Demóstenes afirma a Britto que Exame de Ordem é "excelente e não vai acabar"

terça-feira, 24 de março de 2009

"O Exame de Ordem não vai acabar; não podemos vulgarizar a advocacia". A afirmação, em tom enfático, foi feita hoje (24) pelo senador Demóstenes Torres (DEM-GO), ao receber em seu gabinete o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, referindo-se ao exame aplicado pela OAB a bacharéis para que possam se tornar advogados. "Se existe uma coisa excelente no País, é o Exame de Ordem", acrescentou Demóstenes. Há alguns projetos de lei em tramitação no Congresso visando a extinção do Exame de Ordem mas, segundo o senador goiano, eles não tem chances de aprovação.

Acompanham Cezar Britto, na audiência com o senador, os presidentes das Seccionais da OAB de Goiás, Miguel Cançado, e do Tocantins, Ercílio Bezerra, e o presidente da Comissão Nacional de Legislação do Conselho Federal da entidade, Marcus Vinicius Furtado Coêlho. Além da questão do Exame de Ordem - considerado fundamental para a manutenção da qualidade do ensino e dos profissionais da advocacia durante as discussões - os representantes da OAB discutem com o senador Demóstenes o projeto de lei sobre violação às prerrogativas da advocacia, do qual ele é relator.

5 comentários:

Anônimo,  24 de março de 2009 23:38  

Na verdade quem deve acabar, pelo voto dos eleitore, é esse Senador.Ele tem a vaghinha dele garantida para mamar nas tetas do Estado e por isso é que ele é contra a extinção do exame de ordem.

Maurício Gieseler de Assis. 25 de março de 2009 01:45  

A verdade dessa notícia é que se o Dr. Britto foi ver esse tema, é porque o movimento contrário ao exame ganhou músculos.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Anônimo,  25 de março de 2009 21:30  

É verdade Dr Maurício, que o Sr Brito esta sentindo, que o outro lado - nosso - esta criando músculo, porquanto esta instituição é forte, pois lutaram desde os idos dos anos 60 até aparecer um conchavo politico "impeachment" de um presidente; agora o que não é correto, usar pano de fundo para tratar do fim do exame de ordem. Agora o Senador autor desta frase, verá os resultados, não é nas urnas da CCJ do senado mas nas urnas do povo; pq os que financ ele já não moram aki em anapolis-go, que é o senhor Ernane.

Anônimo,  27 de março de 2009 15:33  

me deicha informado do fim do exame da ordem

estes senadores a gente coloca no poder
para nao defender o povo e so robar

cartorionobres@hotmail.com

valdomir camargo,  7 de abril de 2009 10:31  

Para ser senador não precisa de prova,assim como para ser presidente da ordem,vamos submetelos as provas as quais somos submetidos, para ver se permanecera a mesma opinião

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP