A 1ª fase pelas seccionais

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Segue os dados divulgados pelas seccionais. Poucas divulgam qualquer informação estatística sobre a prova.

São Paulo

A Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB SP divulgou na noite dessa terça-feira (22/9), a lista dos aprovados na primeira fase do Exame de Ordem Unificado 2009.2 (Exame SP 139), do qual a Seccional paulista da OAB participou pela segunda vez. No Estado de São Paulo participaram 18.029 candidatos e 5.655 foram aprovados, equivalente a 31.36%.A prova foi realizada no dia 13 de setembro, às 14h . A íntegra da lista de aprovados pode ser consultada no site www.oabsp.org.br.

Distrito Federal

Dos 3.556 candidatos participantes da primeira fase do 2º Exame de Ordem de 2009 da OAB/DF, 1,7 mil conquistaram a aprovação (48%). O resultado foi divulgado nesta terça-feira, às 18h30, pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), organizador da prova.

Tocantins

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Tocantins, por meio da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, divulgou nesta terça – feira, 22, a relação dos aprovados no Exame 2009.2. A prova objetiva foi aplicada no último dia 13 na Faculdade Católica em Palmas, o prazo para recursos iniciará nesta quarta – feira, 23, e vai até o dia 25 de setembro. Dos 409 bacharéis que se inscreveram para fazer a prova objetiva, apenas 163 foram aprovados.

Goiás

A lista de aprovados na primeira fase (prova objetiva) do Exame de Ordem 2009.2 já está disponível no link Exame de Ordem do Portal da OAB-GO. Para conferir, clique aqui. Segundo a Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-GO, dos 3.234 bacharéis que fizeram a prova, 1.178 foram aprovados, ou seja, 36,42%.

26 comentários:

Anônimo,  23 de setembro de 2009 14:22  

PI = 49%
DF = 48%
BA = 45%
RN = 42%
SC = 42%
RJ = 41%
TO = 40%
RS = 38%
GO = 35%
MT = 35%

Consigo calcular o resultado de qualquer uma, com exceção de São Paulo. Com margem mínima de erro.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 14:39  

Realmente o índice de aprovação nesta prova foi bem acima do normal. Aqui no Paraná também vai ficar na média dos 38% de aprovação. Acredito que o filtro será feito na segunda fase. Vou estudar que nem cachorro louco!!!

Anônimo,  23 de setembro de 2009 15:40  

Ainda não começou? Eu me finco em 8h diárias desde o dia 14.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 15:42  

E não se preocupe com o filtro, se você sabe, você passa. Se você conhece, não existe motivo para ser interrompido. Bom estudo!

Anônimo,  23 de setembro de 2009 16:03  

que baba de prova, quem não passou agora não passa nunca mais!!!!!

Anônimo,  23 de setembro de 2009 16:26  

mais um que utiliza do termo "baba"...

Anônimo,  23 de setembro de 2009 17:10  

Tenho certeza que o D'urso, de São Paulo, logo, logo vai à televisão dizer que em razão do exame o nível dos bacharéis melhorou. Mas vejam que, há pouco mais de 2 meses, quando SP teve aquele percentual ridiculo de aprovação no exame passado (15%), ele dizia que era péssimo o nível e das faculdades de direito. Ora, será que agora em alguns dias tudo melhorou? So pode ser piada de mau gosto esse exame de ordem.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 17:28  

Brincando com os números:

A prova de 2009.2 teve 43% mais aprovados que a de 2009.1.

Reduzindo os aprovados de 1.700 para os 975 de 2009.1, pode-se chegar ao nível 58 que equivale a todos que alcançaram 50 pontos em 2009.1.

Portanto, aqueles que pontuaram em 58, neste último exame, se tivessem prestado o exame anterior, haveria uma grande chance de atingirem a média necessária.

Em outros cálculos, pude constatar que, o grau de dificuldade entre 2009.1 e 2009.2, aproxima-se em 16%.

Pode-se concluir que a prova 2009.2 teve um nível médio para alto de exigência.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 18:01  

... [continuando]

Por outro lado há a probabilidade do grau de dificuldade se basear em "X" questões, tendo em vista as maiores notas do exame de 2009.1 e 2009.2.

Em 2009.1 a maior foi 82, já neste último a maior foi 86. (no DF)

Com base nessas notas pode-se estimar que as "X" questões (consideradas fáceis em todas as provas) foram aumentadas nessa última, em relação a de 2009.1, em 4,62%.

Isso justificaria, a dificuldade das demais questões, face ao limite máximo das notas comparadas.

Ricardo 23 de setembro de 2009 19:29  

Na 1º fase do Exame de Ordem 2009.2, por enquanto, houve aprovação recorde.

Agora é hora de "estudar que nem cachorro louco"! Normalmente a OAB "compensa" no índice de aprovação, dificultando a 2º fase.

Alexandre 23 de setembro de 2009 20:00  

Fiz uma estatistica com as notas da secional RJ. Vejam o que deu:

77% dos aprovados ficam entre 50 e 60
18% dos aprovados ficam entre 61 e 70
4% dos aprovados ficam entre 71 e 80
1% dos aprovados tira mais de 81

Anônimo,  23 de setembro de 2009 21:17  

Cá para nós, este último exame não teve nenhum grau de dificulade, absolutamente nenhum, quem não passou é porque não sabe nada mesmo e a maioria que possou também não sabe, isso porque a prova não exigiu nenhum conhecimento além do basicão, o exame passado, sim, é que exigiu conhecimento além da média. Só para que vocês todos tenham ideia, no exame passado haviam umas 8 questões do tipo "só a I é a correta"; "só uma é correta...duas são corretas"; etc. E vejam, qeustões assim ou o candidato sabe a resposta de todas as opções ou dança e no exame está em curso não teve uma questão sequer nestes moldes, se tivesse, esses que fizeram 50, 51, 52, 53, 54, 55 pontos teriam se ferrado.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 21:41  

Não dá para confiar na estatística do anônimo 18:01 (23 de setembro), até porque em Mogi das Cruzes-SP, a candidata Marília Augusto obteve 89 acertos na prova. O interessante é que no atual exame, mesmo apresentando elevadíssimo percentual de aprovação, foram raras as notas acima de 70 pontos (considerando o Estado de São Paulo), enquanto no exame passando, embora o perceutual de aprovação tenha sido baixíssimo, foram muitos os bacharéis que atingiram mais de 70 acertos. Issso tem um significado: significa que a atual safra é de bacharéis pouco qualificados, já que a prova foi muito fácil e ainda assim a grande maioria das notas foi ruim (abaixo de 57).

Anônimo,  23 de setembro de 2009 22:30  

Ricardo, aprovação recorde foi no exame 2008.2 (56,42%) na primeira fase.

Anônimo,  23 de setembro de 2009 22:34  

Acredito que uns 600+(21:17)=601 vão para 2009.3. RISOS***

Anônimo,  23 de setembro de 2009 22:54  

Mais uma vez, o Nordeste detonando!!!

Anônimo,  23 de setembro de 2009 22:55  

Não concordo com quem afirma que foi fácil, pois, se assim fosse todos passariam.

Quem passou foi por puro merecimento.

Parabéns aos aprovados da 1a.fase!

Abraços!

Anônimo,  24 de setembro de 2009 09:02  

21:17, novamente com esse tipo de discurso.

Estou começando a achar que você tem razão. O cespe está jogando contra a valorização da advocacia. Está deixando um bando de gente que não sabe nada entrar para a classe.

Principalmente estes que tiraram de 70 pra cima, pois comprova que não estudaram absolutamente nada!

Se tivesse 8 daquelas questões que você comentou, certamente errariam a prova toda.

Isso é um absurdo!

Como podemos compactuar com esse tipo de aprovação? Totalmente desacreditada! Pense nesses que tiraram 60, 70, 80 pontos?! É a prova cabal de que não tem o mínimo de aptidão para o Direito!!

Devemos ir às ruas, para frente do congresso e vamos parar por completo toda a esplanada e demonstrar nossa indignação quanto a essa prova de 2009.2 que está se tornando uma ofensa à nossa classe!

Vamos, cada um de nós, levar uma cópia dessa desonrosa prova e resolvê-la na frente do congresso e mostrar pro Brasil inteiro que acertaremos as 100 questões em 10 minutos.

E mais, vamos afirmar, inexoravelmente que não temos conhecimento do gabarito oficial e muito menos dos extras, que também demonstraram que não sabem nada.

Ahhhhhhh!!! Ninguém sabe nada!!!

Já estou ficando bravo e indignado também.

Que bando de gente que não sabe nada, oras bolas!

A análise das 21:17 é perfeita e quem dela discordar é porque não sabe nada e tem que estudar muito o Estatuto da Criança e do Adolescente para compreender a mensagem que este ser supremo quis passar!

Anônimo,  24 de setembro de 2009 10:32  

O exame 2009.2 alinhou uma forma mais racional das perguntas e nas resposta com o maior esforço dos bacharéis e o resultado é um índice de aprovação maior, muito próximo da realidade. Bem verdade que muitos cursos são fracos, porém um índice de 18% de aprovação está muito abaixo como parâmetro e reflexo do ensino.
O índice entre 30% e 40% mostra de forma contundente a realidade no nível de ensino.
Ressalvando os alunos do turno noturno, que representam 60% dos bacharéis, onde, além do estudo, trabalham e possuem obrigações com a família, o que dificulta muito no aprendizado e na dedicação ao estudo.

Anônimo,  24 de setembro de 2009 12:20  

prova ridícula, até quem faz prova pra estágiario da defensoria tiraria no mínimo 80!!!!!!

Anônimo,  24 de setembro de 2009 12:42  

A brincadeira que fiz com os números não é para confiar mesmo.

Não levei em conta o número de candidatos inscritos, isso mudaria por completo os percentuais.

Foi só uma brincadeira, amadora.

Abraços

Anônimo,  24 de setembro de 2009 14:22  

Passei no exame anterior. Mas, este exame 139 foi muito mais difícil na minha opinião. Acredito que iria ficar entre 48, 47 se estivesse prestando este exame. Boa sorte pessoal.

Anônimo,  24 de setembro de 2009 15:00  

Opa, temos mais um indignado (12:20) para protestar na frente do congresso.

Vamos mostrar, inclusive, que o MNBD estão errados e meio, pois queremos o exame de ordem, com a majorante do ferro!

Só espero que dê mais de 20, senão a gente vai pagar mico!

Anônimo,  24 de setembro de 2009 16:53  

PA: 45,65 % DE APROVADOS

Anônimo,  25 de setembro de 2009 18:23  

O anônimo 14:22 tá blefando, só lendo o texto dele se percebe que ele não fala a verdade.

Anônimo,  18 de outubro de 2009 11:33  

Todos falam como se o Exame da Ordem aferisse capacidade, acertei 87 questões, entretanto conheço gente que acertou apenas 52 mas é extremamente especializada em determinada área e que "jantaria" a todos nós numa contenda sem esforço. Reflexões de boteco sobre um passo importante desses é no mínimo leviano e só "para filósofos de boteco" lerem.

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP