OAB-GO: Marconi Perillo se diz favorável ao Exame de Ordem

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

O Exame de Ordem deve continuar como requisito essencial para o exercício da advocacia. A opinião é do senador Marconi Perillo (PSDB-GO), que recebeu uma comissão da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Goiás em seu gabinete, em Brasília. O parlamentar foi designado relator na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado para se manifestar quanto ao mérito do Projeto de Lei 186/06, de autoria do Senador Gilvam Borges (PMDB-AP), que propõe a extinção do Exame de Ordem.

O senador, que cursa o 8º período de Direito, está preparando subsídios para incorporar ao substitutivo que será apresentado na Comissão. "Não podemos aceitar esta alteração que considero maléfica para a categoria e para o próprio cidadão", destacou Marconi Perillo, ao se referir sobre a importância do certame. O presidente da OAB-GO, Miguel Cançado, lembrou o papel do advogado. "O profissional lida com questões relacionadas à liberdade e ao patrimônio das pessoas e sua má atuação pode gerar danos irreparáveis, contribuindo para o desprestígio de toda a classe".

Também participaram da reunião no gabinete do senador o vice-presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio Peña, o presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da entidade goiana, Júlio César do Valle Vieira Machado, e os conselheiros federais da OAB por Goiás Daylton Anchieta e Paulo Afonso Souza.

6 comentários:

Jose Carlos,  19 de dezembro de 2008 11:49  

Esta pessoa não tem autoridade para falar sobre Exame de Ordem, pq ele não fez vestibular, não faz prova, não frequenta aula, e passa em todo o exameste, inclusive, colegas dele de sala, impetraram ação na justiça contra e a facul para esclarecer a situação dele. Agora ele vai relatar a favor da Ordem, pq a Ordem vai lhe dar a carteirinha anotem, vai terminar o curso, fazer o exame, e de primeira vai passar, isso é que é exame de ordem, sou a favor do exame, mas qdo vejo uma situação dessas, eu sou contra o exame de ordem, pq a corrupção é gde, as provas são irrespondíveis, sem morfosintaxe, as anulações de questões são por conveniencia.

Anônimo,  19 de dezembro de 2008 12:34  

O que tem a ver com as calças. Se ele faz curso vago a denúncia é para o MEC!
O Exame da Ordem é justamente para impedir formandos desqualificados de advogarem.

neilda soares 19 de dezembro de 2008 14:05  

Parabéns senador marconi por defender o exame de ordem. vejo que é de suma importancia para nossa categoria.

Anônimo,  19 de dezembro de 2008 16:56  

Vixi dava pra formar uma quadrilha com os integrantes dessa reuniao!

jose carlos,  27 de dezembro de 2008 13:38  

O senhor anônimo 2° de cima para baixa, termina a sua frase q voce terá a sua resposta pra voce, q pergunta, tanto é, que não identifica, nem autentico o é, como será um bom advogado, é essas pessoas que a OAB deverá extirpar-se do seu quadro.

Anônimo,  2 de março de 2009 16:09  

Amados, a questão se o exame é ou não necessário. Talvez sim, talvez não, desde que seja para todas as áreas.Serão as ciências biológicas menos importantes ao tratarem da vida? O que temos que discutir é o fato de que a OAB não tem legalidade constitucional para exercer uma atribuição que é do MEC - simples assim. Isso é corporativismo. Se os profissionais ( bacharéis) precisam ou não ser avaliados, isso não diz respeito a OAB, ou deveria dizer- isso é flagrante aberração.Quem exerce a seleção natural do profissional é a sociedade. Pena que nosso país ainda não alcançou a maturidade democrática.
Assis - Leopoldina/MG

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP