MEC parabeniza OAB por novo Exame de Ordem e atribui avanço à parceria

terça-feira, 20 de outubro de 2009


O ministro da Educação, Fernando Haddad (foto), cumprimentou hoje (20) o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, pelos aperfeiçoamentos introduzidos pelo Conselho Federal da OAB no Exame de Ordem, por meio de novo provimento aprovado hoje em sessão plenária, unificando e aprimorando o conteúdo do exame. Em telefonema a Britto, o ministro disse que "a OAB está de parabéns por implementar um nova filosofia no Exame" - referindo-se à decisão da entidade de retirar das provas o conteúdo meramente dogmático e de introduzir questões envolvendo Direitos Humanos, Ética e outros temas fundamentais à cidadania.

Na conversa com o presidente nacional da OAB, o ministro da Educação disse que o novo Exame de Ordem modifica para melhor a compreensão do ensino jurídico brasileiro, dando-lhe feição mais democrática. "E o importante é que isso é resultado de uma parceria entre MEC (Ministério da Educação) e OAB que deu certo, que tem contribuído para melhoria do ensino jurídico brasileiro", acrescentou Haddad ao parabenizar a OAB. Para ele, a nova filosofia do Exame de Ordem fará com que os futuros advogados e integrantes do Poder Judiciário "tenham uma visão mais defensora do Estado democrático de Direito".

10 comentários:

Anônimo,  20 de outubro de 2009 13:42  

Caramba, e que raio de mudanças foram essas que ninguém diz? Para alguém criticar ou elogiar tem que saber o conteúdo e se sabem por que não divulgam logo?

Anônimo,  20 de outubro de 2009 15:06  

RIDÌCULO... me envergonha mais uma vez... Parabéns à Ordem pq??? por dificultar ainda mais o exame??? Gente o Ministro da Educação deveria é ter vergonha, uma vez que o exame só é um bicho de sete cabeças, para alguns, em razão da péssima qualidade das instituições de ensino, as quais sao aprovadas por esse proprio órgão.
Mais uma vez vergonha. A preocupação nao deveria ser com o aumento do nível de dificuldade do exame e sim com o grau de dificuldade e requisitos para se opter autorização para abrir mais uma dessas maravilhosas faculdades por aí, que alguns tem a coragem de chamar de "INSTITUIÇÕES DE ENSINO APROVADAS PELO MEC".

Anônimo,  20 de outubro de 2009 15:18  

Nossa!!!! O ministro da Educação poderia ter ficado calado!

Anônimo,  20 de outubro de 2009 16:37  

Este ministro é "boca de aluguel" da OAB. Ridiculo o Mec que aceita a imposição da OAB quando ele deveria acabar com este exaME IMORAL. Se ele (ministro) acha tão importante o exame de ordem porque não impõe aos outros cursos?

Anônimo,  20 de outubro de 2009 17:41  

Acho que o ministro tomou DOMEC....

Anônimo,  20 de outubro de 2009 17:55  

Gente, nem se sabe ainda o que foi mudado e vocês já estão "metendo a língua" em tudo e em todos? De repente as mudanças foram para melhor, para tornar o exame mais fácil. Que tal se a gente conseguisse o teor do novo provimento da OAB? Aí sim, conhecendo o provimento novo, poderiamos falar alguma coisa.Onde podemos conseguir o Provimento, Dr. Maurício?

Anônimo,  20 de outubro de 2009 19:52  

Anônino das 17:55
Respeitosamente vc acredita em PAPAI NOEL?....perguntar não ofende!

Criação 21 de outubro de 2009 02:55  

Quero ver se depois da segunda fase vai haver elogios, pois agora a aprovação foi muito grande, será que vao carregar todos assim de boa...
Essa quero ver

Rafael 21 de outubro de 2009 13:21  

Ou seja.... O Governo mostra mais uma vez que concorda completamente com o Exame, ou seja, ELE NÃO VAI ACABAR!!!!

Não comento muito por aqui (mas acompanho diariamente), mas desde antes de fazer o Exame eu o defendo e digo mais... É mais fácil existirem exames como esse nas outras classes do que o Exame de Ordem acabar..

Anônimo,  21 de outubro de 2009 15:53  

Rafael, você ainda insiste nessa ilusão de aventar possibilidade de oexame acabar, cara. Esquece isso, isso é coisa passada. Cai na realidade e pronto.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP