Critérios de correção do CESPE

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Eu analisei alguns espelhos e provas, e fiquei meio perplexo com a forma de correção do CESPE. Minha principal observação está no tópico de análise "Domínio do raciocínio jurídico (técnica profissional demonstrada; capacidade de interpretação e exposição)". Se a questão ou a prova prática não estivem absolutamente corretas, esse item é dado como nulo. Isso não é possível!! A não-completude da resposta, em conformidade com o enunciado da questão, não implica em ausência ou erro na técnica profissional e na capacidade de exposição e interpretação. Naturalmente que o candidato não faz jus a pontuação integral no item, mas também não é o suficiente para se anular o quesito na sua integralidade. Em suma, uma grande dose de subjetivismo (subjetivismo radical) norteia a correção do CESPE, e é possível, pela via recursal, assegurar um aumento na pontuação em razão deste item.

Outro elemento verificado, pela comparação de provas, é que respostas idênticas não implicam em notas idênticas. Várias pessoas tiraram pontuação parcial valendo-se de argumentos idênticos daquelas que tiraram pontuação integral na questão. Isso só pode ser em decorrência do grande número de pessoas envolvidas no processo de correção. naturalmente, a correção, para todos, deve ter um caráter isonômico, e a concessão da pontuação, face a argumentação na prova, também. Muitos meios-pontos podem ser extraídos de quase todas as provas.

Por fim, vejo também que na prova prática, principalmente no critério de correção
"2.1 Aspectos formais da peça (competência, parte, contestação pedido final)
0,00 a 2,00"
, o CESPE, quando dá a pontuação "parcial", não concede 1 ponto em 2 possíveis, prejudicando os candidatos. Se a pontuação é parcial, deve ser indicada a pontuação exata, e isso não é revelado no espelho. Em tese, presume-se que a pontuação seria pelo menos a metade dos 2 pontos possíveis, o que não ocorre de fato.

Dito isso, pode-se afirmar com relativa segurança que, sem se adentrar em aspectos jurídicos da prova, avaliados pelo CESPE, é absolutamente factível extrair um ponto de toda a prova (pelo menos), apenas atacando os critérios de correção do CESPE. Há uma certa obscuridade na correção, e um recurso bem estruturado pode obrigá-la a rever a nota conferida ao candidato, bastanto apenas lançar luz sobre às incongruências na correção.
Agora são 14:25h, e estou sem tempo para analisar as peças que me foram enviadas. Pela noite (20:00h) eu sentarei com calma e orientarei quem já entrou em contato comigo e aqueles que entrarem também.

3 comentários:

Tanara Evaldt,  23 de julho de 2008 20:14  

Como faço para ver meu desempenho na prova?No site da cespe só tem os cadernos.

Felipe 24 de julho de 2008 16:24  

Caro Maurício de Assis, meu nome é Felipe e fiz a prova da oab no rio Grande do Sul. Não fui aprovado na segunda fase, pois me deram 4 pontos na peça prática, mas das cinco questões consideraram apenas uma correta, na qual ganhei um ponto, ficando com cinco na nota final. Não entendo como me deram zero nas outras quatro questões, sem considerar absolutamente nada. Te pergunto: pela tua experiência, se eu recorrer achas que tenho boas chances de ganhar um pequeno acréscimo na nota? Meu e-mail é felipe_geber@yahoo.com.br

francisca 27 de julho de 2008 19:30  

Dr. Mauricício, fiquei muito decepcionada com a correção do Cespe. Não passei, pois me deram nota 5,00. Fiz a área penal e acredito quem em alguns itens houve algum erro no momento da correção. Alguns quesitos objetivos da prova como endereçamento, peça cabível e data não podem ser julgados com rigor. Ou está escrito o que está na grade ou não está. Gostaria de uma explicação sua: Se eu enderecei a peça para a comarca de Brasília (ora, mas brasília não tem comarca, podem alegar! Mas tenho a prova de um aluno que tirou 10,00 e escreveu exatamente como eu!), fiz Alegações finais com base no art. 500, III, do Código de Processo Penal e datei corretamente no dia 26 de junho de 2008. O senhor poder me dizer de onde eles poderiam me tirar pontos!!? Não consigo dormir com essa dúvida! Por favor, me ajude! Estou enlouquecendo.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP