Requerimento contra a prova de Direito Penal - Consequências

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Segue texto elaborado pelo Dr. Ricardo Vasconcellos sobre sua intervenção na OAB contra os erros ocorridos na prova subjetiva de Direito Penal:

No dia 02/01/10 até o dia 08 foram enviados 12 requerimentos ad Referendum para as Seccionais, conjuntamente com as duas liminares conseguidas em penal para o exame arguindo os aspectos abaixo, inclusive um direcionado diretamente à Comissão Nacional do Exame de Ordem questionando as respostas de direito penal e o gabarito lançado.

Fora esse aspecto de respostas não condizentes com o dia-a-dia da advocacia, havia um problema mais grave, o padrão resposta anunciado no dia 17/12 como padrão para ser a base dos recursos em penal, não contemplava o item 2.2 (sursis) que está presente no gabarito espelho que os alunos tem acesso para fazer os seus recursos.

Tal falta gerou uma discrepância entre o gabarito final e o padrao resposta, seja qual for o usado para correção, os pontos do item 2.2 (0,4) quatro décimos feriram o edital por serem diferentes - o gabarito do padrao resposta - prejudicando a todos candidatos reprovados em penal.

Após o envio por mim atráves de representantes em cada estado os requerimentos foram entregues nas seguintes seccionais:

DF, GO, SP, PA, PR, SC, RS, CE, RJ, ES, PE e a OAB nacional trouxe-nos o comunicado abaixo em 05/01/2010:

Folha Dirigida sobre o novo resultado dia 15/01:

Exame de ordem: nova lista de aprovados dia 15

No próximo dia 15 será publicada uma nova lista de aprovados do Exame 139 da Ordem dos Advogados do Brasil.

A Comissão do exame unificado determinou que a organizadora, o Cespe/UnB revisasse a correção das avaliações dos candidatos reprovados, pois recebeu reclamações em nível nacional de que a organizadora não teria dado a pontuação adequada para as respostas.

(item 2.2 de penal que nao existe no padrão resposta mas existe no gabarito reposta) (observação minha).

Palavras do Coordenador Nacional do Exame Unificado:

"Se nós entendemos, diante desses requerimentos, que há uma possibilidade de se cometer injustiças, nós não precisamos esperar que o judiciário venha resolver", esclareceu o coordenador nacional do exame de ordem unificado, Dilson José de Oliveira Lima. A nova lista incluirá os candidatos aprovados da lista anterior e os que passarem após a revisão das correções, realizadas somente no exame daqueles que foram reprovados.

Entendo cumprida minha missão de impedir uma chuva de mandados de segurança contra a OAB e poupar a imagem da Instituição que foi jogada na lama por erros grotescos do CESPE/UNB. não por sua culpa, mas por conceder autonomia demais ao CESPE.

5 comentários:

Lisandro 15 de janeiro de 2010 00:25  

Obrigado Dr.Ricardo estamos no inicio dessa guerra e hj teremos um final feliz, espero eu.

Abs

Lisandro Arnaud

baratex2 15 de janeiro de 2010 02:58  

Engraçado né!!! primeiro afastam a banca que elaborou a prova de Direito do Trabalho, depois vem com uma declaração dessas, mas quando é preciso ter humildade e assumir o erro cometido na prova de trabalho, esses vermes da OAB mantém a questão e ainda tem a cara de pau de dizer que foi um decisão técnica e não política!!! tenho vergonha de pertencer a OAB, mas infelizmente essa não é uma opção e sim uma obrigação!!! VERGONHAAAAA

Jorge 15 de janeiro de 2010 09:38  

Estes corruptos da OAB assumem o erro mas que paga somos nós.

A coisa mais correta que ele falou foi que a imagem da OAB esta na LAMA

Donizete 15 de janeiro de 2010 16:30  

Não se iludam, pois o resultado poderá não ser tão feliz assim.

joao 15 de janeiro de 2010 19:44  

acabou de sair o resultado
nada mudou

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP