Pós-Graduação: O que é e por que fazer.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

O que farei agora? Essa é uma pergunta recorrente para muitos bacharéis recém-formados. Finalmente de posse do diploma, e, com algum esforço, com a carteira da OAB, o mercado de trabalho abre suas portas para os novos profissionais...ou nem tanto. A carteira da OAB, objeto de desejo de 9 entre 10 bacharéis, apenas franqueia aos seus detentores mundo da advocacia, mas não é certeza de renda, tampouco de sucesso profissional. Diferente do serviço público, em que o salário é certo e garantido no fim do mês, advogar exige uma série de competências que vão além da mera habilitação formal.

Para alguns bacharéis, o caminho na advocacia já se apresenta relativamente traçado, porquanto alguém próximo já milita na área e sua inserção no mercado é facilitada. Por outro lado, para a grande maioria, é necessário desbravar seu próprio caminho, e a empreitada revela-se mais desafiadora...e mais difícil.

O ideal, em início de carreira, é o profissional buscar agregar ao seu curriculum um título que lhe assegurará um diferencial em relação aos demais.

No mercado profissional hoje, passar no exame de ordem é apenas uma obrigação, e nada mais. Isso decorre não só do grande número de bacharéis que todo ano são formados no Brasil (algo em torno de 100 mil), como também em função do grau de dificuldade da prova. Ao contrário do que pensa a maioria, o exame de ordem não é uma prova difícil. Sua dificuldade está atrelada meramente a uma percepção de momento. Um profissional que tem 3 anos no mercado possui uma gama de conhecimentos e de vivências maiores do que um bacharel recém-formado. A percepção do grau de dificuldade do exame da ordem vai mudando com o tempo: quanto mais se pratica e exerce a profissão, mais fácil a prova aparenta ser.

Para o recém-aprovado no exame de ordem, a obtenção da carteirinha é apenas o indicativo de que o novo advogado está pronto para começar a aprender de verdade.

O universo do direito é muito amplo, e simultaneamente, muito complexo. Surge então a necessidade, quase que ininterrupta, de qualificação profissional. E o primeiro passo é uma pós-graduação.

O que é uma pós?

A resposta depende do enfoque. Se você busca uma pós latu sensu, seu interesse é o aprimoramento profissional com um olho no mercado de trabalho. Se você busca uma pós strictu sensu (mestrado, doutorado e pós-doutorado), seu foco é ser um pesquisador, um professor, com os olhos voltados para a academia, para a ciência do direito e para a produção intelectual.

A pós-graduação latu sensu dura entre um ou dois anos, sendo que o curso deve ter uma carga horária maior que 360 horas/aula para ser reconhecido pelo MEC. A seleção geralmente consiste de uma entrevista, análise de curriculum, ou, em alguns casos, também na aplicação de uma prova (geralmente os mais concorridos exigem uma prova).

A maioria das pós-graduações exigem uma monografia sobre a temática abordada durante sua duração.

A pós-graduação strictu sensu (o mestrado, especificamente), exige um pouco mais do candidato. Há uma análise curricular, prova de conhecimentos (inclusive língua estrangeira), entrevista e apresentação de um projeto de pesquisa. Os candidatos melhores pontuados são chamados para fazer o curso, sendo que este exige uma boa dose de dedicação, pois o aluno precisa ser aprovado em todos os trabalhos, com todos os prazos cumpridos, e defender ao final sua tese perante uma banca.

Há espaço no mercado de trabalho, mas os espaços mais amplos são ocupados por quem melhor se qualifica. Logo você não deve perder tempo - faça uma pós-graduação. E se isso lhe for difícil ou custoso, saiba que para seu corrente não será.

2 comentários:

Anônimo,  21 de abril de 2009 18:18  

Caso não passe no exame de ordem, az-se um pós, mestrado e Doutorado e dedica-se a leionarpois,da um bom faturameno para quem dedicar a estudar e lecionar, pois o que temos são péssimos professores, que atuam no judiciario e ministerio publico sem contar é claro com os pseudos advogados que lecionam

Michelle Henrichs 21 de abril de 2009 20:58  

Então eu estou no caminho certo, que bom ! :)

Acabei de me matricular na pós de Processo Civil da UFF (Universidade Federal Fluminense).

Com o período de estudo para a prova da OAB fiquei muito estressada, agora estou mais descansada, então vou me dedicar a pós.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP