Comissão vota extinção do Exame de Ordem

segunda-feira, 1 de março de 2010

O Projeto de Lei 186/06, que prevê o fim do Exame de Ordem, deve ser votado nesta terça-feira (2/3) na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado. De acordo com o projeto, o formando que comprovar alguma experiência no exercício da advocacia, em um prazo de dois anos, fica livre da prova.

Clique AQUI para ler a íntegra da matéria publicada no Conjur.


8 comentários:

José Sérgio Bechler 1 de março de 2010 18:51  

E a prova de direito civil? Também somos filhos de Deus, ora bolas! :)

lucas 1 de março de 2010 23:29  

Ridículo acabar com o Exame.
Logo digo, se alegam que este exame possa ser corrompido, igual ja fora, imaginem agora, tendo que comprovar 2 anos de pratica.
A inexistência do exame só acarretará mais profissionais incopetentes.
Ao que tange o baixo índice de aprovação no exame, não diz respeito ao grau de dificuldade da prova, mas tão somente a baixa técnica dos examinados e a falta de comprometimento com os estudos.
Me formei em 2009/2 semestre, fiz meu primeiro exame 2009.3, aguardado resultado da segunda fase, sei como sao os estudantes, é inadimissível que se extinga o exame.

lucas 1 de março de 2010 23:29  

Ridículo acabar com o Exame.
Logo digo, se alegam que este exame possa ser corrompido, igual ja fora, imaginem agora, tendo que comprovar 2 anos de pratica.
A inexistência do exame só acarretará mais profissionais incopetentes.
Ao que tange o baixo índice de aprovação no exame, não diz respeito ao grau de dificuldade da prova, mas tão somente a baixa técnica dos examinados e a falta de comprometimento com os estudos.
Me formei em 2009/2 semestre, fiz meu primeiro exame 2009.3, aguardado resultado da segunda fase, sei como sao os estudantes, é inadimissível que se extinga o exame.

futurama 2 de março de 2010 09:11  

Não sei não! Parece bom mas creio que só parece. A legislação diz que o estagiário fica dispensado do exame sob determinados requisitos na forma da legislação em vigor... humm... na forma da legislação em vigor??

Outra questão que poderá criar polêmica... será que eles (oab) de alguma maneira poderão distinguir quem fez a prova e quem não fez? Que influência terá esse tipo de fato na vida profissional das pessoa que não fizeram a prova?

O ideal é mesmo acabar com essa palhaçada que arrecada milhões(sem exagero nenhum - 80.000 x R$ 150,00) e "enche o saco" da vida de todos os bacharéis em direito do país que precisam e querem trabalhar.

Donizete 2 de março de 2010 09:45  

Var ser uma "beleza" se essa proposta considerando apto a exercer a advocaccia aquele que comprovar alguma experiência no exercício da advocacia por 2 anos. Vai ser, na prática, a abertura de mais um antro de corrupção e ilicitudes neste país, além de por em risco toda a sociedade.

Sebastian 2 de março de 2010 10:28  

Li todo o projeto e, necessariamente, não prevê necessariamente o fim do Exame, mas sim uma maneira mais justa de aplicação!

Por exemplo: Candidato aprovado em 1ª fase e reprovado em 2ª, não será mais obrigado, no prazo de 1 ano, prestar novamente a 1ª fase! JUSTO! ...

Espero que realmente haja mudanças, é necessário!

Neto 2 de março de 2010 11:07  

Isso é um verdadeiro absurdo... o exame de ordem serve unicamente para diferenciar os medíocres daqueles que levaram uma faculdade a sério... a extinção do exame faria com que os bons fossem igualados aos medíocres, sendo que o mercado muitas vezes não tem como diferenciá-los...
o exame de ordem é necessário.
Concordo com o ponto de que um candidato aprovado na primeira fase e reprovado na segunda, não tenha que fazer novamente a primeira fase pelo prazo de um ano, MAS A EXTINÇÃO DO EXAME É UMA AFRONTA AO PRINCÍPIO DA BOA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL, uma vez que o advogado é indispensável à administração da justiça.

Entendo o anseio dos que não foram aprovados no exame de ordem, mas antes de se revoltar com o exame da forma como ele é, acho melhor fazer uma autocrítica e ver que ESTUDAR É NECESSÁRIO...


Enelvo Neto

eduardo 2 de março de 2010 11:54  

Não canso de ver manifestações pelo fim do Exame de Ordem...Tudo o que se apresentou até hoje para embasar uma tese que sustente este absurdo é tacanho, falacioso, provem estes discursos de demagogos e oportunistas que vêem nisso uma forma de se promover diante de uma legiao daquelas que vivem nas trevas do comodismo, da preguiça invencivel! Não posso aceitar esta ideia e seguir tranquilamente minha vida sabendo que há um numero de pessoas,volto a dizer, despreparadas, preguiçosas,acomodadas e qualquer outro adjetivo para identificar aqueles que sao contra tal exame.Fui reprovado 4x no exame até conseguir aprovação, que só veio pq me esforcei, criei um foco, uma meta e fui alcança-la, nao me sentiria bem sem passar por isso, ver a carteira cair em meu colo seguindo a lei do menor esforço, lei esta que impera há seculos.Forcei minha natureza,fui alem do que podia ir, me sinto melhor por saber que fiz o que deveria ser feito e nao fiquei procurando outros p dividir meu fracasso.Queria ser aprovado, mas nao estava preparado p seguir adiante sem conseguir ao menos vencer 50% de uma prova objetiva.Aí vem aqueele papo de que estao impedidos de trabalhar, inconstitucionalidade, estou a ponto de explodir de ódio por saber que existem estudantes mediocres que se apegam a esta ideia como uma luz no caminho escuro que que se encontram.Já basta a vergonha que foi a prova 2009.2, entrou gente pela janelaa nesta historia se aproveitando de algumas mentes "brilhantes"... A OAB errou ao dar trégua e não sustentar sua posição até o fim, me senti ofendido por saber que muita gente se aproveitou da historia.O tal do JH lá do RN é um palhaço que achou seguidores em varios lugares deste imenso Brasil, pessoas igual a ele, que vivem de imagem, jovem, oculos de grau em perfeita sintonia com o rosto,um terno bonito, belas gravatas, mas forma sem conteudo nao é nada, nao basta parecer..., o "Jovem Democrata" tem a veia politica e se aproveitou tambem disso para praticar a "politicagem" e começar a ganhar espaço nos meios de comunicaçao, uma vergonha este sujeito fazer parte deste esquema podre que foi o movimento para anular a peça, a prova, ou sei la mais o que ele queriaa..enfim, vão estudar seus preguiçosos, quem nao acerta 50% de uma prova simples, nao esta preparado para nada nesta vida... Vida longa ao exame, estou tao revoltado que não consigo escrever o que penso de verdade de forma clara e coerente, estou movido pela emoçao neste momento...Não importa se a OAB fatura milhoes com as inscriçoes, que os cursinhos ganhem, o que importa é mudarmos a historia, ter compromisso com a carreira que escolhemos para nao virarmos burocratas,,profissionais inescrupulosos, preocupados apenas com o dinheiro no fim do mês. Aguardo críticas, sugestoes ou simplesmente aliados nesta causa que com certeza ajudará e muito a manter a sociedade a desenvolver.Abraço Mauriciooo!

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP