Congresso é palco de manifestação de estudantes contra o exame da OAB e os altos juros do Fies

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Cerca de 20 jovens participaram de uma manifestação hoje em frente ao Congresso Nacional. Integrantes do Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito (MNBD) e Fies Justo, eles reivindicavam o fim do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a flexibilização na cobrança das dívidas do financiamento estudantil e a não utilização da tabela price para o cálculo dos juros. Alguns jovens também protestaram contra o fim da exigência do diploma para a profissão de jornalista.

Os dois movimentos se uniram para realizar a manifestação porque a maioria dos inadimplentes do Fies são formados em direito. Para o presidente do MNBD, Emerson Rodrigues, esses jovens têm mais dificuldade do que formados em outros cursos para pagar o financiamento. "88% dos inadimplentes são formados em direito porque sem o exame da ordem não dá para exercer a profissão", disse.

"Não é uma prerrogativa da OAB avaliar se o bacharel em direito é capaz ou não de exercer a profissão, o MEC é quem deve avaliar isso. A OAB cerceia o direito de trabalhar de vários bacharéis por motivo de reserva de mercado", completou o servidor público Higino Cardoso, presidente regional do MNBD.

Usando camisetas contra os altos juros do Fies e carregando faixas com frases de protesto, os manifestantes utilizaram um carro de som para fazer suas reivindicações. Fabiana Gonçalves veio de Uberlândia (MG) para participar da manifestação no Congresso. Ela se formou em 2007 e deve cerca de R$ 22 mil para a Caixa Econômica Federal. "O que mais me deixa indignada é que eu nem tive tempo de arrumar um emprego no mercado de trabalho, não consegui fazer nem uma especialização e já tenho uma dívida como essa para pagar", reclamou.

Ana Cristina de Almeida, 29 anos, também está preocupada. Sua dívida é de R$ 19 mil e, segundo ela, a Caixa estabeleceu um prazo de 15 dias para a quitação do débito. "Eu já contratei um advogado porque não posso pagar tudo em 15 dias. Para participar do financiamento você precisa apresentar um atestado de pobreza e, mesmo assim, a prestação triplica de um ano para o outro", contou.

Fonte: Correioweb

15 comentários:

Anônimo,  26 de agosto de 2009 09:31  

20 pessoas?
nao estariam representando 4 milhoes?

francamente, devem is estudar mesmo!

Anônimo,  26 de agosto de 2009 10:27  

Pois é parei de perder tempo em tirar OAB. Tempo vai passando 3 anos formado já. Felizmente tenho condições de custear uma faculdade de medicina, fico triste com quem não tem ou acredita até o fim na advocacia. Já basta a portada na cara que levei da OAB. Vou tomar o conselho do cidadão acima, vou estudar mesmo só que não mais para o exame de ordem e sim pra medicina. Prefiro passar mais 6 anos de faculdade do que continuar prestando este exame ridiculo.
Sei que vai me levar mais 6 anos da minha vida, tenho 29, no entanto quando terminar vou ser recebido de portas abertas pelo CRM!
Lá é bem claro a união entre os academicos e os profissionais já formados.

Anônimo,  26 de agosto de 2009 13:05  

Dr.Mauricio, vc contou o número de participantes?

Anônimo,  26 de agosto de 2009 14:43  

francamente o anonimo (09:31) deveria ir estudar mesmo ao ficar fazendo comentários inúteis e descabidos.

Se você pôde pagar sua faculdade, se dê por satisfeito e fique calado.

Anônimo,  26 de agosto de 2009 15:11  

Parabéns aos manifestantes, que, de primeira, já chegaram ao correio braziliense!

Anônimo,  26 de agosto de 2009 17:23  

Existe até um movimento para isso??? Me desculpem mas que PAPELÃO!!!! Todo o tempo que empenharam pra fazer essa manifestação fajuta deveriam ter gasto estudando ja que estamos as vésperas da prova.

Conta Reserva 26 de agosto de 2009 18:40  

A matéria do Correio está errada em relação ao número de manifestantes. Acredito que tinha entre 150 a 200 pessoas no local.

Anônimo,  26 de agosto de 2009 19:26  

Vai sim, direito é coisa séria, não é para qualquer um não. medicina(e outros cursos), sim, é que é para qualquer um, é só ter grana que consegue.

Anônimo,  26 de agosto de 2009 20:08  

Realmente, uns devem estudar...e outros estudar mais ainda, pq nem o português correto sabem e ainda se acham no direito de vir aki nesse blog se acha o último biscoito do pacotinho!!!!

William Shakespeare,  26 de agosto de 2009 21:20  

Quanto besteirol, uma verdadeira disputa pelo anonimato.

Anônimo,  26 de agosto de 2009 23:10  

Sinceramente, parece que os nobres colegas não aprenderam nada nos bancos academicos, ou seja, o que preocupa não é esta porcaria de exame (que se limita a aqueles que só fizeram direito na vida e ontinuam tortos), mas , as dificuldades sociais que estes bachareis estão passando...POR FAVOR!!!

Anônimo,  26 de agosto de 2009 23:16  

O movimento já está se expondo 'SINAL QUE ENTÃO CONECTADOS" o que devemos discutir é sobre a legalidade; se o sistema adotado pela OAB, está amparado pela CF/88, é um tema polemico não haja duvida.

Anônimo,  27 de agosto de 2009 12:31  

Desisitr de fazer a prova da OAB e fazer uma faculdade de medicina? Realmente o Sr. não tem vocação para a advocacia, pois nessa profissão a persistência é requisito básico.

Anônimo,  27 de agosto de 2009 17:13  

26 de Agosto de 2009 15:11, é verdade anônimo, só com algumas incorreções cometido pelo jornalista ( creio que ele deve ter cópiado a matéria, de algum outro lugar), mas já esta bom. O Correio não é revista de terceira que publica, que bacharéis são analfabetos. A distância da terra ao sol é de 300.000.000 km. Dúvidas? Então meça em fita métrica. Charada, quem acredita que tinha 20 bachareis em BSB, o pq não foi lá!!!.
J.Carlos

Anônimo,  11 de setembro de 2009 13:02  

Me sinto na obrigação de comentar sobre o "anônimo" que decidiu estudar medicina. Colega, se vc. não consegue passar num exame da Ordem é pq. fez um faculdade fajuta mesmo! Se fez a faculdade fajuta é pq. vc. é tão burro que nem um bom vestibular vc. é capaz de encarar. Agora vai dizer que quer estudar medicina e cuidar da vida do ser humano???? Nasce de novo infeliz BURRO!!!!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP