Um e-mail que recebi...

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Recebi um e-mail interessante sobre a postagem "Exame de ordem para quê?", datada de ontem, que agora reproduzo com a devida autorização do remetente, apenas cuidando para que este fique sob anonimato:

Dr. Maurício, fiz parte da sua comunidade no orkut sobre o exame de ordem, a qual aliás em muito me ajudou, sendo que a indico para ex-colegas e alunos de direito que conheço.

O motivo desta é sobre o seu post no blog com o título EXAME DE ORDEM PARA QUE?, com data de hoje.

Quando entrei na faculdade de direito, sabia que teria que passar por uma prova dificílima ao terminar o curso, acabei passando depois de 3 tentativas. Algumas vezes fui contra o exame, mas sempre ficava a dúvida. Certa vez, lembrando do tempo de faculdade e de alguns colegas, me dei por conta que muitos deles - de um poder aquisitivo mais elevado - nada queriam com o estudo.

O que tento explicar que é muito fácil fazer uma faculdade com o dinheiro do pai (vejo faculdades particulares de medicina que no vestibular dão 7 candidatos por vaga, e o que não pode pagar a matrícula abre a vaga para o subsequente), mas o que esse dinheiro não compra, é o aprendizado que levamos para uma prova do exame de ordem. Alí, com raras exceções, separa-se o joio do trigo. Caso típico é de um colega que está na oitava prova e exerce a advocacia com seu pai, então falar que a prática é imprescindível é um pouco de exagero. Claro que é fundamental, mas de nada adianta essa prática se não se tem a teoria.

E por isso, depois de muito refletir sobre o exame conclui que sim, ele deve ser aplicado aos acadêmicos de direito, assim como aos de medicina, engenharia, odonto, inclusive para professores que darão aulas, seja no ensino fundamental ou na graduação.

Sugiro ao amigo que insista em tópicos e comentários para a criação de exame para outros cursos, assim estará contribuindo para a IGUALDADE tão almejada que ainda deixa a pergunta " Por que somente aos acadêmicos de direito? " Afinal, faculdade de medicina também tem aos ´montes´ Brasil afora.

Forte abraço e parabéns pelos serviços prestados aos acadêmicos de direito, que se submetem ao exame de ordem.

1 comentários:

Paulo César - Itapema,  6 de janeiro de 2009 13:52  

Concordo com suas colocações. O exame iguala todos (cota racial, faculdades particulares, federais, ricos, menos ricos, etc). Na pratica pode-se utilizar o "ctrl c" e "ctrl v" utilizando-se minutas do "papai", mas nas provas isso não é possível. Parabéns pelo email (autor e blogueiro)
Paulo César

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP