de recursos tem sido substancialmente menor que das edições anteriores, reflexo de uma prova melhor elaborada.

Quantas questões serão anuladas?

Eu só aposto com convicção na questão 73. O resto é loteria.

Se o atual Exame seguisse a lógica até então observado nos Exames anteriores, eu apostaria em uma 4 ou 5 questões anuladas, em razão do grau de dificuldade da prova e das notícias de que o percentual de reprovados foi elevado.

Mas se a OAB mudou seus paradigmas e realmente quer fazer um exame diferente, e até agora é isso o que se tem percebido, pode ser que o número de questões anuladas fique entre 1 e 3.

Chutar três anulações parece ser a aposta mais tentadora, mas eu tenho a má impressão de que só vão anular duas.

Espero estar errado.

6 comentários:

Re 27 de janeiro de 2010 13:52  

Olá Dr. Maurício, mas é injusto não anular as que possuem mais do que um entendimento, eu por ex. errei umas 4 questões justamente por isso, me sinto frustrada com isso, pq sei que não estou errada sei me defender ,mas eles fazem o que bem querem. A banca examinadora dos recursos deveria ser imparcial ao CESPE e a OAB. Penso que seria menos injusto.

Material para Concursos 27 de janeiro de 2010 14:43  

Mauricio
Eu concordo com você plenamente em afirmar que esse exame foi muito bem elaborado. E que infelismente eu sou uma das milhares de candidatas que estam com 49 pontos, e para o meu desespero eu acertei a questão 73, justamente a que possui erro material. Sendo assim, gostaria de saber , no seu ponto de vista quais seriam as outras 2 questões da prova passíveis de anulação?
Luana- RJ

Argonauta 27 de janeiro de 2010 14:51  

O exame da OAB está se tornando cada vez mais difícil. Quanto maior a reprovação, mais viável para a Ordem. Então, vejam bem, como o CESPE visita habitualmente este renomado blog, indubitavelmente, verificou a enquete da qual os senhores participaram. Eles perceberam que 36% dos senhores precisa de uma a três questões para serem aprovados. Perceberam ainda, que 34% dos candidatos já galgaram êxito nesta fase, que para mim, já é um número alto. Os senhores realmente acreditam que alguma questão será anulada? Acreditam que ocorrerá essa aprovação em massa? Nunca! Depois do último exame de ordem, podem esperar que vem chumbo grosso. Essa enquete foi uma boa amostragem para o CESPE reprovar com vontade! Por favor, não me chamem de pessimista. Eu fui uma vítima desse sistema. Eu senti na pele. E acredito que eles não vão aliviar mesmo! É melhor ser realista e evitar o sofrimento. Em se tratando de CESPE e OAB, a esperança é a PRIMEIRA que morre! Espero estar errado. Ficaria feliz por todos!

Donizete 27 de janeiro de 2010 19:29  

O percentual de aprovação vai ficar na média histórica do exame e que eu já previa (entre 30% E 35%)o que, convenhamos, é ridículo o número de aprovados. A prova da primeira fase não foi mais difícil e nem mais fácil que as anteriores,o grau de dificuldade foi o de sempre.

Natt¥® 28 de janeiro de 2010 11:07  

Espero q vc esteja errado, Maurício, pois foi justamente a que eu acertei...rsrsr
Entrarei com recurso de outras questões, e há a questão 82 que acredito que tem chances maiores.

Claudia 12 de fevereiro de 2010 14:09  

O grau de dificuldade, pode até ser que continua o mesmo, mas o que me deixa indignada é essa forma tão sutil de inrrequecimento , reprovando em massa para que os mesmos se inscrevam de novo e efetuam o pagamento, é facil olhar no congresso e ver " Os ladrões", o dificil é eles ( OAB/CESPE) pararem para pensar e ver que estão fazendo o mesmo só com um pouco mais de dignidade ou não né!!!

Ufa! desabafei.

Eu estou no rol de 3 questãoes para passar, sei que não é impossivel, quando os demais fazem o seu papel com eficiência e honestidade.

Vamos ver no que vai da esse carnaval!!!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP