Mais errata

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

O fato dos fiscais da prova de domingo terem tomado conhecimento do conteúdo das erratas não é causa para anular a prova. Quem elaborou a errata foi exatamente a mesma pessoa que elaborou a prova, nem mais, nem menos. Divulgar a errata não violou o conteúdo da prova, apenas reparou erros de digitação em palavras específicas e isoladas em cada questão.

A errata só dará problema no caso de alguns candidatos que não tomaram conhecimento dela antes da prova ter início, ou, caso o candidato não tenha tomado conhecimento dela em momento algum. Para estes, e somente para estes, as questões deveriam ser anuladas, e isso ainda demandaria a produção de prova, e demonstração de prejuízo.

Portanto, a divulgação da errata, afora a exceção do parágrafo acima, foi um procedimento perfeitamente normal.


3 comentários:

Régis Gonçalves,  22 de janeiro de 2009 16:51  

Exatamente, Dr. Maurício.

Não sei se o senhor chegou a ver na nossa Comunidade do Orkut, mas fiz exatamente esse mesmo comentário.

O amadorismo da CESPE foi ter revisado a prova muito tarde, quando ela já estava impressa.

Agora que esse fato possa gerar anulação da prova me parece descabido.

Da mesma forma, me parece muito claro que aqueles que não tiveram acesso à errata no dia da prova sofreram grave prejuízo.

Na minha sala, aqui em Porto Alegre, a fiscal chamou atenção de todo mundo antes de colar a errata no quadro negro: "Ó pessoal, prestem atenção aqui um pouquinho", dando clara demonstração da orientação que eles tinham recebido da coordenação do Exame.

Abraço.

Anônimo,  22 de janeiro de 2009 18:19  

Esse assunto da errata vai rendeeeer!!!

Anônimo,  22 de janeiro de 2009 18:50  

E a questão 25? está certa com a modificação proveniente da errata?

Postar um comentário

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP