Mesmo após reunião do colegiado, polêmica sobre questão do 2º Exame continua sem resposta

sábado, 5 de dezembro de 2009

Aconteceu nesta sexta (4), a reunião Colegiado de Presidentes de Comissões de Exame de Ordem das Seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (AOB), que decidiria sobre possível anulação da prova prático-processual, do 2º Exame de 2009. Mas, de acordo com a assessoria da seccional de Minas, qualquer decisão tomada sobre pedido de anulação só poderá ser divulgada pelo Conselho Federal.

A expectativa de José Henrique Azeredo, líder do manifesto criado para pedir a anulação da peça prática, é que o presidente da OAB Federal, Cezar Britto, anuncie a decisão no domingo ou na segunda-feira (7).

O encontro aconteceu em Belo Horizonte (MG) e teve como tema a discussões gerais sobre a Prova da OAB que passa a ser unificado em todo o País, após a adesão de Minas Gerais, e a polêmica que gira em torno de uma questão, que equivale a 50% da pontuação total, na prova de Direito do Trabalho, da segunda fase do exame unificado da OAB de 2009, realizada o dia 25 de outubro.

A discussão foi gerada após o pedido de anulação da questão que, de acordo com alguns bacharéis, foi mal elaborada e deu margem à várias interpretações. O líder do manifesto esteve em BH, entregou um dossiê com que sustenta a anulação da questão. "Preparamos um dossiê com pareceres emitidos por doutrinadores renomados como juizes, professores, todos da área trabahistas, entre eles o advogado Eduardo Carrion", diz.

Fonte: CorreioWeb

7 comentários:

Nino 5 de dezembro de 2009 23:22  

Caro Dr., creio que a reunião era para decidir sobre a possivel anulação da PEÇA trabalhista e não pela anulação da prova pratico profissional (linhas 2 e 3).


Cordialmente,


Aluisio Ricardo

Michelle 6 de dezembro de 2009 00:16  

Espero que tanta demora não se dê para anunciar algo lastimável. E espero, sinceramente, que lá tenha existido vida além de Dto do Trabalho!

danilo 6 de dezembro de 2009 02:00  

Sinceramente...
Sabe o que penso?
De todo coração, não sei o que passa na cabeça dessas pessoas (CESPE/OAB), que não conseguem enxergar tal erro cometido no enunciado da peça trabalhista.
Seria muito mais bonito, admirável, mais justo, honesto, plausível, que o CESPE/OAB admitissem o erro, que fossem humildes!!! Somos Humanos, passiveis de erros. Pois uma das maiores virtudes do ser humano é a humildade, isso que engrandece e enaltece o homem, que o faz ser motivo de admiração, assim deveria ser o CESPE e a OAB, deixar de "birra" de blá, blá , que se houver anulação"manchará" o nome da instituição CESPE... Deixa disso, enxerguem além da montanha! Pois se tomarem a atitude de anulação da peça, serão muito mais admirados, enaltecidos, do que querer manter um regime ditador, de estarem sempre certos, mesmo sabendo que verdadeiramente não estão!
Vamos lá queremos atitudes de homens de valores!!!
Chega de tanta injustiça, vcs estão lidando com humanos, com pessoas que tem sentimentos, não aguentamos mais essa injustiça, essa situação desoladora!!!
Luto pelo meu sonho, pois sei que mereço, que me matei, me abdiquei de quase tudo para poder passar nessa prova, da familia, dos amigos, do lazer e tenho certeza que estarei preparada para receber a vitória!!!
Se ponham em nossos lugares, não somos moleques!!
Somos homens de grandes valores!!!!
Que a justiça seja feita!!!
Sei que existem homens de grandes valores dentro da OAB/CESPE!!!
É a hora de eles aparecerem e assim ser feita a justiça, pois sei que eles tem ciência da tamanha falta de injustiça que estamos sofrendo, e não nos deixaram desolados e desamparados!!!
Confio em vcs homens de valores!!!
VQV!!!

jaja 6 de dezembro de 2009 02:54  

Alguém sabe algo da parte de penal???
Desespero

DIGNIDADE 6 de dezembro de 2009 11:37  

A maneira mais simples e justa é a ANULAÇÃO DA PEÇA...porque não segue o edital (principio da legalidade)...eles não respeitam o edital? Porque?

Vão ter que corrigir tudo de novo?
Vão fazer trê gabarito?
Vão abrir prazo pra novos recursos...porque se vão corrigir tudo terá que abrir novos prazos...não acha?

QUE PROVA DESASTROSA...

A OAB ESTÁ ASSUMINDO SUAS RESPONSABILIDADES..ESTÃO BRINCANDO CONOSCO...QUE PENA...QUEREMOS RESPEITO E A APLICAÇÃO DO EDITAL...

ANULAÇÃO DA PEÇA É COISA MAIS JUSTA PARA ESSA PROVA DESASTROSA E MAL ELABORADA!

vÃO DIZER QUE O CESPE NÃO ERRA? QUE É DEUS? ISSO É UMA VERGONHA, É UM ABSURDO PASSAR POR ESSE TIPO DE HUMINLHAÇÃO...

QUEREMOS RESPEITO...ANULAÇÃO DA PEÇA TRABALHISTA...

COMO PODE UMA PERGUNTA TER TRÊS RESPOSTAS???????????

DIGNIDADE 6 de dezembro de 2009 11:39  

PRINCIPIO DA ISONOMIA SERIA CORRIGIR TODAS AS PEÇAS DE TODOS IGUALMENTE...COM DIGNIDADE....

BOA SOIRTE A TODOS...

SEJA VERDADEIRA E JUSTA OAB...PRESERVE A INSTITU~ÇÃO E NÃO OS INTERESSES PARTICULARES...

marrone 7 de dezembro de 2009 15:14  

Pessoas amigas... realmente estamos tratando esses assuntos com ditadores Hitler, Sadan, Pinoch, temos que coloca-los na forca assim como os EUA colocou o Sadan e derrubar os fascistas que estao no poder......

Força galera vamos conseguir,,,,,

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP